Banner Portal
Urbanização e modernização no Sul de Minas Gerais: o caso do município de Alfenas durante a Primeira República.
PDF

Palavras-chave

Urbanização. Modernização e cultura.

Como Citar

EUGENIO, A. Urbanização e modernização no Sul de Minas Gerais: o caso do município de Alfenas durante a Primeira República. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 7, n. 1, p. 127–148, 2015. DOI: 10.20396/urbana.v7i1.8642551. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8642551. Acesso em: 3 mar. 2024.

Resumo

neste texto serão analisadas a urbanização e modernização no município de Alfenas durante a Primeira República, a partir de alguns indicadores clássicos da modernização encontrados nos requerimentos dos seus cidadãos, para mostrar que a sua economia agrária começou a passar por um processo de diversificação de investimentos, em negócios até então inéditos de natureza urbana.
https://doi.org/10.20396/urbana.v7i1.8642551
PDF

Referências

BERMAN, Marshall(1986). Tudo que é sólido se desmancha no ar. São Paulo: Cia das Letras.

BURY, John (2004). The Idea of progress. Honolulu: University Press of Pacific.

FRAGOSO, João et al (2001). Antigo regime nos trópicos: a dinâmica imperial portuguesa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

CUNHA, Luiz Antônio (1980). A universidade temporã: o ensino superior da colônia à era Vargas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

DEAN, Waren (1971). A industrialização em São Paulo. São Paulo: Difel/Edusp

DECCA, Edgar de (2000). O colonialismo como a glória do império. In: REIS FILHO, Daniel Aarão e ZENHA, Celeste O século XX. Vol. 1. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

FALCON, Francisco José Calazans (2000). O capitalismo unifica o mundo. In: REIS FILHO, Daniel Aarão e ZENHA, Celeste O século XX. Vol. 1. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

FURTADO, Celso (2000). Formação econômica do Brasil. 27 ed., São Paulo: Cia Nacional/Publifolha.

GEERTZ, Clifford (1978). A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

HANSEN, Cláudia Regina Salgado de Oliveira (2012). Eletricidade no Brasil da Primeira República. Rio de Janeiro, tese (doutorado em história), Universidade Federal Fluminense.

HELLER, Agnes (1985). O cotidiano e a história. 2 ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra.

HOBSBAWM, Eric (1992). A era dos impérios. 3 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

HOCHMAN, Gilberto (1998). A era do saneamento. São Paulo: Hucitec.

LE GOFF, Jacques (2013). História e memória. 7 ed. Campinas: Unicamp.

LENHARO, Alcir (1979). As tropas da moderação o abastecimento da corte na formação política do Brasil, 1808-1842. São Paulo: Símbolo.

NISBET, Robert (1980). History of idea of progress. New York: Basic Books.

PACHECO, Leonardo Turchi (2010). Tragédias, Batalhas e Fracassos: as derrotas brasileiras nas copas do mundo. Goiânia, Cânone editorial.

PRADO Jr., Caio (1995). História econômica do Brasil. 42 ed., São Paulo: Brasiliense.

SEVCENKO, Nicolau (1998) O prelúdio republicano, astúcias da ordem e ilusões do progresso. In SEVCENKO, Nicolau (org). História da vida privada no Brasil. Vol 3, São Paulo: Cia das Letras.

SAES, Alexandre Macchione e LOBATO, Marcos (2012). O sul de Minas em transição: a formação do capitalismo na passagem para o século 20. Bauru: Edusc.

SAES, Flávio A. M. de (1989). A controvérsia sobre a industrialização no Brasil. Estudos Avançados, vol. 3, n. 7.

SILVA, Eliazar João (2006). A taça do mundo é nossa: o futebol como representação da nacionalidade. Governador Valadares: Editora da Univale.

URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.