O plano “Prestes Maia” e a ideologia do planejamento urbano em Campinas: o poder e os limites das ideias de um urbanista

  • Fabíola Rodrigues Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Planejamento Urbano. Urbanização. Política Urbana.

Resumo

Este texto trata de analisar o contexto de implantação do Plano de Melhoramentos Urbanos de Campinas, também conhecido como Plano Prestes Maia, entre as décadas de 1930 e 1960. Idealizado e parcialmente executado pelo afamado engenheiro-urbanista Francisco Prestes Maia, o Plano de Melhoramentos Urbanos mudou profundamente as feições urbanas da cidade de Campinas, imprimindo no imaginário social e político da cidade certa concepção de planejamento urbano associada à racionalidade, ao progresso e à modernidade, marcas então tomadas como incontesti da pujança econômica e do papel de destaque que a cidade assumiria no cenário da economia paulista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabíola Rodrigues, Universidade Estadual de Campinas
Servidora da Prefeitura de Campinas, possui Graduação em Ciências Sociais, pela Universidade Estadual de Campinas (2002), Mestrado em Demografia, pela Universidade Estadual de Campinas (2005) e Doutorado em Demografia, pela Universidade Estadual de Campinas (2008). Realizou estágio pós-doutoral no Centro de Estudos da Metrópole (CEM/Cebrap), entre 2009-2010, atuando principalmente no seguinte tema: população, urbanização, política urbana e políticas públicas.

Referências

BADARÓ, Ricardo de S.C. O plano de melhoramentos urbanos de Campinas (1934-1962). São Carlos, 1986. 276f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Urbana) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo.

BAENINGER, Rosana. Espaço e tempo em Campinas: migrantes e a expansão do pólo industrial paulista. Campinas: CMU/Unicamp, 1996.

BAENINGER, Rosana; RODRIGUES, Fabíola. Diagnóstico sociodemográfico de Campinas: subsídio à revisão do Plano Diretor. In: SEPLAMA/PMC. Plano Diretor de Campinas, 2006. Campinas, 2006.

BRANDÃO, Carlos Antônio. Território & desenvolvimento: as múltiplas escalas entre o local e o global. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

CAMPINAS. Prefeitura Municipal de Campinas. Relatório Municipal (1930-1974).

CAMPINAS. Decretos, Leis, Actos e Resoluções do Município de Campinas (1930-1939).

CAMPINAS. Código de construções, 1934.

CAMPINAS. Plano de melhoramentos urbanos, 1938.

CANO, Wilson et al. Economia paulista: dinâmica socioeconômica entre 1980 e2005. São Paulo: Alínea, 2007.

CANO, Wilson. Da crise ao caos urbano. In: GONÇALVES, Maria Flora; BRANDÃO, Carlos Antônio; GALVÃO, Antônio Carlos. Regiões e cidades, cidades nas regiões: o desafio urbano-regional. São Paulo: UNESP/ANPUR, 2003.

CARPINTERO, Antonio Carlos Cabral. Momento de ruptura: as transformações no Centro de Campinas na década dos cinqüenta. Campinas: Editora da Unicamp, 1996.

FUNDAÇÃO SEADE. A interiorização do desenvolvimento econômico no Estado de São Paulo (1920-1980). São Paulo, 1988. (Coleção EconomiaPaulista, v.I, n.2).

FUNDO DR. RUYRILLO DE MAGALHÃES. Acervodo Arquivo Municipal de Campinas, 2007.

MAIA, Francisco Prestes. Rascunho de exposição preliminar. In: CAMPINAS. Prefeitura Municipal de Campinas. Relatório Municipal de 1935. Campinas,1936.

NEGRI, Barjas. Concentração e desconcentração industrial em São Paulo (1880-1990). Campinas: Editora da Unicamp, 1996.

RIBEIRO, Daisy Serra. Campinas no Estado Novo: política de habitação popular na formação da cidade industrial. Campinas, 2007. 192f. Tese (Doutorado em História) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas.

RODRIGUES, Fabíola. A Invenção da Cidade: população e planejamento urbano, imaginário e poder na formação urbana de Campinas (1930-2006). Campinas, 2008. 363f. Tese (Doutorado em Demografia) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas.

ROLNIK, Raquel. A cidade e a lei: legislação, política urbana e território nacidade de São Paulo. São Paulo: Studio Nobel, 1999.

SEMEGHINI, Ulysses. Do café à indústria: uma cidade e seu tempo. Campinas: Editora da Unicamp, 1991.

ZIMMERMANN, Gustavo. O município no sistema tributário: os municípios paulistas e o caso de Campinas (1986). In: FUNDAÇÃO SEADE. A interiorização do desenvolvimento econômico no Estado de São Paulo (1920-1980). São Paulo, 1989. (Coleção Economia Paulista, v.I, n.3).

ZIMMERMANN, Gustavo.; SEMEGHINI, Ulysses. Explosão urbana regional e demandas sociais no Estado de São Paulo 1970-1985. Campinas: IE/FECAMP/Secretaria de Economia e Planejamento do Estado de São Paulo, 1988. (Relatório Final, v.II - Estudos de Caso, Campinas).

Publicado
2012-12-14
Como Citar
Rodrigues, F. (2012). O plano “Prestes Maia” e a ideologia do planejamento urbano em Campinas: o poder e os limites das ideias de um urbanista. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 4(1), 125-151. https://doi.org/10.20396/urbana.v4i1.8635154

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)