Luz elétrica em Campina Grande: melhoramento urbano na teia dos jornalistas e cronistas

  • Cataline Alves Brandão Universidade Federal de Campina Grande
Palavras-chave: História da cidade e do urbanismo. Intervenções urbanas. Luz elétrica. Modernidade. Campina Grande.

Resumo

A recepção da luz elétrica na cidade de Campina Grande nas décadas de 1920 e 1940 causou na sociedade impressões das mais diversas. Nesse sentido, desde a sua inauguração, a luz elétrica em Campina Grande se mostrou precária e oscilante, trazendo a insatisfação daqueles que desejavam o “progresso” e “civilização” da cidade. A partir de uma análise atenta das fontes, sobretudo, os jornais que circulavam na cidade no período em estudo, foi possível perceber os limites deste equipamento de conforto na cidade, variadas foram às vezes em que cronistas, jornalistas e políticos trataram do que se chamou à época “o caso da luz”, como um símbolo de atraso no que diz respeito à trajetória da cidade nos padrões da modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cataline Alves Brandão, Universidade Federal de Campina Grande
Vinculada a linha de pesquisa de Cultura e cidades do Programa de Pós- Graduação em História da Universidade Federal de Campina Grande.

Referências

ARANHA, Gervácio Batista. Trem, modernidade e imaginário na Paraíba e região: Tramas político-econômicas e práticas culturais (1880-1925) Campinas- SP, Agosto de 2001. Tese de Doutorado.

ARANHA, Gervácio Batista. Seduções do moderno na Parahyba do Norte: trem de ferro, luz elétrica e outras conquistas materiais e simbólicas (18801925). In: A Paraíba no Império a República: estudos de história social e cultural. João Pessoa: Idéia, 2003.

ARANHA, Gervácio Batista. Trem e imaginário na Paraíba e região: Tramas Políticas e Econômicas. Campina Grande: EDUFCG, 2006.

BRESCIANNI, Maria Stella Martins. Londres e Paris no século XIX: o espetáculo da pobreza. 8.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BRESCIANNI, Maria Stella Martins. História e Historiografia das cidades, um percurso. In: Historiografia Brasileira em perspectiva. Marcos Cezar de Freitas (org.) Editora Contexto: São Paulo, 1997.

BRESCIANNI, Maria Stella Martins. O literato, o cronista e o urbanista. Imagens de São Paulo nos anos 1910-1920. In: Escrita, Linguagem, objetos: leituras de história cultural. PESAVENTO, Sandra Jatahy (org.) Bauru, SP : EDUSC, 2004.

BÉGUIN, François. As maquinarias inglesas do conforto. In: Espaço e Debate- Revista de Estudos Regionais e Urbanos, n° 34. São Paulo: ano XI, 1991.

CABRAL FILHO, Severino. A cidade através de suas imagens: uma experiência modernizante em Campina Grande (1930-1950) Universidade Federal da Paraíba, UFPB. Doutorado em Sociologia, 2007.

CABRAL FILHO, Severino. A cidade desejada: Campina Grande, imagens e história. In: Antonio Clarindo B. Souza; Eugêniz M. Dantas; Iranilson B. de Oliveira; Joel C. S. Andrade. (Org.). Cultura e Cidades. 1a ed. Campina Grande: Editora da Universidade Federal de Campina Grande, 2009, v, p. 40-54.

CÂMARA, Epaminondas. Datas Campinenses. 2◦ed. Campina Grande: Caravelas, 1998.

CENTRO de Memória da Eletricidade no Brasil. A vida cotidiana no Brasil moderno: a energia elétrica e a sociedade brasileira (1880-1930). Rio de Janeiro: Centro de Memória da Eletricidade no Brasil, 2001.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Tradução Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas e sinais Morfologia e História. 1ª reimpressão. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

LUCA, Regina Tânia. Fontes Impressas História dos, nos e por meio dos periódicos. In: Fontes Históricas. São Paulo: Contexto, 2010.

MARTINS, A. L.; LUCA, T. R.. A História da Imprensa no Brasil. São Paulo: Contexto, 2008.

PAES, Marcelo Renato de Cerqueira. Do Azeite de Mamona à Eletricidade Anotações para uma História da Energia Elétrica na Paraíba. 2 ed. João Pessoa: Editora Rivaisa, 1994.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. História & História Cultural. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

RAMINELLI, Ronaldo. História Urbana. In: Domínios da História: Ensaios de teoria e metodologia/ Ciro Flamarion Cardoso, Ronaldo Vainfas (orgs.). Rio de Janeiro: Elsevier, 1997.

ROCHA, Amaral Silva de Sousa. A Sedução da luz: eletrificação e imaginário no Rio de Janeiro da belle èpoque (pp.51-80). In: Revista de História Regional, n◦ 2. Ponta Grossa: Imprensa Universitária da UEPG, 1997.

RONCAYOLO, Marcel. Transfigurações noturnas da cidade: O império das luzes artificiais (pp.97-101). Tradução de Eveline Bouteiller Kavakama. In Projeto História. 1999.

SOUSA, Fábio Gutemberg Ramos Bezerra. Cristino Pimentel: Cidade e Civilização em crônicas. In: A Paraíba no Império a República: estudos de história social e cultural. João Pessoa: Idéia, 2003. “Campina Grande: cartografias de uma reforma urbana no Nordeste do Brasil (1930-1945)” (pp. 61-92). In: Revista Brasileira de História, vol.23, n◦ 46. São Paulo: ANPUH, 2003

Publicado
2013-08-06
Como Citar
Brandão, C. A. (2013). Luz elétrica em Campina Grande: melhoramento urbano na teia dos jornalistas e cronistas. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 5(2), 236-265. https://doi.org/10.20396/urbana.v5i2.8635083