Banner Portal
O caso “leia hilda”
Arte da capa: Morgana Ceballos (@morganaceballos_)
PDF

Palavras-chave

Arte urbana
Literatura brasileira
Arte contemporânea
Capitalismo
Autoria

Como Citar

PERNA, M.; COSTA, F. M. da. O caso “leia hilda”: consumação e consumo de um nome. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 12, p. e020013, 2021. DOI: 10.20396/urbana.v12i0.8661481. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8661481. Acesso em: 7 jun. 2023.

Resumo

Este texto se debruça sobre o caso das inscrições “leia hilda”, que surgiram pixadas em muros da cidade de São Paulo no primeiro semestre de 2018. A intervenção urbana obteve repercussão, sobretudo por meio da apropriação feita pela editora Companhia das Letras em sua campanha de divulgação da Flip - Festa Literária Internacional de Paraty, que, em 2018, teve Hilda Hilst como autora homenageada. A partir de outros casos de tentativa de apropriação de trabalhos artísticos por parte de empresas, reflete-se sobre eixos que tangem arte urbana, autoria, mercado da arte e capitalismo.

https://doi.org/10.20396/urbana.v12i0.8661481
PDF

Referências

DESTRI, Luisa; FOLGUEIRA, Laura. Eu e não outra - a vida intensa de Hilda Hilst. São Paulo: Alaúde Editorial/Tordesilhas, 2018.
DINIZ, Cristiano. Fortuna Crítica de Hilda Hilst - levantamento bibliográfico (1949-2018). Campinas, IELPUBLIEL - Unicamp, 2018. Ebook. Disponível em: https://www.iel.unicamp.br/br/content/fortuna-cr%C3%ADtica-de-hilda-hilst. Acesso em: 25 fev. 2019.
DIÓGENES, Glória Maria dos Santos. Arte, pixo e política: dissenso, dissemelhança e desentendimento. Vazantes – Revista do Programa de Pós-graduação em Artes, Fortaleza (CE), v. 1, n. 2, p. 114-134, 2017.
HILST, Hilda. Júbilo, Memória e noviciado da paixão. São Paulo: Editora Massao Ohno, 1974.
LEMINSKI, Paulo. Toda poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.
PÉCORA, Alcir. (Org.) Por que ler Hilda Hilst. São Paulo: Editora Globo, 2005.
PÉCORA, Alcir. Hilda Hilst, do desterro à canequinha. In: Jornal da Unicamp. Publicado em: 24 jul. 2018. Disponível em: https://www.unicamp.br/unicamp/ju/noticias/2018/07/24/hilda-hilst-do-desterro-canequinha Acesso em: 20 ago. 2020.
Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade

Downloads

Não há dados estatísticos.