Banner Portal
Delimitação da área de conhecimento científico da educação superior
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
ÁUDIO
VÍDEO

Palavras-chave

Educação superior
Estado neoliberal
Pesquisa bibliográfica

Como Citar

WERLANG, Rodrigo Pivetta; TREVISOL, Marcio Giusti. Delimitação da área de conhecimento científico da educação superior: mapeamento de artigos publicados entre 2019 e 2022. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 11, n. 00, p. e025012, 2023. DOI: 10.20396/riesup.v11i00.8673476. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8673476. Acesso em: 25 maio. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: Este artigo tem por objetivo delimitar o campo do conhecimento científico da área de educação superior nos acervos Capes Periódicos, SciELO e nos anais das reuniões nacionais da ANPEd, entre os anos de 2019 e 2022 com a finalidade de problematizar os temas emergentes tratados pela comunidade científica. A investigação parte da pergunta: quais temas têm pautado as pesquisas na educação superior? Metodologia: Trata-se uma pesquisa qualitativa, exploratória e bibliográfica. Os dados coletados foram analisados e organizados a luz da análise de conteúdo. A coleta dos dados foi realizada no portal Capes Periódicos, SciELO e nos anais das reuniões nacionais da ANPEd entre os anos de 2019 e 2022. Para a coleta foi utilizado como descritor educação superior com e sem aspas.  Ao todo foram selecionados 136 artigos, organizados nas seguintes categorias: Estado, políticas públicas e institucionais, Democratização da Educação Superior, Internacionalização, Formação docente e profissional, Pedagogia universitária e Avaliação da Educação Superior. Resultados: Como resultado percebemos que há vasta produção sobre Democratização da Educação Superior, seguido por debates sobre o Estado, políticas públicas e institucionais, questões relativas à Pedagogia universitária, Internacionalização e Formação docente e profissional. O descritor Avaliação da Educação Superior apresentou a menor quantidade de produções neste recorte temporal de 2019 a 2022. Conclusão: Por fim, a investigação apontou para a preocupação da comunidade investigativa com as políticas educacionais para a educação superior adotadas pelo governo brasileiro e os desafios frente as influências do neoliberalismo.

https://doi.org/10.20396/riesup.v11i00.8673476
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
ÁUDIO
VÍDEO

Referências

ALMEIDA FILHO, Naomar. A universidade brasileira num contexto globalizado de mercantilização do ensino superior: colleges vs. Vikings. Revista Lusófono de Educação, v.31, n. 32. Portugal, 2016, p. 11-30. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/7117130/mod_resource/content/1/Contexto%20Mercantilizado%20do%20ES%20-%20NAF%202016.pdf. Acesso em: 20 abr. 23.

ALTBACH, Philip; DE WIT, Hans. Internationalization and global tension: lessons from history. Journal of Studies in International Education, v. 19, n. 1, p. 4-10, 2015.

AMARAL, João J. F. Como fazer uma pesquisa bibliográfica. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2007. Disponível em: http://200.17.137.109:8081/xiscanoe/courses-1/mentoring/tutoring/Como%20fazer%20pesquisa%20bibliografica.pdf. Acesso em: 27 jun. 2023.

BALL, Stephen J. Sociologia das políticas educacionais e pesquisa crítico-social: uma revisão pessoal das políticas educacionais e da pesquisa em política educacional. Currículo sem Fronteiras, v.6, n. 2, p. 10-32, jul./dez, 2006.

BARDIN, Lawrence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edição 70, 2016.

BEHRING, Elaine Rossetti. Brasil em contra-reforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

BIANCHETTI, Lucídio; SGUISSARDI, Valdemar. Da universidade à commoditycidade: ou de como e quando, se a educação/formação é sacrificada no altar do mercado, o futuro da universidade se situaria em algum lugar do passado. Campinas, SP: Mercado de letras, 2017.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasílias: DF, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm Acesso em: 30 jan. 2023.

BRASIL. Censo da Educação Superior 2021. MEC/INEP. Brasília, 04 novembro de 2022. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2021/apresentacao_censo_da_educacao_superior_2021.pdf. Acesso em: 15 abr. 2023.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. A democracia não está morrendo: foi o neoliberalismo que fracassou. Lua Nova, n. 111. São Paulo, 2020, p. 51-79. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ln/a/45GnrmPcGCmymJXNrcr4Z7K/?format=pdf&lang=pt Acesso em: 05 abr. 2023.

DE WIT, Hans. Globalization and Internationalisation of higher education. Revista de Universidad y Sociedad del Conocimiento, v. 8, n. 2, p. 241-248, 2011.

FÁVERO, Altair Alberto; CONSÁLTER, Evandro; TONIETO, Carina. A lógica do mercado como critério de qualidade na avaliação da educação superior. In: TAUCHEN, Gionara; FÁVERO, Altair Alberto. Avaliação do ensino superior: perspectivas de ensino e de aprendizagem. Curitiba: CRV, 2018.

FILHO, José Camilo dos Santos. Internacionalização da Educação Superior: redefinições, justificativas e estratégias. Sér-Estud., v. 25, n. 53. Campo Grande, 2020, p. 11-36. Disponível em: http://dx.doi.org/10.20435/serie-estudos.v0i0.1383 Acesso em: 19 fev. 2023.

FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREITAS, L. C. A reforma empresarial da educação: Nova direita, velhas ideias. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capital. São Paulo: Marins Fonte, 2008.

KNIGHT, Jane. Student mobility and internationalization: trends and tribulations. Research in comparative and international education, Oxford, n. 7, v. 1, 2012.

LÜCKE, Menga; ANDRÉ, Marli E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U, 2012.

MOROSINI, Marília Costa. Internacionalização do ensino superior. Educação, v. 40, n. 3, p. 288-292, set/dez. 2017.

NETO, Walter Strobel; ALMEIDA, Maria de Lourdes Pinto de Políticas de educação superior e formação de professores: (de) lineamentos de uma construção coletiva para o curso de pedagogia. Campinas: Mercado de Letras, 2017.

PAULA, Maria de Fátima Costa de. Políticas de democratização da educação superior brasileira: limites e desafios para a próxima década. Avaliação, v. 22, n. 2. Sorocaba, 2017, p. 301-315. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/KYs6H9L5YpppTCZHpHGd8SK/?format=pdf&lang=pt Acesso em: 30 jan. 2023.

SAVIANI, Demerval. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. 6ª ed. rev. e amp. Campinas: Autores associados, 2021.

VIEIRA PINTO, Álvaro. A questão da universidade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1994.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Rodrigo Pivetta Werlang, Marcio Giusti Trevisol

Downloads

Não há dados estatísticos.