Nestor de Figueiredo e o urbanismo das cidades do “norte”

  • Francisco Sales Trajano Filho Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Nestor de Figueiredo. Urbanismo no Brasil. Nordeste.

Resumo

O artigo atém-se a investigar as proposições no campo do urbanismo que o arquiteto Nestor Egydio de Figueiredo passa a elaborar a partir do trabalho de remodelação urbana para o Recife apresentado durante o IV Congresso Pan-Americano de Arquitetos, continuadas nas muitas iniciativas empreendidas por ele no decurso de seu périplo por vários estados nordestinos na década de 1930. A análise é focada, sobretudo, em torno do plano concebido para a cidade de João Pessoa, conduzido simultaneamente àquele para o Recife e o único dos projetos a se implantar de fato, para a surpresa do próprio urbanista. A intenção é mostrar como Figueiredo é ao mesmo tempo tributário e partícipe da cultura urbanística em formação no Brasil, atravessada por não poucas ideias e práticas do urbanismo internacional que por meios diversos aportava no país, adensando o debate acerca das cidades e seu futuro, tão candente nesse momento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Sales Trajano Filho, Universidade de São Paulo
Arquiteto formado pela Universidade Federal da Paraíba (1999), mestre (2003) em Tecnologia do Ambiente Construído e doutor (2010) em Teoria e História de Arquitetura e Urbanismo pelo Departamento de Arquitetura e Urbanismo, da Escola de Engenharia de São Carlos. Professor deste mesmo departamento entre 2007 e 2010, e do Instituto de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, desde 2010. 

Referências

BRITO, Francisco Saturnino de Rodrigues de (1943). Saneamento de Paraíba do Norte. In Obras Completas, tomo V. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional.

BRUAND, Yves (1999). Arquitetura Contemporânea no Brasil. 3.a Perspectiva.

BRUANT, Catherine (1996). Donat Alfred Agache: urbanismo, uma sociologia aplicada. In: RIBEIRO, Luiz Cesar de Queiroz & PECHMAN, Robert Moses (org.) Cidade, povo e nação. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, p. 167-202.

CAMPOS, Candido Malta (2002). Os rumos da cidade: urbanismo e modernização em São Paulo. São Paulo: Editora Senac São Paulo.

COSTA, Angyone (1927). A inquietação das abelhas. Rio de Janeiro: Pimenta de Mello e Cia.

GOODWIN, Philip L. (1943).Brazil Builds: architecture new and old (1652-1942).New York: MoMA.

LEME, Maria Cristina da Silva (1990). Revisão do Plano de Avenidas. Um estudo sobre o planejamento urbano em São Paulo, 1930. São Paulo: FAU/USP (tese de doutorado) (org.) (1999). Urbanismo no Brasil. São Paulo, Nobel.

LEVY, Ruth (2010). A Exposição do Centenário e o meio arquitetônico carioca no início dos anos 1920. Rio de Janeiro: EBA Publicações;UFRJ.

MOREIRA, Fernando Diniz (2007). “Urbanismo e modernidade: reflexões em torno do plano Agache para o Rio de Janeiro”, Revista de Estudos Urbanos e Regionais, v. 9, n. 2, nov., p. 95-114.

OLIVEIRA, Sônia Maria Queiroz de (org.) (2009). Planos urbanos do Rio de Janeiro: Plano Agache. Rio de Janeiro: Centro de Arquitetura e Urbanismo.

OUTTES, Joel (1997). O Recife: gênese do urbanismo 1927-1943. Recife, Massangana/Fundação Joaquim Nabuco.

PARAÍBA (1932). Administrações dos interventores Anthenor Navarro e Gratuliano da Costa Brito. Decretos de 1o de Janeiro a 30 de Junho de 1932 – Actos do Interventor Federal. João Pessoa: imprensa Official.

PONTUAL, Virgínia (1995). “Ordem e progresso: o pensamento urbanístico no Recife dos anos 30”. Anais do6.0

REZENDE, Vera (1982). Planejamento e ideologia: quatro planos para o Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira.

RIBEIRO, Luiz Cesar de Queiroz e PECHMAN, Robert Moses (org.) (1996).Cidade, povo e nação. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira. Encontro Nacional da ANPUR, Brasília, p. 797-812.

SANTOS, Paulo F. (1977). Quatro séculos de arquitetura. Valença: Editora Valença.

TOLEDO, Benedito Lima de (1996). Prestes Maia e as origens do urbanismo moderno em São Paulo. São Paulo: Empresa das Artes.

TRAJANO FILHO, Francisco Sales (2003). D.V.O.P: arquitetura moderna, Estado e modernização na Paraíba na década de 1930. São Carlos: EESC-USP (Dissertação de mestrado).

XAVIER, Alberto (org.) (2007). Lúcio Costa: sobre arquitetura. 2a ed. Porto Alegre: UniRitter.

Publicado
2013-09-24
Como Citar
Trajano Filho, F. S. (2013). Nestor de Figueiredo e o urbanismo das cidades do “norte”. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 5(1), 96-116. https://doi.org/10.20396/urbana.v5i1.8635089