Banner Portal
O Rio de Janeiro no século XVIII: a transferência da capital e a construção do território centro-sul da América portuguesa
PDF

Palavras-chave

Urbanismo.

Como Citar

BICALHO, Maria Fernanda. O Rio de Janeiro no século XVIII: a transferência da capital e a construção do território centro-sul da América portuguesa. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 1, n. 1, p. 1–20, 2013. DOI: 10.20396/urbana.v1i1.8635108. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8635108. Acesso em: 19 abr. 2024.

Resumo

Com a proximidade das comemorações, em 2008, dos duzentos anos da transferência da família real portuguesa para o Rio de Janeiro – episódio único, que transformou a cidade colonial em Corte e sede de uma monarquia pluricontinental – o processo de construção de uma capital nos trópicos, e o conceito de capitalidade associado a esta dinâmica, emergem como objeto de investigação de historiadores, arquitetos, urbanistas, geógrafos e demais pesquisadores ocupados com o tema da cidade. Este artigo pretende contribuir para essa discussão, ao refletir sobre a trajetória específica da cidade do Rio de Janeiro ao longo do século XVIII, e ao levantar hipóteses sobre o que teria determinado sua escolha como novo centro e sede da monarquia lusa. Visa a demonstrar, enfim, que antes mesmo de 1808 a cidade de São Sebastião exercia uma capitalidade.

https://doi.org/10.20396/urbana.v1i1.8635108
PDF

URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.