Vias pedonais: espaços de sociabilidade no centro de Florianópolis

  • Adilson de Souza Moreira Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luiz Eduardo Fontoura Teixeira Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Uso urbano. Sociabilidade urbana. Transformações urbanas.

Resumo

O presente artigo procura identificar a cidade e suas ruas como o local de vivência humana, sociabilidades, a partir da observação dos usos públicos do Largo da Alfândega e as Vias Pedonais contíguas, focando sua condição de centralidade em Florianópolis. A relevância do objeto de estudo está fundamentada na sua condição de via pedestrianizada, nas transformações e na importância enquanto marco referencial das atividades exercidas no local ao longo do tempo. Ao caracterizar os usos do objeto de estudo no percurso histórico, este trabalho busca identificar, no momento presente, as transformações e as permanências no uso do espaço, enquanto local de convívio, troca, trabalho e lazer, a cidade como indutora de sociabilidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adilson de Souza Moreira, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutorando em Arquitetura e Urbanismo (PósARQ- UFSC); Área de Concentração: Projeto e Tecnologia do Ambiente Construído; Linha de Pesquisa: Comportamento Ambiental do Espaço Urbano e das Edificações. Mestre em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade (PGAU-Cidade/ UFSC-2013) com a Dissertação (Tese): Modernidade em Exposição: Modernização Urbana e Signos Metonímicos (Paris, Rio de Janeiro e Florianópolis) [1850-1930] . Linha de Pesquisa-Urbanismo, Cultura e História da Cidade: Estudo dos espaços construídos em suas diferentes escalas, relacionados aos processos históricos e à história das idéias. Paisagem, patrimônio cultural e memória urbana. Mestre Profissional em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental (UDESC- MPPT/ 2009). Graduado em Geografia, Licenciatura e Bacharelado (UFSC- 2004). Credenciado ao CREA/SC, exerce a atividade de Geografo-agrimensor e Professor de Geografia, desenvolvendo trabalhos em Planejamento urbano com a realização de Levantamentos topográficos.
Luiz Eduardo Fontoura Teixeira, Universidade Federal de Santa Catarina
Possui Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1978), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) e Doutorado em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo pela Universidade de São Paulo, Campus de São Carlos (2009). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina, onde exerce docência desde 1982.. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em História da Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: arquiteturas da modernidade, arquitetura urbana, centro histórico, patrimônio arquitetônico-urbano.

Referências

ARANTES, Antonio Augusto (Org.). Produzindo o Passado- Estratégias de Construção do Patrimônio cultural. São Paulo: Brasiliense, 1984. 240 p.

BERMAN, Marshall. Tudo o que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. 465 p.

CABRAL, Oswaldo Rodrigues. Nossa senhora do Desterro. Noticia 1.Florianópolis: Lunardelli, 1979. 525 p.

FLORES, Maria Bernardete Ramos; LEHMKUHL, Luciene; COLLAÇO, Vera Regina Martins. A Casa do baile: estética e modernidade em Santa Catarina. Florianópolis, SC: Fundação Boiteux, 2006. 478p.

FLORES, Maria Bernardete Ramos. Estética e Modernidade: à guisa de introdução. In: FLORES, Maria Bernardete Ramos; LEHMKUHL, Luciene; COLLAÇO, Vera Regina Martins. A Casa do baile: estética e modernidade em Santa Catarina. Florianópolis, SC: Fundação Boiteux, 2006. (pp. 11- 36).

CHOAY, Françoise. A Alegoria do Patrimônio. São Paulo: Estação Liberdade. UNESP, 2001.

HARVEY, David. A condição pós-moderna- Uma pesquisa sobre as Origens da Mudança Cultural. São Paulo: Edições Loyola, 1992. 349 p.

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 510 p.

LEFEBVRE, Henri. O Direito à Cidade. São Paulo: Centauro, 2001. 144 p.

LEFEBVRE, Henri. A Revolução Urbana. Belo horizonte: UFMG, 1999. 176 p.

LEFEBVRE, Henri. Marxismo. Porto Alegre: L&PM, 2009. 128 p.

LE PETIT, Bernard. Por uma nova história urbana. São Paulo: EDUSP, 2001.

MARX, Murillo. Cidade Brasileira. São Paulo: Editora da USP, Edições Melhoramentos, 1980.

PELUSO JR, Victor Antonio. Estudos de geografia urbana de Santa Catarina. Florianópolis: UFSC; Secretaria de Estado da Cultura e do Esporte, 1991. 400 p.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. A cidade maldita. In: SOUZA, Célia Ferraz de; PESAVENTO, Sandra Jatahy (org.). Imagens urbanas: os diversos olhares na formação do imaginário urbano. Porto alegre: UFRGS, 1997. 292 p. (pp. 25- 38).

PESAVENTO, Sandra Jatahy. O Imaginário da cidade: visões literárias do urbano- Paris, Rio de Janeiro, Porto Alegre. Porto Alegre: UFRGS, 1999. 393 p.

REIS FILHO, Nestor Goulart. Quadro da Arquitetura no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 2010. 211p.

ROSSI, Aldo. A Arquitetura da Cidade. São Paulo: Martins Fontes,1995. 309 p.

SENNETT, Richard. Carne e Pedra. 5a edição. Rio de Janeiro: 2008. 362 p.

SOUZA, Alcídio Mafra de. Guia dos Bens Tombados, Santa Catarina. Rio de janeiro: Expressão e Cultura, 1992. 152 p.

SOUZA, Célia Ferraz de; PESAVENTO, Sandra Jatahy (org.). Imagens urbanas: os diversos olhares na formação do imaginário urbano. Porto alegre: UFRGS, 1997. 292 p.

SUMMERSON, John. A linguagem clássica da arquitetura. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009. 148 p.

TEIXEIRA, Luiz Eduardo Fontoura. Espaços públicos da orla marítima do centro histórico de Florianópolis: o lugar do mercado. Florianópolis, 2002. 95 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina

TEIXEIRA, Luiz Eduardo Fontoura. Arquitetura e cidade : a modernidade (possível) em Florianópolis, Santa Catarina - 1930-1960. 377 p. Tese (Doutorado) - USP, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, 2009.

VAZ, Nelson Popini. O Centro Histórico de Florianopolis: Espaço Público do Ritual. Florianópolis: UFSC; FCC, 1991. 108p.

Publicado
2013-06-19
Como Citar
Moreira, A. de S., & Teixeira, L. E. F. (2013). Vias pedonais: espaços de sociabilidade no centro de Florianópolis. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 4(2), 149-168. https://doi.org/10.20396/urbana.v4i2.8635104