Habitações operárias: evolução das imagens de representação

  • Daniela Ketzer Milano Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Habitação operária. Revolução industrial. Imagens.

Resumo

O surgimento das cidades ao redor das fábricas a partir da Revolução Industrial acarretou em um acelerado processo de urbanização devido a necessidade por moradias por parte do contingente desenfreado de imigrantes-operários vindos do campo. A precariedade das condições habitacionais fez surgir políticas públicas na tentativa de resolver tais questões, para tanto, foram criadas as comissões de inquérito, o jornalismo de denúncia e os relatórios médico-sanitários. O presente artigo tem o objetivo, analisar os tipos de imagens utilizadas ao longo da história, que constituíram a referência de base para as proposições de reforma urbana e os programas de habitação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Ketzer Milano, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Uniritter, Especialização em Arquitetura e Patrimônio Arquitetônico no Brasil pela FAUPUCRS e Mestrado, no qual recebeu louvor e indicação à publicação, em História das Sociedades Ibéricas e Americanas na PUCRS (CAPES 6). Durante o Mestrado participou, como bolsista CNPQ, do grupo de pesquisa: Imigração, cidades e narrativas de estrangeiros sobre o Brasil (1864-1965). Foi Coordenadora e docente do curso de Design de Interiores; docente e fez parte do Núcleo Docente Estruturante e Colegiado do curso de Construção de Edifícios; membro do Núcleo Docente Estruturante e Colegiado do curso de Conservação e Restauro; cursos integrantes da Faculdade de Tecnologia da Serra Gaúcha. Também foi professora de Design na Faculdade América Latina. Atualmente é proprietária do atelier Milano & Dias de Oliveira Arquitetura e Interiores e é docente do curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade São Francisco de Assis - UNIFIN. 

Referências

BENEVOLO, Leonardo. Diseño de la Ciudad - 5. El ambiente de la Revolución Industrial. 3. ed. Barcelona: Editora Gustavo Gilli S.A, 1982.

BENEVOLO, Leonardo. A cidade na História da Europa. 1. ed. Lisboa: Editorial Presença, 1995.

BENEVOLO, Leonardo. História da Cidade. 3. ed. dois reimpressão. São Paulo: Editorial Perspectiva, 2003.

BONDUKI, Nabil. Origens da habitação social no Brasil. 4. ed. FAESP – São Paulo: Editorial Liberdade, 2004.

CHEVALIER, Louis. Labouring classes and dangerous classes in Paris during the first half of the nineteenth century. Trad. F. Jellinek. New Jersey, Princeton University Press, 1973, p. 155-156. In: AZEVEDO, Ricardo Marques de. Uma Idéia de Metrópole no Século XIX. Rev. bras. Hist. vol.18 n.35 São Paulo 1998.

CORREIA, Telma de Barros. De Vila Operária a Cidade-Companhia: Aglomerações criadas por empresas no vocabulário especializado vernacular. In: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais –. São Paulo: Publicação da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, 2001, v. 4, p. 83-96.

CORREIA, Telma de Barros. GHOUBAR, Khaled. MAUTNER, Yvone Brasil, suas Fábricas e Vilas Operárias. In: Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP –. São Paulo: Apoio CNPq e Capes, 2006, n.20, p. 10-32.

DUBOIS, Phelippe. Da semelhança ao índice. In: DUBOIS, Phelippe. O ato fotográfico e outros ensaios. Campinas: Papirus, 1993.

ENGELS, Friedrich. A questão da habitação. Belo Horizonte: Aldeia Global Livraria e Editora LTDA, 1979.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Global, 1985.

FOUCAULT, Michael. Vigiar e punir. Petrópolis-RJ: Vozes, 1991.

FOUCAULT, Michael. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: ed. Graal, 1992. p. XVII.

KIRSCHENMANN, Jörg C. Vivienda y espacio Público. Rehabilitación urbana y crecimiento de la ciudad. Barcelona: Editora Gustavo Gilli S.A, 1985.

KOSSOY, Boris. Construção e desmontagem do signo fotográfico. In: KOSSOY, Boris. Realidades e Ficções na Trama Fotográfica. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.

LIMA, Solange Ferraz de; CARVALHO, Vânia Carneiro de. Fotografia e Cidade: da razão urbana lógica do consumo: álbum da cidade de São Paulo, 1887-1954. Campinas, SP:Mercado das Letras; São Paulo: Fapesp, 1997.

MILANO, Daniela Ketzer. Vilas Operárias: o caso de Galópolis. Monografia de conclusão de Pós Graduação em nível de especialização em Arquitetura Brasileira e Patrimônio Histórico no Brasil. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo PUCRS. Porto Alegre, 2007.

MILANO, Daniela Ketzer. Uma vila operária na colônia italiana: o caso Galópolis (1906-1941). Porto Alegre: Dissertação de Mestrado do Curso de Pós Graduação em História Ibero Americana da PUCRS, 2010.

MONDENARD. Anne de. A Emergência de um Novo Olhar sobre a Cidade: as fotografias urbanas de 1870 a 1918. In: Projeto História: espaço e cultura. no 18, 1999.

MONTEIRO, Charles. Imagens sedutoras da modernidade urbana: reflexões sobre a construção de um novo padrão de visualidade urbana nos anos de 1950. In: Revista Brasileira de História ANPUH, no 53, vol. 27, 2007, p. 159-176.MORRIS, A.E.J. História de la forma urbana. 5. ed. Barcelona: Editora Gustavo Gilli S.A, 1995.

MUMFORD, Lewis. A cidade na história - suas origens, transformações e perspectivas. São Paulo: Martins Fontes, 1982.

NORRO, Júlio Ariel Guigou. A vila operária na República Velha: o caso Rheigantz - conceito e materialidade. Dissertação de Mestrado, área de concentração em Arquitetura do curso de Mestrado em Arquitetura da UFRGS, Porto Alegre, 1997.

ROQUE, Georges. La Pragmática del Espacio In: Arte y Espacio. México: Universidad Nacional Autônoma de México- Instituto de Investigaciones Estéticas, 1997.

ROSSI, Aldo. A Arquitetura da Cidade. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

TAGG, John. El peso de la Representación. Barcelona: Editorial Gustavo Gili S.A., 2005.

VIANNA, Mônica Peixoto. Habitação e modos de vida em vilas operárias. Dissertação de Mestrado, USP, São Paulo, 2004.

WEBER. R. On teh Aesthetics of Architecture, A Phychological Approach to the Structure and the Order of Perceived Architectural Space. Avebury, Aldershhop, England, 1995. In: REIS, Antônio T. Repertório, Análise e Síntese: Uma Introdução ao Projeto Arquitetônico. 1. ed. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2002.

Publicado
2011-03-14
Como Citar
Milano, D. K. (2011). Habitações operárias: evolução das imagens de representação. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 3(1), 1-22. https://doi.org/10.20396/urbana.v3i1.8635130