O seminário de habitação e reforma urbana: antecedentes de uma política para habitação popular

  • Marlice Nazareth Soares de Azevedo Universidade Federal Fluminense
  • José Francisco Bernardino Freitas Universidade Federal do Espírito Santo
Palavras-chave: Política habitacional. Seminário de habitação. Reforma urbana. História da cidade. Jubileu do s.HRu.

Resumo

Esse estudo apresenta o contexto por que passava o País e, aquele por que experimentavam as cidades brasileiras na oportunidade de realização, em 1963, do Seminário de Habitação e Reforma Urbana (s.HRu). Examina suas proposições, em particular as associadas às questões habitacionais. Avalia os resultados do evento e suas incorporações na Lei Federal, já do período de ditadura militar, que institui o Banco Nacional de Habitação em 1964. Por fim, esboça um panorama comemorativo do jubileu do evento, o Q+50, também promovido pelo IAB, em diversas regiões do País em 2013, e constata a diluição do tema habitação, mesmo que não satisfatoriamente solucionado, diante do ampliado espectro de problemas e dificuldades por que passam as cidades brasileiras da atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlice Nazareth Soares de Azevedo, Universidade Federal Fluminense
Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1961), especialização em Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1963), especialização em Techniques de l'Urbanisme pelo Ministério da Construção da França(1966), especialização em Metodologia do Urbanismo e Administração Municipal pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal(1966), mestrado em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1977) e doutorado em Urbanismo Políticas Urbanas Planejamento e Gestão pela Institut D'urbanisme de Paris(1985). Atualmente é professor titular da Universidade Federal Fluminense, Nenhum do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios, Membro de corpo editorial da Vivência, Membro de comitê assessor da (CNPQ) CNPQ e Membro de comitê assessor do Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. 
José Francisco Bernardino Freitas, Universidade Federal do Espírito Santo
Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense (1976), mestrado em Urban Design and Regional Planning - University of Edinburg (1983) e doutorado em Urban Planning and Human Geography - University of London (1995). É professor associado IV vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) da Universidade Federal do Espírito Santo. Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: planejamento urbano, história da cidade, espaços de uso público, espaço urbano e comportamento e história urbana. Concluiu em março de 2007 as investigações de sua pesquisa de pós-doutorado junto ao PROURB/UFRJ no Rio de Janeiro. Está envolvido na linha de pesquisa Processos urbanos e gestão da cidade: teoria e história junto ao Programa de Pós-Graduação stricto-sensu em Arquitetura e Urbanismo em nível de mestrado. 

Referências

ARAÚJO, Brás José de. Politique estérieureet contradictions du capitalisme dépendant: Le gouvernement Jânio Quadros auBrésil. Tese (Doutorado em Ciências Políticas) – CycleSupérieur D'étudeset de Recherches Politiques – Centre Universitaire de Vincennes – Paris 8,Paris, 1970.

BENEVIDES, Maria Victoria de Mesquita. O governo Kubitschek: desenvolvimento econômico e estabilidade política – 1956 – 1961. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1976.

BRESSER PEREIRA, Luís Carlos. Desenvolvimento e crise no Brasil: 1930 – 1967. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1968.

COLETIVO USINA. Reforma urbana e autogestão na produção da cidade: história de um ciclo de lutas e desafios para a renovação da sua teoria e prática. In: BENINI, Édi A.,FARIA Maurício Sardá de, NOVAES, Henrique T. e DAGNINO, Renato (Org.). Gestão pública e sociedade: fundamentos e políticas públicas de economia solidária. São Paulo: Outras Expressões, 2012, p. 81-120. Disponível em:http://www.usinactah.org.br/files/Gestores.pdf Acesso em: 26 jul. 2013.

GORELIK, Adrien, A produção da cidade latino-americana. Tradução Fernanda Areas Peixoto. In: Revista Tempo Social. São Paulo, v. 17 n. 1, 2005, p.111-133.

GOULART, João. Mensagem ao Congresso Nacional - 1964. In: Biblioteca da Presidência da República. Brasília. Disponível em: http://www.institutojoaogoulart.org.br/upload/conteudos/120128180216_joao_goulart_mensagem_ao_co.pdf Acesso em: 28 de jul. 2013.

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL. Ainda a tal da reforma urbana. Revista Arquitetura, Rio de Janeiro: n. 23, maio 1964.

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL. Documentação s.HRu. Revista Arquitetura, Rio de Janeiro: n. 15, set. 1963d.

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL. Editorial s.HRu. Revista Arquitetura, Rio de Janeiro: n. 14, ago. 1963c.

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL. Editorial s.HRu. Revista Arquitetura, Rio de Janeiro: n. 13, jul. 1963b.

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL. s.HRu dá frutos em Porto Alegre. Revista Arquitetura, Rio de Janeiro: n. 18, dez. 1963e.

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL. Seminário de Habitação e Reforma Urbana. Revista Arquitetura, Rio de Janeiro: n. 12, jun. 1963a.

JAGUARIBE, Hélio. Desenvolvimento econômico e desenvolvimento político. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1969.

LAFER, Celso. O planejamento no Brasil: observações sobre o plano de metas - 1956- 1961.In: LAFER, Betty Mindlin. Planejamento no Brasil. São Paulo: Editora Perspectiva, 1970.

QUINTO JR., Luiz de Pinedo.Nova legislação urbana e os velhos fantasmas. Estudos Avançados, São Paulo: v. 17, n. 47, p. 187-196, 2003.

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Lei no 4.380, de 21 de agosto de 1964. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia de Assuntos Jurídicos. Brasília. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L4380.htm Acesso em: 26 jul. 2013.

RIBEIRO, Cecilia e PONTUAL, Virginia. A reforma urbana nos primeiros anos da década de 1960. Arquitextos. 109.07, ano 10, jun. 2009. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/10.109/50 Acesso em: 30 jul. 2013.

SERRAN, João Ricardo. O IAB e a política habitacional brasileira: 1954 – 1975. São Paulo: Schema Editora Ltda. 1976.

Publicado
2014-07-08
Como Citar
Azevedo, M. N. S. de, & Freitas, J. F. B. (2014). O seminário de habitação e reforma urbana: antecedentes de uma política para habitação popular. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 6(1), 758-775. https://doi.org/10.20396/urbana.v6i1.8635324