O planejamento urbano e ambiental na construção de cidades sustentáveis: as hortas urbanas comunitárias em Porto, Portugal, e Belo Horizonte, Brasil

Autores

  • Alessandra Silva Araújo Universidade Do Estado De Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.20396/urbana.v8i2.8647045

Palavras-chave:

Agricultura urbana. Belo Horizonte. Hortas. Porto. Planejamento ambiental. Planejamento urbano.

Resumo

A relação entre o desenvolvimento da agricultura urbana (AU) e o planejamento urbano é real e sintomática, assim como a potencialidade dessa primeira em se tornar uma ferramenta para a construção de uma cidade sustentável. Essa pesquisa identifica e contrapõe os fatores que culminaram nas iniciativas de implantação de hortas comunitárias na cidade de Porto, Portugal, e Belo Horizonte, Brasil, ressaltando a influência dos processos de planejamento das cidades em seu surgimento, e as diferentes maneiras como elas vem se apropriando do conceito de sustentabilidade. Verificou-se que há uma diferença entre a forma como o planejamento urbano, nos dois casos, engloba as práticas de AU, e que as pontes entre ambos, possibilitadas pelas práticas de planejamento ambiental, mostraram-se incipientes, o que dificulta o objetivo do planejamento em tornar-se um catalizador para uma cidade sustentável.A relação entre o desenvolvimento da agricultura urbana (AU) e o planejamento urbano é real e sintomática, assim como a potencialidade dessa primeira em se tornar uma ferramenta para a construção de uma cidade sustentável. Essa pesquisa identifica e contrapõe os fatores que culminaram nas iniciativas de implantação de hortas comunitárias na cidade de Porto, Portugal, e Belo Horizonte, Brasil, ressaltando a influência dos processos de planejamento das cidades em seu surgimento, e as diferentes maneiras como elas vem se apropriando do conceito de sustentabilidade. Verificou-se que há uma diferença entre a forma como o planejamento urbano, nos dois casos, engloba as práticas de AU, e que as pontes entre ambos, possibilitadas pelas práticas de planejamento ambiental, mostraram-se incipientes, o que dificulta o objetivo do planejamento em tornar-se um catalizador para uma cidade sustentável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Silva Araújo, Universidade Do Estado De Santa Catarina

Cientista Socioambiental. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGPLAN/UDESC).

Referências

BELO HORIZONTE, Lei Municipal Nº 7.165, de 27 de Agosto de 1.996. Institui o Plano Diretor do Município de Belo Horizonte, 1996.

BELO HORIZONTE, Lei Municipal Nº 9.959, DE 20 DE JULHO DE 2010. Altera as Leis n° 7.165/96 e n° 7.166/96, estabelece normas e condições para a urbanização e a regularização fundiária das Zonas de Especial Interesse Social, dispõe sobre parcelamento, ocupação e uso do solo nas áreas de Especial Interesse Social, e dá outras providências, 2010.

COSTA, H.S.M. A cidade ilegal: notas sobre o senso comum e o significado atribuído à ilegalidade. In: BRANDÃO, C. A. L. (org.). As cidades da cidade. Belo Horizonte: Editora da UFMG, p.145-156, 2006.

COUTINHO, Maura Neves. Agricultura urbana: análise e reflexão sobre os marcos legais e normativos no município de Belo Horizonte. Trabalho de conclusão de curso - Curso de Graduação em Geografia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

FERREIRA, J.C. Estrutura ecológica e corredores verdes: estratégias territoriais para um futuro urbano sustentável. 4º Congresso Luso-Brasileiro para o planejamento urbano, regional, integrado, sustentável. Universidade do Algarve. Faro, Portugal, 2010.

GONÇALVES, Sandra Cristina Santos. Agricultura urbana num contexto de crise: Um estudo de caso na Área Metropolitana do Porto. Dissertação de Mestrado - Curso de Riscos, Cidades e Ordenamento do Território, Geografia, Universidade do Porto, Porto, 2013.

GÜNTHER, Hartmut. Pesquisa Qualitativa Versus Pesquisa Quantitativa: Esta É a Questão? Psicologia: Teoria e Pesquisa. V. 22 n. 2, p. 201-210, 2006.

LEITE, Inês Ariana dos Santos. Hortas Urbanas – dimensões ambiental e social. Dissertação de mestrado - Curso de Engenharia do Ambiente, Ambiente e Ordenamento, Universidade de Aveiro, Aveiro, 2012.

LIPOR - Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto. Disponível em www.lipor.pt. Acesso em: 23 Set. 2016

MADUREIRA, Helena; ANDRESEN, Teresa; MONTEIRO, Ana. Green structure and planning evolution in Porto. Urban Forestry & Urban Greening, [s.l.], v. 10, n. 2, p.141-149, 2011.

OLIVEIRA, Marcelo A. Hortas na malha urbana: história e perspectiva para o planejamento ambiental nas cidades. MG Biota. V.6, n.1. Belo Horizonte, 2013.

Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte – PDDI/RMBH. Proposta de estudos referenciais e elaboração de estratégias de ação para o planejamento do desenvolvimento integrado da região metropolitana de belo horizonte: marco teórico-metodológico e plano de trabalho. Volume II: Cedeplar/UFMG. Belo Horizonte, 2009.

Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte – PDDI/RMBH. Relatório de Definição das Propostas de Políticas Setoriais, Projetos e Investimentos Prioritários: Sumário Executivo. Cedeplar/UFMG. Belo Horizonte, 2011.

Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte – PDDI/RMBH. Macrozoneamento da RMBH. Marco teórico metodológico e definição das áreas temáticas afetas ao interesse metropolitano. Produto I, 2014.

PORTO, Republicação do Regulamento do Plano Diretor Municipal do Porto, 1.ª Alteração, Anexo. Diário da República, 2.ª série — N.º 207 — 25 de outubro de 2012.

QUON, Soonya. Planning for Urban Agriculture: A Review of Tools and Strategies for Urban Planners. Cities Feeding People Series. International Development Research Center. Report 28, 1999.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Por uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (Org.). Conhecimento prudente para uma vida decente. São Paulo: Cortez, p.777-821, 2004.

SLOCOMBE, D. Scott. Environmental planning, ecosystem science, and ecosystem approaches for integrating environment and development. Environmental Management, [s.l.], v. 17, n. 3, p.289-303, 1993

Downloads

Publicado

2016-12-11

Como Citar

ARAÚJO, A. S. O planejamento urbano e ambiental na construção de cidades sustentáveis: as hortas urbanas comunitárias em Porto, Portugal, e Belo Horizonte, Brasil. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 8, n. 2, p. 190–209, 2016. DOI: 10.20396/urbana.v8i2.8647045. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8647045. Acesso em: 26 nov. 2022.