Alfred Agache e seu plano para Curitiba: técnica, institucionalização e o inicio do discurso da cidade planejada

  • Julio Cesar Botega do Carmo Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Alfred Agache. Curitiba. Urbanismo.

Resumo

Assim como o urbano, os cientistas que tentam explicá-lo são fruto de dado momento histórico e determinados social, política, ideológica, jurídica e economicamente. Com base neste fato e tomando-se as ideias centrais dos intelectuais que através da Geografia Urbana e da Geografia Histórica entendem o espaço, se busca a compreensão da cidade de Curitiba durante o século XX, verificando como a abordagem técnico-científica agiu na regulação do crescimento e na modernização, demonstrando como a ciência nos ajuda na compreensão da cidade, neste caso dando especial destaque a uma cidade brasileira e sua realidade de país emergente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio Cesar Botega do Carmo, Universidade de São Paulo
Possui graduação em Geografia, bacharelado e licenciatura, e mestrado em Geografia (Produção e Transformação do Espaço Urbano-regional) pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atualmente é doutorando em Arquitetura e Urbanismo na Universidade de São Paulo (USP), bolsista da Coodenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (CAPES). Tem experiência nas áreas de teorias, fundamentos e história da cidade, do urbanismo e da urbanização, com ênfase em Geografia, Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: geografia urbana, planejamento urbano e regional, história e pensamento urbanístico. 

Referências

AGACHE, D. La Remodelation d ́une capitale. Aménagement, extension, embelissement; Paris, Societé cooperative d ́architectes, 1932, p. XVIII, v. 1

BRUANT, Catherine. Donat Alfred Agache: urbanismo uma sociologia aplicada. RIBEIRO, Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro. PECHMAN, Robert (org.) Cidade, povo e nação. Gênese do urbanismo moderno. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1996. p. 167 a 202.

BOLETIM PMC. Plano de Urbanização de Curitiba. Curitiba, novembro/dezembro, ano II, n. 12, 1943. 136 p.

CUNHA FILHO, Valter Fernandes da. Cidade e Sociedade: A gênese do urbanismo moderno em Curitiba (1889 – 1940). Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História. UFPR, Curitiba, 1998.

DUDEQUE, Irã Taborda. Nenhum dia sem uma linha: uma história do urbanismo em Curitiba. Studio Nobel, São Paulo, 2010, 429 p.

FERREIRA, Luciana. A importância da relação entre a arte pública e a cidade: uma análise dos murais de Poty Lazzarotto. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Linguagens). Programa de Pós-graduação em Comunicação e Linguagens Universidade Tuiuti do Paraná. Curitiba, 2004. 80 p.

GARCEZ. Luiz Armando. Curitiba – Evolução Urbana. Rio de Janeiro, Curitiba, 2006. 168 p.

GNOATO, Luís Salvador Petrucci. Introdução do ideário Modernista na Arquitetura de Curitiba.(1930-1965). São Paulo, 1997. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo.

OBA, Leonardo Tossiaki. Marcos urbanos e a construção da cidade: a identidade de Curitiba. São Paulo, 1999. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo.

PEREIRA, Margareth da Silva. Pensando a metrópole moderna: os planos de Agache e Le Corbusier para o Rio de Janeiro. In: RIBEIRO, Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro.

PECHMAN, Robert (org.) Cidade, povo e nação. Gênese do urbanismo moderno. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1996. p. 363 a 376

SANTOS, Antonio Cesar de Almeida. Memórias e cidade; depoimentos e transformação urbana de Curitiba (1930-1990). Ed. Aos Quatro Ventos, Curitiba, 1999, 2a Ed.

SILVA, Maclôvia Corrêa da. O Plano de urbanização de Curitiba – 1943 a 1963 – e a valorização imobiliária. FAU/USP, 2000. Tese (Doutorado) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo.

Publicado
2012-12-14
Como Citar
Carmo, J. C. B. do. (2012). Alfred Agache e seu plano para Curitiba: técnica, institucionalização e o inicio do discurso da cidade planejada. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 4(1), 28-51. https://doi.org/10.20396/urbana.v4i1.8635149