Projeto moderno de cidade: os conjuntos habitacionais dos iap na grande São Paulo

  • Camila Ferrari Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Institutos de Aposentadoria e Pensões. Cidade Moderna. Urbanização de São Paulo.

Resumo

Neste trabalho propomos a análise dos conjuntos habitacionais empreendidos pelos Institutos de Aposentadoria e Pensões entre os anos 1933 e 1964 na então Grande São Paulo dentro da concepção de cidade moderna, ou seja, como projetos que, para além de moradias, sustentavam o caráter de projetos urbanísticos, inseridos na urbanização paulistana. Consideramos que é possível compreender que a cidade que se construiu na implantação destes conjuntos habitacionais foi a cidade moderna, em contraste com a urbanização paulistana geral, que intentava ser moderna, colocando, porém em segundo plano a dimensão social da arquitetura, fator fundamental do projeto moderno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Ferrari, Universidade de São Paulo

Graduação em Arquitetura e Urbanismo pelo Departamento de Arquitetura e Urbanismo da EESC-USP. Mestrado em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo pelo IAU-USP. Doutoranda em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo pelo IAU-USP.

Referências

BONDUKI, N.G. Origens da Habitação Social no Brasil: Arquitetura Moderna, Lei do Inquilinato e Difusão da Casa Própria. São Paulo: Estação Liberdade/FAPESP, 1998.

BONDUKI, N.G. Pioneiros da habitação social no Brasil. Tese de Livre-Docência. FAU-USP, São Paulo, 2011. Vol. 1 e 2 .

CAMPOS, C. M. Os Rumos da Cidade: Urbanismo e Modernização em São Paulo. São Paulo: SENAC, 2002.

GORELIK, A. “O moderno em debate: cidade, modernidade e modernização” In: MIRANDA, W. M. (Org.). Narrativas da modernidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999, p.55-80.

LEME, M. C. (Org.) Urbanismo no Brasil 1895-1965. São Paulo:Studio Nobel/FAUUSP/ FUPAM, 1999.

MAIA, P. Introdução ao estudo de um plano de avenidas para a cidade de São Paulo. Prefeitura de São Paulo – Comissão do Tietê. São Paulo: Companhia Melhoramentos de São Paulo, 1930.

MORSE, R. Formação Histórica de São Paulo: de Comunidade à Metrópole. São Paulo:Difusão Européia do Livro, 1970.

SAMPAIO, M. R. A. (Coord.). São Paulo 1934-1938: Os anos da Administração Fabio Prado. São Paulo: FAU-USP, 1999.

SIMÕES JUNIOR, J. G. “O setor de obras públicas e as origens do urbanismo na cidade de são Paulo” In: Espaço e debates. Revista de Estudos Regionais e Urbanos. Cidade e História, Ano XI, n. 34, 1991. p. 71-74.

SOMEKH, N.; CAMPOS, C. M. “Plano de avenidas: o diagrama que se impôs” In: SOMEKH, N.; CAMPOS, C. M. (org.) A Cidade que não pode parar: Planos urbanísticos de São Paulo no século XX. São Paulo: Mack Pesquisa, 2002. p.55-72.

WEFFORT, F. O Populismo da Política Brasileira. Rio de Janeiro:Paz e Terra, 1980.

Publicado
2014-04-01
Como Citar
Ferrari, C. (2014). Projeto moderno de cidade: os conjuntos habitacionais dos iap na grande São Paulo. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 6(1), 533-554. https://doi.org/10.20396/urbana.v6i1.8635314