A gentrificação parcial de Poblenou, Barcelona

uma análise sobre os impactos recentes das operações urbanas

Autores

  • Tarciso Binoti Simas Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Sônia Le Cocq Oliveira Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Ana Belén Cano Hila Universidade de Barcelona https://orcid.org/0000-0003-3145-9466

DOI:

https://doi.org/10.20396/urbana.v12i0.8660199

Palavras-chave:

Gentrificação, Modelo Barcelona, Cidade genérica, Barcelona, Poblenou

Resumo

Barcelona vem investindo na replicação do seu “Modelo Barcelona” de operação urbana desde o projeto para as Olimpíadas de 1992, sendo Poblenou uma das áreas estratégicas com muitas intervenções urbanas e processos de gentrificação. Diante das transformações constantes, este artigo busca avançar em novos conhecimenots sobre os impactos mais recentes da gentrificação em Poblenou. Trata-se de uma pesquisa exporatória sobre a evolução do estoque imobiliário, valorização da moradia, perfil populacional e fotografia atual da gentrificação. Apesar da complexidade que este tema envolve, esta análise de Poblenou contribui para trazer maior clareza sobre os impactos negativos destas operações. Assim, é possível observar a evolução desse processo de gentrificação que se encontra consolidado em certas áreas e, em outras, em estágio parcial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tarciso Binoti Simas, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Doutorado em Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Diretor-Adjunto do Instituto de Engenharia do Araguaia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

Sônia Le Cocq Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Ana Belén Cano Hila, Universidade de Barcelona

Professora Serra Hunter no Departamento de Sociologia da Universidade de Barcelona.

Referências

AB (AJUNTAMENT DE BARCELONA). Àmbit Pilot de Superilles. Districte de Sant Martí. Barri del Poblenou - Informe Diagnòstic. Barcelona: s/e., 2015.

AB (AJUNTAMENT DE BARCELONA). Disponível em: http://ajuntament.barcelona.cat/pla-allotjaments-turistics/es/. Acesso em 04 de janeiro de 2018, às 21 horas (2018a).

AB (AJUNTAMENT DE BARCELONA). Disponível em: http://ajuntament.barcelona.cat/dretssocials/es/noticia/nuevas-medidas-para-combatir-los-apartamentos-turzsticos-ilegales-y-aumentar-el-parque-de-pisos-sociales. Acesso em 10 de janeiro de 2018, às 21 horas (2018b).

ARIAS, F. F. Impactos sociales y económicos de la regeneración urbana en la vivienda del Poblenou postindustrial al nuevo urbanismo tecnológico del 22@. 2014. Dissertação (Master). Postgrado en Gestión y Valoración Urbana de la Universidad Politécnica de Cataluña, 2014.

CAPEL, H. El modelo Barcelona: um examen crítico. Barcelona: Ediciones del Serbal, 2005.

CATALUNYA. Decret 159/2012, de 20 de novembre. Diari Oicial de la Generalitat de Catalunya Núm. 6268 – 5.12.2012. Barcelona, CAT, 2012.

CATALUNYA. Llei 9/2011, del 29 de desembre. Diari Oficial de la Generalitat de Catalunya, núm. 6035, del 30 de desembre de 2011. Barcelona, CAT, 2011.

CARTA CAPITAL. Barcelona contra o turismo. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/internacional/barcelona-contra-o-turismo. Acesso em 03 de fevereiro de 2017, às 15 horas.

CORBETTA, P. Metodología y técnicas de investigación social. Madrid: Mc Graw Hill, 2010.

DELGADO, M. La ciudad mentirosa: Fraude y miseria del ‘Modelo Barcelona’. S.l., Ed. Catarata, 2010.

DEAB (Departament d’Estadística del Ajuntament de Barcelona). Disponível em: http://www.bcn.cat/estadistica/catala/index.htm. Acesso em 11 de janeiro de 2018, às 19 horas.

EL ANTROPÓLOGO PERPLEJO. Disponível em: https://antroperplejo.wordpress.com/tag/poblenou/. Acesso em: 22 de maio de 2017, às 13 horas.

EL DIARIO. Atualização em 10 de agosto de 2016. Disponível em: http://www.eldiario.es/catalunya/barcelona/Barcelona-cerrar-viviendas-turistico-ilegal_0_546645808.html. Acesso em: 10 de janeiro de 2018, às 20 horas.

EL PERIÓDICO. Disponível em: https://www.elperiodico.com/es/sant-marti/20161018/la-construccion-de-un-albergue-juvenil-de-440-plazas-moviliza-a-la-vila-olimpica-5565660. Atualizado em 18 de outubro de 2016. Acesso em 18 de fevereiro de 2018, às 14 horas.

EL POBLENOU. Continuen desapareixent passatges al Poblenou Aprovació de la modificació d’un pla urbanístic: Pla Ramon Turró, Tortellà, Pellaires. Revista El Poblenou, Publicació de l’Associació de Veïns i Veïnes del Poblenou, nº 90, Fevereiro de 2016, p. 7. Disponível em: http://www.elpoblenou.cat/files/N90GEN2016.pdf. Acesso em 04 de fevereiro de 2018, às 12 horas.

GABINET D’ESTUDIS ECONÒMICS DE LA CAMBRA DE COMERÇ DE BARCELONA. 2016: Informe de la actividad turística en Barcelona. Barcelona: Ajuntament de Barcelona, 2017.

HOMEAWAY. Disponível em: https://www.homeaway.com/info/media-center/presskit. Acesso em 11 de janeiro de 2018, às 09 horas.

HUETE, Raquel; MANTECÓN, Alejandro. El auge de la turismofobia ¿hipótesis de investigación o ruido ideológico? PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural. Vol. 16 N.o 1. Págs. 9-19. 2018.

INICIATIVA DEBATE. Disponível em: http://iniciativadebate.net/2017/08/07/turismofobia-tu-padre/. Atualizado em 7 de agosto de 2017. Acesso em 18 de fevereiro de 2018, às 15 horas.

KOOLHAAS, R. Três textos sobre a cidade: Grandeza, ou o problema do grande; A cidade genérica; Espaço-lixo. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2014.

LIMA JUNIOR, P. de N. Uma estratégia chamada “planejamento estratégico”: deslocamentos espaciais e a atribuição de sentidos na terapia do planejamento urbano. Rio de Janeiro: 7Letras, 2010.

MENDES, Luís. Gentrificação turística em Lisboa: neoliberalismo, financeirização e urbanismo austeritário em tempos de pós-crise capitalista 2008-2009. Cad. Metrop., São Paulo, v. 19, n. 39, pp. 479-512, maio/ago 2017

Milano, Claudio. Turismofobia: cuando el turismo entra en la agenda de los movimientos sociales. Revista de la Taula Veïnal d'Urbanisme de BARCELONA.

MILANO, Claudio. Overtourism, malestar social y turismofobia. Un debate controvertido.

MSN. Disponível em: https://www.msn.com/pt-pt/financas/negocios/como-nasceu-o-airbnb/ar-BBzZnLI. Acesso em 11 de janeiro de 2018, às 09 horas.

PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural. Vol. 16 N.o 3. Págs. 551-564. 2018.

MONTANER, J. M.; MUXÍ, Z. Arquitetura e política: ensaios para mundos alternativos. São Paulo: Gustavo Gili, 2014.

NACIODIGITAL, 2017. Disponível em: http://www.naciodigital.cat/noticia/124165/govern/colau/vol/ressuscitar/22. Acesso em 17 de maio de 2017, às 15 horas.

PORRETTA, D. De la Barcelona ciudad a la marca Barcelona. In: MONTANER, J.M.; ÁLVAREZ, F.; MUXÍ, Z; CASANOVAS, R. Reader Modelo Barcelona, 1973-2013. Barcelona: Comanegra, 2013, p. 201-3.

SELDIN, C. Da capital de cultura à cidade criativa: resistências a paradigmas urbanos sob a inspiração de Berlim. 2015. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

SIMAS, Tarciso Binoti. A competição das cidades pela inovação e os processos de gentrificação nos casos Porto Digital em Recife e 22@Barcelona. 2018. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2021-04-26

Como Citar

SIMAS, T. B.; OLIVEIRA, S. L. C. .; CANO HILA, A. B. A gentrificação parcial de Poblenou, Barcelona: uma análise sobre os impactos recentes das operações urbanas . URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 12, p. e0200014, 2021. DOI: 10.20396/urbana.v12i0.8660199. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8660199. Acesso em: 5 dez. 2022.