Dos prazeres às interdições urbanas: imagens sensíveis de São Paulo nos contos de Mário de Andrade

Palavras-chave: Mário de Andrade. Contos. São Paulo. História.

Resumo

Investigo neste artigo os contos “Primeiro de Maio” e “Atrás da Catedral de Ruão”, que compõem o livro Contos Novos (1947) de Mário de Andrade. Ambas as narrativas retratam a cidade de São Paulo por entre os conflitos pessoais e profissionais das personagens, um carregador de malas da Estação da Luz e uma professora de francês, respectivamente. São histórias que ao descreverem determinados lugares e situações urbanas vivenciadas na capital paulista, revelam a estreita relação entre os contos do literato e os discursos politicos, produções literárias e debates urbanísticos difundidos na primeira metade do século XX, em São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thainã Teixeira Cardinalli, Universidade Estadual de Campinas
Graduada em Ciências Socais pela Unicamp em 2012. Mesma Instituição na qual ingressou no Mestrado em História, em 2013, e atualmente realiza o Doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em História. As áreas de atuação e interesse são: história urbana, história política, São Paulo (história), antropologia e literatura

Referências

ANDRADE, Mário de. Os contos de Belazarte. São Paulo: Martins Editora; Brasília: INL, 1972

ANDRADE, Mário de. Contos Novos. Rio de Janeiro: Ed. Itatiaia, 1999

BARTHES, Roland. O rumor da língua. Trad. Mario Laranjeira. São Paulo: Brasiliense, 1988.

BRESCIANI, Maria Stella. Imagens de São Paulo: estética e cidadania. In: Anais do Seminário de História da Cidade e do Urbanismo, Rio de Janeiro, v. 4, n. 2, 1996, p. 465-474. Disponível online em:

http://www.unuhospedagem.com.br/revista/rbeur/index.php/shcu/article/view/452/428. Acessado em 17 jan2017

BRESCIANI, Maria Stella. Melhoramentos entre intervenções e projetos estéticos: São Paulo (1850-1950). In: BRESCIANI, Maria Stella (Org.). Palavras da cidade. Porto Alegres-RS: Ed. Universidades/UFRGS, 2001

BRESCIANI, Maria Stella. O literato, o cronista e o urbanista. Imagens de São Paulo nos anos 1910-1920. In: PESAVENTO, Sandra J. (Org.). Escrita, linguagem, objetos: leituras de história cultural. Bauru, SP: EDUSC, 2004, p. 115-145

BOSI, Écleia. Memória e Sociedade: lembrança dos velhos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994

CAUQUELIN, Anne. Essai de philosophie urbaine. Paris: Presses Universitaires de France, 1982

LOPEZ, Telê A. Um contista bem contado. In: LOPEZ, Telê A. Mariodeandradiano. São Paulo: Editora Hucitec, 1996, p. 85-92

PAULILLO, Maria C. de A. Contos da Plenitude. In: ANDRADE, Mário. Contos Novos. Rio de Janeiro: Ed. Itatiaia, 1999, p.9-16

PAOLI, Maria C. e DUARTE, Adriano. São Paulo no plural: espaço público e redes de sociabilidade. In: PORTA, Paula (Org.) História da Cidade de São Paulo, V.3: a cidade na primeira metade do Século XX. São Paulo: Paz e Terra, 2004, p. 53-99

RABELLO, Ivone Daré. A caminho do Encontro: uma leitura de Contos Novos. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 1999

SOUZA, Maria A. A. Metrópole e paisagem caminhos e descaminhos da urbanização. In: PORTA, Paula (Org.) História da Cidade de São Paulo, V.3: a cidade na primeira metade do Século XX. São Paulo: Paz e Terra, 2004, p. 517-553

Publicado
2018-07-14
Como Citar
Cardinalli, T. T. (2018). Dos prazeres às interdições urbanas: imagens sensíveis de São Paulo nos contos de Mário de Andrade. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 9(3), 712-730. https://doi.org/10.20396/urbana.v9i3.8648574