Banner Portal
Desenho, presença e marca na cidade contemporânea;
PDF

Palavras-chave

Arte. Cidade. Representação. Desenho. Arquitetura.

Como Citar

JANEIRO, Antonio Pedro; NASCIMENTO, Myrna de Arruda. Desenho, presença e marca na cidade contemporânea;. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 4, n. 1, p. 241–250, 2012. DOI: 10.20396/urbana.v4i1.8635159. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8635159. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

O artigo apresenta uma reflexão sobre a cidade como possibilidade de construção subjetiva amparada pelas experiências pessoais e diversas que o ser humano enfrenta em seu convívio e nas suas interações com o meio urbano. Nos vestígios legados pelas vivências e suas memórias, o indivíduo encontra os sinais capazes de representar a cidade enquanto fenômeno que o justifica e identifica; uma forma de cartografar a cidade através de instantes imaginados (sempre simbólicos, obviamente: porque não há formas senão simbólicas) com aquilo que (d)a cidade mais nos diz. Instantes que o corpo dá forma e segura; “segura”, no sentido em que os agarra e faz deles memória e, portanto, configurações de tempo. Entendimentos a fixar instantes, desenhos, portanto.
https://doi.org/10.20396/urbana.v4i1.8635159
PDF

Referências

CAMUS, A. (1984) A Peste. Rio de Janeiro: Abril Cultural.

CAMUS, A. (1965) Essais. Paris: Gallimard.

CAVENACCI, M. (1997) A cidade polifônica. São Paulo: Nobel.

DEBORD, Guy. (1997) A Sociedade do Espetáculo. São Paulo: Contraponto. (edição 2003: http://www.ebooksbrasil.com/eLibris/socespetaculo.html)

HUSSERL, E. (1992) Conferências de Paris. Lisboa: Edições 70.

LYOTARD, J.F. (1999) A Fenomenologia. Lisboa: Edições 70.

MERLEAU-PONTY, M. (1999) Fenomenologia da Percepção, 2a ed. São Paulo: Martins Fontes.

VALLIER, D. (1986) A Arte Abstrata. Lisboa: Edições 70.

URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.