Banner Portal
Charges e cultura visual
pdf

Palavras-chave

Charges. Cultura visual. Revista Arquitetura IAB. Urbanismo. Habitação social.

Como Citar

ESPINOZA, J. C. H.; VILLARPANDO, E. L. Charges e cultura visual: um olhar sobre a problemática da cidade brasileira através da revista arquitetura, 1961-1968. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 11, n. 2, p. 335–363, 2020. DOI: 10.20396/urbana.v11i2.8648735. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8648735. Acesso em: 2 mar. 2024.

Resumo

Inicialmente, o artigo caracteriza o conceito de “Cultura Visual” como a atribuição de significados a imagens partindo de uma perspectiva cultural e relaciona-o com charges e caricaturas. Em seguida, parte-se para uma análise mais específica tendo como estudo de caso a revista Arquitetura, órgão oficial do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e publicada entre 1961 e 1968. O uso desse tipo de linguagem pode ser entendido como forma de conscientizar os profissionais a respeito de sua função social, levantando questões e elaborando críticas pertinentes sobre urbanismo, planejamento urbano e habitação social - dentre muitos outros temas. A análise das charges de Arquitetura revela-nos um olhar atento e crítico dessa agremiação sobre as transformações das cidades brasileiras e, ainda, permite-nos refletir sobre como muitas questões apontadas cinquenta anos atrás ainda são vigentes em nossas cidades.

https://doi.org/10.20396/urbana.v11i2.8648735
pdf

Referências

ALMANDOZ, Arturo. Mudanças políticas e institucionais para o planejamento latino-americano do segundo pós-guerra. In: GOMES, M. A. A. F. (Org.). Urbanismo na América do Sul: circulação de ideias e constituição do campo, 1920-1960. Salvador: EDUFBA, 2009. p. 231-259.

ALMEIDA, Eneida de. O "construir no construído" na produção contemporânea: relações entre teoria e prática. 2010. 236 f. Tese (Doutorado), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, USP, São Paulo, 2010. Cap. 2. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-26042010-150955/pt-br.php>. Acesso em: 27 mar. 2017.

AMADO, Antonio. Las caricaturas de los arquitectos. Ega - Revista de Expresión Gráfica Arquitectónica, Valência, n. 21, p.96-107, 2013. Disponível em: <https://polipapers.upv.es/index.php/EGA/article/viewFile/1527/1833>. Acesso em: 01 mar. 2017.

BAXANDALL, Michael et al. Visual Culture Questionnaire. October, Cambridge-MA, v. 77, p. 25-70, 1996. Disponível em: <http://faculty.georgetown.edu/irvinem/theory/VisualCultureQuestionnaire-October-77-1996.pdf>. Acesso em: 15 fev. 2017.

BONDUKI, Nabil; KOURY, Ana Paula. Das reformas de base ao BNH. As propostas do Seminário de Habitação e Reforma Urbana. Vitruvius, São Paulo, n. 120.02, a. 10, maio 2010. Disponível em: <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/%2010.120/3432>. Acesso em: 09 abr. 2017.

CERNA, Horacio Ramos. Destrucción y reinvención de la Plaza de Armas: Estilo neocolonial y modernización urbana en Lima, 1924-1954. 2014. 172 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Maestría en Historia del Arte, Pontificia Universidad Católica de Perú, Lima, 2014. Disponível em: <http://tesis.pucp.edu.pe/repositorio/handle/123456789/5551>. Acesso em: 25 mar. 2017.

CISNEROS, Marta. La ciudad de Lima bajo la mirada de Héctor Velarde. Textos Arte, Lima, v. 3, p.173-194, nov. 2015. Disponível em: <http://facultad.pucp.edu.pe/arte/files/2016/07/

TEXTOS-ARTE-2015.pdf>. Acesso em: 28 mar. 2017.

CODEBÓ, Agnese. La oposición a un régimen represivo a través de la sátira, la caricatura y la historieta: la revista ‘Humor’ y la dictadura argentina (1976-1983). In Actas VI Encuentro Interdisciplinario de Ciencias Sociales y Humanas, Facultad de filosofía y humanidades, Universidad Nacional de Córdoba, Córdoba, 2009.

COLEÇÃO revista Arquitetura (dez. 1962 - dez. 1968).

COLEÇÃO revista Guanabara (ago. 1961 - mar./abr. 1962).

D’ATHAYDE, E. M. Entre o dizer e o não-dizer: a charge política e a relação com o silêncio. 2010. 111 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Letras. Programa de Pós-graduação em Letras, Universidade Católica de Pelotas-RS, Pelotas, 2010.

EDITORIAL. Guanabara, Rio de Janeiro, n.6, dez. 1962, p.3.

EXISTE uma luta. Guanabara, Rio de Janeiro, n.1, ago. 1961, p.8.

FERNANDES, Ana; SAMPAIO, Heliodório; GOMES, Marco Aurélio. A constituição do urbanismo moderno na Bahia (1900-1950): construção institucional, formação profissional e realizações. In: CARDOSO, Luiz Antônio Fernandes; OLIVEIRA, Olívia Fernandes de (Org.). (Re)Discutindo o Modernismo. Universalidade e diversidade do Movimento Moderno em Arquitetura e Urbanismo no Brasil. Salvador: Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da UFBA, 1997. p. 201-213.

FERREIRA, Renato Fonseca. A Charge como Ferramenta da Arte-Comunicação. Panorama, Goiás, v. 2, p.74-81, nov. 2011. Disponível em: <http://seer.ucg.br/index.php/panorama/article/viewFile/1866/1166>. Acesso em: 21 fev. 2017.

HUAPAYA ESPINOZA, José Carlos. Fernando Belaunde Terry y el ideario moderno. Arquitectura y urbanismo en el Perú entre 1936 y 1968 / Fernando Belaunde Terry e o ideario moderno. Arquitetura e urbanismo no Peru entre 1936 e 1968. Lima: EDUNI/EDIFAUA/PPGAU-UFBA, 2014.

HUAPAYA ESPINOZA, José Carlos. Reflexões sobre a forma urbana latino-americana. O aporte dos Congressos Pan-Americanos de Arquitetos e da Sociedad Interamericana de Planificación, 1920-1976. Urbana - Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos da Cidade, Campinas, v. 7, p. 63-88, 2015.

IAB-BA. Quem somos. Disponível em: http://www.iab-ba.org.br/iab/quem-somos/. Acesso em: 15 fev. 2017.

KNAUSS, Paulo. O desafio de fazer História com imagens: Arte e cultura visual. ArtCultura, Uberlândia, v. 8, n. 12, p. 97-115, 2006.

MAGALHÃES, Marcelo de Souza. Crônicas da vida na cidade: o cotidiano da política nas charges da Revista Ilustrada. Urbana: Dossiê: Cidade, Imagem, História e Interdisciplinaridade, Campinas, v. 2, 2007. Disponível em: <http://www.ifch.unicamp.br/

ojs/index.php/urbana/article/view/1014>. Acesso em: 15 fev. 2017.

MARQUES DE MELO, José. A opinião no jornalismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1994.

MARTINS, Raimundo. Porque falamos e como falamos da cultura visual? Visualidades, Gôiania, v. 4, n. 1 e 2, p. 65-79, jan./dez., 2006.

MENDES, Izabel Cristina Reis. Programa favela-bairro: uma inovação estratégica? Estudo do programa favela-bairro no contexto do plano estratégico da cidade do Rio de Janeiro. 2006. 203 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Arquitetura e Urbanismo, Usp, São Paulo, 2006.

MIRZOEFF, Nicholas. How to see the world. New York: Pelican, 2015.

MITCHELL, WJT. Picture theory: essays on verbal and visual representation. Chicago/London: The University of Chicago Press, 1994.

PHAIDON (Org.). Le Corbusier. Le Grand. New York: Phaidon, 2008.

VELARDE, Héctor. Obras Completas. Tomo II. Lima: Francisco Moncloa Editores S. A., 1966.

VICTORIO CÁNOVAS, Emma Patricia. La ‘Agrupación Espacio’ y la prensa (1947-1950). Pacarina del Sur, Ciudad de México, n. 17, 2013. Disponível em: <https://pacarinadelsur.comindex.php?option=com_content&view=article&id=823&catid=5&Itemid=9>. Acesso em: 12 mar. 2017.

URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.