Banner Portal
Dos Suburbios coloridos aos horizontes molhados
Arte da capa: Morgana Ceballos (@morganaceballos_)
PDF

Palavras-chave

Avenidas
Década de 1920
Expansão urbana

Como Citar

MOREIRA, Fernando Diniz; SARAIVA, Kate Viviane Alcantara. Dos Suburbios coloridos aos horizontes molhados: a expansão urbana do Recife nos anos 1920. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 12, p. e020003 , 2020. DOI: 10.20396/urbana.v12i0.8655956. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8655956. Acesso em: 16 jun. 2024.

Resumo

Nossa historiografia tem dado pouca atenção para os processos de expansão urbana de extensão das cidades na décadas de 1920 e 1930 por meio de planos feitos por profissionais nao indentificados como urbanistas, mas influenciados de alguma forma por diretrizes do urbanismo moderno. O presente texto pretende contribuir para este debate por meio da análise das intervenções urbanas realizadas na cidade de Recife durante o período 1922-1926. Elaboradas e realizadas quando o Estado de Pernambuco estava sob o governo de Sérgio Loreto e a prefeitura sob Antonio de Góes, estas intervenções dirigiram o crescimento para os subúrbios, como a urbanização de Campina do Derby, novo parque e bairro com base nos princípios de design da Garden City e a construção da avenida Boa Viagem, uma avenida costeira de cerca de cinco quilômetros, além de uma série de intervenções pontuais de modernização, retificação e pavimentação de antigos largos e praças em áreas suburbanas. Opondo-se aos padrões tipológicos das áreas centrais, adotou-se uma ocupação de casas isoladas no lote e um desenho urbano moderno.  Esses trabalhos de expansão contribuíram para a estrutura urbana do Recife atual. Estas áreas também se tornaram um lugar privilegiado para observar sensibilidades modernas emergentes: esportes, competições, discursos, demonstrações de massa, passeios de carro e desfiles.

https://doi.org/10.20396/urbana.v12i0.8655956
PDF

Referências

A AVENIDA Beira Mar. . in: Revista de Pernambuco, Recife, ano I, n.3, set, 1924

A EXPOSİÇÃO e seus resultados. in: Revista de Pernambuco, Recife, ano I, n.2, ago, 1924.

AS GRANDES obras do Derby. in: Revista de Pernambuco, Recife, ano I, n.1, jul, 1924.

AS GRANDES obras do Derby. in: Revista de Pernambuco, Recife, ano I, n.2, ago, 1924.

AS OBRAS do Mercado da Magdalena. in: Revista de Pernambuco. Recife, ano II, n. 14, ago, 1925.

ASSUNÇÃO, Gabriela Lira Mota. Imagens dissolventes da narrativa da modernidade: interpretações sobre a tradição a partir de casos de demolições em Recife e Salvador, 1909-1933. 2019. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo). Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2019.

AUTOR, 1994

AUTOR, 2010

AZEVEDO, Neroaldo Pontes de. Modernismo e Regionalismo: os anos 20 em Pernambuco. 2ª ed. Recife/João Pessoa: Editora Universitária/UFPE/Editoria Universitária/UFPB, 1996.

BORBA, Manuel. Sérgio Loreto e seu governo em Pernambuco: história de um quadriênio calamitoso. Rio de Janeiro: Typographia dos Annaes, 1926. p.151-153.

CASTRO, Josué de. A Cidade do Recife: Ensaio de geografia urbana. Rio de Janeiro: Editora Casa do Estudante do Brasil, 1954

CEDRO, Luiz. A avenida Beira Mar. in: Revista de Pernambuco, ano I, n.5, nov, 1924.

Exposição com que o Pefeito Antônio de Moraes Rego abriu a 5ª. sessão ordinária do Conselho Municipal do Recife em 15 de novembro de 1919,

Exposição com que o Prefeito Antônio de Goés Cavalcanti abriu a 3ª. sessào ordinária do Conselho Municipal da Cidade do Recife em 15 de junho de 1923

GOMIDE, Luiz. A Avenida Beira-Mar e o Professor Loreto Filho. in: Revista de Pernambuco, ano II, n.17, nov, 1924.

GUERRA, Flávio. Velhas igrejas e subúrbios históricos. Recife: Fundação Guararapes, Prefeitura da Cidade, 1970. p.107.

LAVEDÉSE, Angeline. Impressões sinceras da Avenida Beira-mar. in: Revista de Pernambuco, ano I, n.5, nov, 1924.

LEME, Maria Cristina. Urbanismo no Brasil, 1895-1965. São Paulo: FUPAM/Nobel, 1999.

LEMOS FILHO. Clã do Açúcar: Recife (1911-1934) Rio de Janeiro: Livraria São José, 1960.

LINS E SILVA, Hilo. Recife: conceitos e evocações. Recife: Câmara Municipal, 1984. p.42-43.

LUBAMBO, Cátia. Bairro do Recife: entre o Corpo Santo e o Marco Zero. Recife: FCCR, 1991

MEDEIROS, Amaury. Departamento de Saúde e Assistência 1923-1926. Recife, 1926.

MELHORAMENTOS Municipaes na Madalena. in: Revista de Pernambuco. ano II, n.7, jan, 1925.

MELHORAMENTOS Municipaes: uma nova praça. in: Revista de Pernambuco, ano I, n.2, ago, 1924.

MELO, Mário. Sintese Chronologica de Pernambuco. in: Revista do Instituto Archeologico, Historico e Geografico. Vol. XXXVIII (38), 1943, p.114.

MENEZES, Hidelbrando de. Delmiro Gouveia: vida e morte. Recife: CEPE, 1991. p.38 (Ed. original: RJ, Ed. Quipapá, 1966).

O CANAL do Derby. in: Revista de Pernambuco, ano I, n. 3, set, 1924.

O PARQUE do Payssandu. in: Revista de Pernambuco. ano I, n.1, jul, 1924.

OBRAS Municipaes: um novo parque. in: Revista de Pernambuco. ano I, n.1, jul, 1924.

PARQUE do Entrocamento. in: Revista de Pernambuco. ano II, n.14, ago, 1925.

PELO Desenvolvimento do Recife. in Revista de Pernambuco, ano II, n.13, jul, 1925.

Revista de Pernambuco, ano II, n. 11, maio,1925.

REZENDE, Antônio Paulo. Desencantos modernos: histórias da cidade do Recife na década de vinte. Recife: FUNDARPE, 1997, p. 42-43.

SANEAMENTO de Boa Viagem. in: Revista de Pernambuco, ano I, n.3, set, 1924.

SETTE, Mário. Arruar: História Pitoresca do Recife Antigo. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1950. p.139.

SILVA, Aline Figueroa. Jardins do Recife: Uma história do paisagismo no Brasil, 1872-1937. Recife: CEPE, 2010.

SOBRE a Avenida Beira-Mar. in: Revista de Pernambuco, ano I, n.4, out, 1924.

SOUZA BARROS. A década 20 em Pernambuco: uma interpretação. Recife: Fundação de Cultura da Cidade, 1985.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade

Downloads

Não há dados estatísticos.