“Progresso econômico” e política de moradia popular na cidade de Sidrolândia

  • Nataniél Dal Moro Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: História da cidade e do urbanismo. Políticas públicas. Moradia popular.

Resumo

Este artigo analisa como o “progresso econômico” e a política de moradia popular existentes na cidade de Sidrolândia, no Estado de Mato Grosso do Sul, na Região Centro-Oeste do Brasil, afastaram as pessoas comuns da área central da cidade, sobretudo os trabalhadores que possuíam ganhos mais modestos. Esta região, por sua vez, tinha a melhor infra-estrutura dentre todos os outros bairros da urbe e contava, inclusive, com terrenos sem quaisquer edificações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nataniél Dal Moro, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Doutor em História pela PUC-SP e pós-doutorando pela Universidade Nova de Lisboa (UNL).

Referências

ABREU, Dióres Santos (1976). Comunicações entre o sul de Mato Grosso e o sudoeste de São Paulo. Revista de História, São Paulo, USP, ano XXVII, v. LIII, n. 105, p. 191-214, jan./mar.

ABREU, Silvana de (2001). Planejamento governamental: a SUDECO no espaço mato-grossense: contexto, propósitos e contradições. 2001. 328 f. Tese (Doutorado de Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo.

ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (ARP) (out. 1977). A divisão de Mato Grosso. Brasília: ARP.

BRASILEIROS GANHAM NOBEL DA ALIMENTAÇÃO. O Estadão, São Paulo. Disponível em: http://tc.ciadocha.com/noticia_detalhe.asp?cod=1713#. Acesso em: 16 jun. 2006.

CAMPOS, Fausto Vieira de (1955). Retrato de Mato Grosso. São Paulo: [s.n.].

FARIA, Cícero. Bunge pode implantar usina de álcool em MS. Jornal Correio do Estado. Disponível em: http://www.correiodoestado.com.br/exibir.asp?chave=166599,1,3,10-01-2008. Acesso em: 10 jan. 2008.

FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (FIBGE) (1982). Secretaria de Planejamento da Presidência da República. Aspectos da evolução da agropecuária brasileira: 1940-1980. Rio de Janeiro: IBGE.

GOMES, Arlindo de Andrade (2004). O Município de Campo Grande em 1922. Campo Grande: Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul.

LANGE, Marli. Bunge pode investir em usina de álcool em Dourados. Jornal Diário MS. Disponível em: http://www.diarioms.com.br/leitura.php?can_id=44&id=67763. Acesso em: 9 jan. 2008.

HOBSBAWM, Eric John (1990). A outra história: algumas reflexões. In: KRANTZ, Frederick (Org.). A outra história: ideologia e protesto popular nos séculos XVII a XIX. Rio de Janeiro: Zahar, p. 18-33.

MORO, Nataniél Dal (2007). De trabalhador rural para operário urbano. In: V Encontro Nacional sobre Migrações. Campinas: NEPO/UNICAMP. Disponível em: http://www.abep.nepo.unicamp.br/docs/anais/outros/5EncNacSobreMigracao/public_tra_rur_ope.pdf. 26 p. Acesso em: 31 dez. 2007.

MORO, Nataniél Dal (2007). Modernização urbano-citadina e representações sobre os trabalhadores na cidade de Campo Grande (décadas de 1960-70).. 365 f. Dissertação (Mestrado em História Social) – Programa de Estudos Pós-Graduados em História, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, 2007b.

MORO, Nataniél Dal (2009). O poder legalizado no processo de formação das fronteiras econômica e demográfica no sul do Estado de Mato Grosso (décadas de 1960-70). História em Reflexão: Revista Eletrônica História da UFGD, v. 3, n. 6, p. 1-15. Disponível em: http://www.periodicos.ufgd.edu.br/index.php/historiaemreflexao/article/view/474/342. Acesso em: 27 dez. 2009.

MORO, Nataniél Dal (2003). Vozes não-oficiais: a história do operariado industrial de Sidrolândia, MS (1992-2002). 104 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em História) – Curso de Graduação em História, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Campo Grande.

PRINCIPAIS REALIZAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO ENELVO IRADI FELINI. In: Prefeitura Municipal de Sidrolândia. Disponível em: http://www.sidrolandia.ms.gov.br/principais_realizacoes.htm. Acesso em: 2 nov. 2003.

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Sidrolândia. Disponível em: http://www.iplan.ms.gov/cidades/sidrolandia.htm. Acesso em: 8 ago. 2003.

SHARPE, Jim (1992). A história vista de baixo. In: BURKE, Peter (Org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: UNESP, p. 45-46.

SIDROLÂNDIA (Município) (maio 2002). Dados municipais do desenvolvimento sócio-econômico. Sidrolândia, s/p.

SIDROLÂNDIA FOI O MUNICÍPIO QUE MAIS CRESCEU, SEGUNDO DADOS DO I.B.G.E. (1a quinzena de set. 2007) Jornal Plantão MS, Sidrolândia, p. 3.

SODRÉ, Nelson Werneck (1941). Oeste: ensaio sobre a grande propriedade pastoril. Rio de Janeiro: José Olympio.

TETILA, José Laerte Cecílio; MIYASHIRO, Ana Youko; COSTA, Euzanete Medeiros da. (1986). O impacto da soja ao sul de Mato Grosso do Sul: problemas da terra e do homem. Revista Científica e Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, UFMS, v. 1, n. 1, p. 31-53.

THOMPSON, Edward Palmer (2001). A história vista de baixo. In: THOMPSON, Edward Palmer. As peculiaridades dos ingleses e outros artigos. NEGRO, Antonio Luigi; SILVA, Sergio (Orgs.). Campinas: UNICAMP, p. 185-201.

Publicado
2016-01-15
Como Citar
Moro, N. D. (2016). “Progresso econômico” e política de moradia popular na cidade de Sidrolândia. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 6(2), 218-235. https://doi.org/10.20396/urbana.v6i2.8642622