No Reino dos Sentidos: uma introdução

Cristina Meneguello, Martin Jay

Resumo


“A ideia escandalosa de que os sentidos tem uma história, como Karl Marx uma vez observou, é um dos marcos de nossa historicidade”. Assim escreveu o eminente crítico literário americano Fredric Jameson em 1981. Nos anos que se seguiram, talvez não tenhamos passado a ler a história em termos marxistas tal como Jameson gostaria, mas o escândalo há muito já se dissipou. Pelo contrário, explorar a infinita variedade de experiências sensórias tornou-se matéria-prima da análise histórica contemporânea, assim como dos estudos culturais e das ciências sociais de forma mais ampla.


Palavras-chave


Tradução.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20396/urbana.v4i2.8635097

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

(c) Urbana: Rev. Eletrônica Cent. Interdiscip. Estud. Cid., Campinas (SP) - ISSN 1982-0569.