Banner Portal
Mulheres, professoras e pesquisadoras
Imagem: Universidade de Nápoles Federico II, fundada em 1224. - Google / Licença Creative Commons.
VÍDEO
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
ÁUDIO

Palavras-chave

Mulheres
Professoras
Gênero
Pandemia
COVID-19

Como Citar

ROSSI, Jean Pablo Guimarães; MARES, Thaíse Fernanda de Lima; MAIO, Eliane Rose. Mulheres, professoras e pesquisadoras: vivências em tempos de pandemia. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 10, n. 00, p. e024032, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v10i00.8670871. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8670871. Acesso em: 19 jul. 2024.

Resumo

Introdução: Nesta pesquisa, temos por objetivo geral apresentar questões que podem ser identificadas e analisadas, em torno das vivências de mulheres, docentes, pesquisadoras, que estiveram  no espaço universitário frente ao momento de pandemia (a qual teve início no ano de 2019), em função do Coronavírus/COVID-19. O isolamento social, que foi imposto como uma das medidas de contenção do vírus, exigiu (e tem exigido) de todas e todos nós, (re)pensarmos novas adaptações e readequações, principalmente, no que concerne ao âmbito acadêmico. As docentes têm sido desafiadas a refletirem sobre suas atividades nos diversos aspectos, tanto profissionais quanto pessoais. Desta maneira, tomando por base, o contexto de pandemia mundial, problematizamos: quais as questões que podem ser identificadas e analisadas, em torno das vivências de mulheres, docentes, pesquisadoras, que estiveram no espaço universitário frente ao momento de pandemia? Método: Para tanto, aplicamos um questionário por meio da plataforma Google Forms, para dez mulheres, docentes, pesquisadoras e que, encontravam-se inseridas em programas de Pós-Graduação durante os anos de 2020 e 2021. Os dados coletados foram analisados a partir dos Estudos Feministas e de Gênero, pertinentes para análise e discussão das nuances do “ser mulher” e suas experiências frente às exigências deste momento histórico. Resultados/Conclusão: Os dados evidenciaram as desigualdades de gênero associadas às mulheres pesquisadoras, além disso, indicaram a necessidade de repensarmos as questões de gênero diante do contexto de pandemia ocasionada pelo COVID-19.

https://doi.org/10.20396/riesup.v10i00.8670871
VÍDEO
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
ÁUDIO

Referências

ALMEIDA, Silvio Luiz de. Racismo estrutural. São Paulo: Jandaira, 2019. ISBN: 978-85-98349-74-9

AZEVÊDO, Alessandro Augusto. O que a pandemia interpela a professores e professoras. feitoemcasa: Natal, 2020. ISBN-10:‎ 6500025768

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. Para educar crianças feministas: um manifesto. Sâo Paulo: Companhia das Letras, 2017. ISBN: 978-85-359-2851-8

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. Sejamos todos feministas. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. ISBN 978-85-438-0172-8

ALVES, Zélia Maria Mendes Biasoli. Continuidades e rupturas no papel da mulher brasileira no século XX. Psicologia: Teoria e Pesquisa, São Paulo, v.16, n.3, p. 233-239, set/dez 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ptp/a/kj9szysyT59MGzyQc3d7xnf/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 04 abr. 2021

BRASIL. Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. Acesso em: 04 abr. 2021

BALDIN, Nelma; MUNHOZ, Elzira M. Bagatin. Snowball (Bola de Neve): uma técnica metodológica para pesquisa em educação ambiental comunitária. In: Congresso Nacional de Educação. Anais [...]. Curitiba: EDUCERE, 2011. p.329-341. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/4398_2342.pdf. Acesso em: 11 de jul. 2020.

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009. ISBN: 9788520922835

BIROLI, Flávia. Gênero e Desigualdade: limites da democracia no Brasil. 1.ed. São Paulo: Boitempo, 2018. ISBN: 9788575596043

CANUTO, Pollyanna Jorge; LIMA, Luana de Souza; BARBOSA, Hevillyn Cecilia Ventura; BEZERRA, Kalyne Araújo. Repercussões do isolamento social diante da pandemia Covid-19: abordando os impactos na população. Hygeia. Edição Especial: Covid-19, p.122-131, jun./2020. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia. Acesso em: 04 abr. 2021

CARTA CAPITAL. IBGE: apenas 10% das mulheres negras completam o ensino superior. Edital Equidade Racial. 09 de março de 2018. Disponível em https://ceert.org.br/noticias/educacao/21396/ibge-apenas-10-das-mulheres-negras-completam-o-ensino-superior acesso em: 01 de abril de 2021

CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria. Plataforma Política Feminista é aprovada em Brasília. Jornal Fêmea, Brasília/DF, junho/2002. Disponível em: https://www.cfemea.org.br/images/stories/colecaofemea/jornalfemea113.pdf. Acesso em: 10 de abril de 2021

CISNE, Mirla. SANTOS. Silvana Mara Morais dos. Feminismo, diversidade sexual e serviço social. São Paulo: Cortez, 2018. ISBN: 9788524926389

FURLANI, Jimena. Educação Sexual na Escola: equidade de gênero, livre orientação sexual e igualdade étnico-racial numa proposta de respeito às diferenças. Florianópolis: UDESC (Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina); SECAD / Ministério da Educação, 2008.

FRANÇA, Fabiane Freire. Narrativas como mãe pesquisadora: as transgressões diárias em tempos de pandemia. In: SOARES, Ana Carolina Coelho; CIDADE, Camilla Almeida Santos. Cidade; CARDOSO, Vanessa. Maternidades plurais: os diferentes relatos, aventuras e oceanos das mães cientistas na pandemia. Belford Roxo: Bindi, 2020, p. 339-346.

GONÇALVES, Flora Rodrigues. A outra margem da maternidade: reflexões em tempos pandêmicos. In: SOARES, Ana Carolina Coelho; CIDADE, Camilla Almeida Santos. Cidade; CARDOSO, Vanessa. Maternidades plurais: os diferentes relatos, aventuras e oceanos das mães cientistas na pandemia. Belford Roxo: Bindi, 2020, p. 378-382.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 6. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 1997. ISBN 85.326.1862-6

LOURO, Guacira Lopes. Currículo, gênero e sexualidade – O “normal”, o “diferente” e o “excêntrico”. In: LOURO, Guacira Lopes; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre. Corpo, Gênero e Sexualidade: um debate contemporâneo na educação. Petrópolis/RJ: Vozes, 2013, p.43-53. ISBN 978.85.326.2914-2

LEMOS, Ana Heloísa da Costa. BARBOSA, Alane de Oliveira. MONZARO, Priscila Pinheiro. Mulheres em Home Office durante a Pandemia da COVID-19 e as Configurações do Conflito Trabalho-Família. In. RAE-Revista de Administração de Empresa FGV EAESP. v.60, n.6, p.388-399, 2020. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rae/article/view/82912. Acesso em: 21 abr. 2021.

MACÊDO, Shirley. Ser mulher trabalhadora e mãe no contexto da pandemia COVID-19: tecendo sentidos. Rev. Nufen: Phenom. Interd, Belém, v.12, n.2, p.187-204, mai/ago, 2020. Disponível em; http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-25912020000200012. Acesso em: 21 abr. 2021.

MARQUES, Emanuele Souza; MOARES, Claudia Leite de; HASSELMANN, Maria Helena; DESLANDES, Suely Ferreira; REICHENHEIM, Michael Eduardo. A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.36 n.4, p.1-6, 2020. Disponpivel em: https://www.scielo.br/j/csp/a/SCYZFVKpRGpq6sxJsX6Sftx/. Acesso em 04 abr. 2021.

MEYER, Dagmar Estermann. Gênero e educação: teoria e política. In: LOURO, Guacira Lopes; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre. Corpo, Gênero e Sexualidade: um debate contemporâneo na educação. RJ: Vozes, 2013. p. 11-29. ISBN: 978.85.326.2914-2

MORENO, Montserrat. Como se ensina a ser menina. São Paulo: Moderna, 1999. ISBN: 16.023.63-X

NASCIMENTO, Giorgia Carolina do. Uma meta-escrita do cansaço materno: alguns retratos da desigualdade em tempos de pandemia. In: SOARES, Ana Carolina Coelho; CIDADE, Camilla Almeida Santos. Cidade; CARDOSO, Vanessa. Maternidades plurais: os diferentes relatos, aventuras e oceanos das mães cientistas na pandemia. Belford Roxo: Bindi, 2020, p. 398-402.

NICHOLSON, Linda. Interpretando o gênero. Revista Estudos Feministas, UFSC. Santa Catarina, v.8, n.2, p.1-33, 2000. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/11917. Acesso em: 04 abr. 2021.

OLIVEIRA, Anita Loureiro de. A espacialidade aberta e relacional do lar: a arte de conciliar maternidade, trabalho doméstico e remoto na pandemia de COVID-19. Rev. Tamoios, São Gonçalo (RJ), v. 16, n. 1, Especial COVID-19, p.154-166, maio/2020. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/50448. Acesso em: 04 abr. 2021.

PARENT IN SCIENCE. Produtividade acadêmica durante a pandemia: efeitos de gênero, raça e parentalidade. 2020. Disponível em: http://www.sbq.org.br/noticia/produtividade-acad%C3%AAmica-durante-pandemia-efeitos-de-g%C3%AAnero-ra%C3%A7a-e-parentalidade. Acesso em: 10 de jul. 2020.

PIRONI, Isabela Daiane; ROSSI, Jean Pablo Guimarães; MAIO, Eliane Rose. “Não importa o sexo, eu só quero que seja menino”: cisheteronormatização dos corpos em chás de revelação. In: BALISCEI, João Paulo (Orgs.). É de menina ou menino? Imagens de gênero, sexualidades e educação. Curitiba: Bagai, 2022, p.32-46. ISBN: 978-65-5368-021-0

ROSSI, Jean Pablo Guimarães; PÁTARO, Ricardo Fernandes. Educação e Democracia: Gênero e Sexualidade em tempos de “Escola sem Partido” Entrevista com Fernando Seffner. Revista Educação e Linguagens, Campo Mourão, v. 8, n. 14, p. 7-23, jan./jun. 2019. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistaeduclings. Acesso em: 04 abr. 2021.

ROSSI, Jean Pablo Guimarães; SANTOS, Claudia Raquel Padovani; BRESCANSIN, Lívia Yatsuda. “Entre o amor e o ódio”: contribuições do mito da “Medéia” de Eurípedes para o estudo da ambivalência materna. Aprender - Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, v. XIV, n. 23, p. 153-174, 2020. Disponível em: https://www.academia.edu/61002296/_Entre_o_amor_e_o_%C3%B3dio_contribui%C3%A7%C3%B5es_do_mito_da_Med

%C3%A9ia_de_Eur%C3%ADpedes_para_o_estudo_da_ambival%C3%AAncia_materna. Acesso em: 04 abr. 2021.

SUDRÉ, Lu. A crise tem rosto de mulher: elas são as mais afetadas pela precarização no país. Brasil de Fato. São Paulo (SP), 08 de Março de 2020. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2020/07/08/cor-genero-e-classe-os-desafios-da-mulher-preta. Acesso em: 01 de abril de 2021.

SCOTT, Joan. História das mulheres. In: BURK, Peter (Org). A escrita da história. São Paulo: Editora UNESP, 1992, p.63-95. ISBN: 85-7139-027-4

WERNECK, Guilherme Loureiro; CARVALHO, Marilia Sá. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cad. Saúde Pública, v. 26, n.5, p.1-4, 2020. Disponível em: http://cadernos.ensp.fiocruz.br/csp/artigo/1036/a-pandemia-de-covid-19-no-brasil-cronica-de-uma-crise-sanitaria-anunciada. Acesso em: 04 abr. 2021.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Jean Pablo Guimarães Rossi, Thaíse Fernanda de Lima Mares, Eliane Rose Maio

Downloads

Não há dados estatísticos.