Paisagem urbana e produção do espaço em Feira de Santana (BA)

uma análise comparativa entre os anos de 1919-2019

Autores

  • Aryane Sinval Alves Escola Municipal Geraldo Dias de Souza
  • Mariana Oliveira de Jesús Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Nacelice Barbosa Freitas Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.20396/urbana.v12i0.8660729

Palavras-chave:

Paisagem urbana, Produção do espaço urbano, Cidade

Resumo

A paisagem urbana revela o processo de produção do espaço, durante dois séculos o município de Feira de Santana (BA) buscou modernizar-se. Por esse motivo, criou-se novas funcionalidades, que antes serviam ao comércio e as feiras livres vivendo sob mesmo espaço. As políticas de urbanização fragmentou os lugares definindo onde os feirantes tinha que ficar, isso revela as problemáticas socioespaciais da própria cidade. A investigação consistiu em utilizar imagens do centro urbano no período de 1919-2019, com imagens de como eram utilizado o espaço pela sociedade. Percebe-se que as politicas urbanas estão voltadas para a expansão urbana, e as características culturais estão perdendo seu espaço sofrendo processo de exclusão socioespacial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aryane Sinval Alves, Escola Municipal Geraldo Dias de Souza

Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial (Planterr) pela Universidade Estadual de Feira de Santana. Professora de Geografia da Rede Municipal de Ensino de Feira de Santana na Escola Municipal Geraldo Dias de Souza.

Mariana Oliveira de Jesús, Universidade Estadual de Feira de Santana

Licenciatura em geografia Universidade Estadual de Feira de Santana.

Nacelice Barbosa Freitas , Universidade Federal de Sergipe

Doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe.

Referências

SCHERER, Rebeca. Paisagem urbanística, urbanização pós moderna e turismo. In: YAZIGI, Eduardo (Org.).Turismo e paisagem. São Paulo: Contexto, 2002.FREITAS, Nacelice Barbosa. O descoroamento da princesa do sertão: de “chão” a território, o “vazio” no processo da valorização do espaço. Tese (doutorado em Geografia) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2014.

LIMA, Eliany Dionizio Muniz. A Feira Livre na Mediação Campo-Cidade. (Dissertação de Mestrado em Geografia- UFS) São Cristóvão (SE), 2012.

CORRÊA, Roberto Lobato. O espaço urbano. São Paulo: Ática, 1995

ARAÚJO, Wodis Kleber Oliveira. A relação campo-cidade no município de Feira de Santana - BA: Renda da terra, campesinato e ruralidades. (Tese de Doutorado em Geografia) Universidade Federal de Sergipe, 2015.

LEFEBVRE, H. A produção do espaço. Trad. Doralice Barros Pereira e Sérgio Martins (do original: La production de l’espace. 4e éd. Paris: Éditions Anthropos, 2000). Primeira versão: início - fev.2006.

Downloads

Publicado

2021-03-24

Como Citar

ALVES, A. S.; JESÚS, M. O. de; FREITAS , N. B. Paisagem urbana e produção do espaço em Feira de Santana (BA): uma análise comparativa entre os anos de 1919-2019. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 12, p. e020012, 2021. DOI: 10.20396/urbana.v12i0.8660729. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8660729. Acesso em: 6 dez. 2022.