O urbanismo do início do século xx: a escola francesa de urbanismo e suas repercussões no Brasil: trajetórias de Alfred Agache e Attilio Correa Lima

Marlice Nazareth Soares Azevedo, Milena Sampaio da Costa

Resumo


O trabalho busca fazer um paralelo entre a tese de doutorado de Attilio Correa Lima - Avant Projet d’aménagement et extension de de la ville de Niterói au Brésil – e o Plano de Remodelação, Extensão e Embelezamento da Cidade do Rio de Janeiro, elaborado por Agache, ambos realizados no mesmo período e concluídos em 1930. Na concepção desses trabalhos, o urbanismo é visto como instrumento de transformação da cidade, baseando-se na idéia de que o conhecimento técnico e científico pode responder, por si só, a necessidade de resolução de problemas urbanos. Essa corrente, que vem desde o início do século XX e prolonga-se até a década de 1970, está associada, no caso brasileiro, a governos fortes, intervencionistas, que tratam a cidade de forma global, acreditando ser capaz de, através do planejamento, controlar e guiar as transformações urbanas.


Palavras-chave


Rio de Janeiro. Niterói. Planos de remodelação. Extensão e embelezamento.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Mauricio A (1988). Evolução Urbana do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Iplan-Zahar.

ACKEL, Luis Gonzaga Montans (2007). Attílio Corrêa Lima, uma trajetória para a modernidade. São Paulo: Tese de Doutorado, FAU/USP.

AGACHE, Alfred Hubert (1930). Cidade do Rio de Janeiro, extensão, remodelação, embelezamento. Paris: Foyer Bresilien.

AZEVEDO, Marlice Nazareth Soares de (1999). A Construção da cidade na primeira metade do Século XX: Niterói, espelho do Rio. In LEME, Maria Cristina Leme (coord.) Urbanismo no Brasil – 1895 -1965. São Paulo: Studio Nobel: FAU/USP, FUPAM.

AZEVEDO, Marlice Nazareth Soares de (2010). Attilio Corrêa Lima (1901/1943): Uma produção moderna em diferentes escalas – do objeto à cidade, Simpósio Temático Percursos profissionais: Arquitetos e Urbanistas, a contribuição para a teoria e a prática no Brasil, 1920-1960. Rio de Janeiro: Anais do I ENANPARQ.

BORGES, Marília Vicente (2007). O zoneamento na cidade do rio de janeiro: gênese, evolução e aplicação. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro: IPPUR.

CHOAY, Françoise e MERLlN, Pierre (1988). Dictionnaire de L'urbanisme et L'Aménagement. Paris: Presses Universitaires de France.

GEIGER, Pedro P. Aspectos do fato urbano no Brasil (abril/junho, 1961). Rio de Janeiro: Revista Brasileira de Geografia.

LIMA, Attílio Correa Lima (1932). Tese Avant Projet d’aménagement et extension de de la ville de Niterói au Brésil. Paris.

OLIVEIRA, Sônia M. Q. de (org.) (2009). Planos Urbanos do Rio de Janeiro: Plano Agache. Rio de Janeiro: Centro de Arquitetura e Urbanismo.

REZENDE, Vera (1982). Planejamento urbano e ideologia: quatro planos para a cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

REZENDE, Vera. In Leme, Maria Cristina da Silva (org.) (1999). Urbanismo no Brasil, 1895-1965. São Paulo: Studio Nobel, FAU-USP, FUPAM.

PROST, Henri (1932). Préface. Avant –Projet d’Amenagement et d’ Éxtension Niterói, René Blamon, Jean Kahane & Cie. Paris.

REPS, J. Canberra (1912). Carlton South: Melbourne University Press, 1997.

SÁNCHEZ, Inés de Madariaga (1999). Introdución al Urbanismo. Conceptos y métodos de la planificación urbana. Madrid: Alianza Editorial.




DOI: https://doi.org/10.20396/urbana.v5i2.8635076

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais 2013 URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

(c) Urbana: Rev. Eletrônica Cent. Interdiscip. Estud. Cid., Campinas (SP) - ISSN 1982-0569.