Em obras / em ruínas

Autores

  • Cristina Martins Tavelin Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/urbana.v11i3.8656275

Palavras-chave:

Performance, Arte contemporânea, Escrita performativa

Resumo

Felipe Marcondes da Costa, um dos idealizadores de Escritas do efêmero, nasceu em 1990 em São Paulo. Tem formação em dramaturgia pela SP Escola de Teatro e Letras pela FFLCH-USP, instituição em que faz mestrado em Literatura Portuguesa pesquisando a relação entre poesia e a arte da performance na obra de Herberto Helder. Seu interesse nessa zona fronteiriça se desdobra em práticas que, como portais, separam e unem expressões artísticas e suscitam a discussão sobre o que é considerado ou não arte. No projeto poemasemdinheiro escreve versos em cédulas, em desencapados os poemas vão parar em documentos oficiais e em Escritas do efêmero os versos estampam as ruas de diversas cidades para serem apagados pelo tempo e deixarem todo o resto que não se apaga. Este diálogo foi realizado presencialmente em agosto de 2019 e sua transcrição foi posteriormente revisada pelo autor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Tavelin, C.M. (2020). Em obras / Em ruínas. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 11(3), 11-29. https://doi.org/10.20396/urbana.v11i3.8656275.

Downloads

Publicado

2020-05-06

Como Citar

TAVELIN, C. M. . Em obras / em ruínas. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 11, n. 3, p. 11–29, 2020. DOI: 10.20396/urbana.v11i3.8656275. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8656275. Acesso em: 30 nov. 2022.