Banner Portal
O diálogo num texto de ficção: contribuição para o estudo da “análise da conversação literária”
PDF

Palavras-chave

Linguística.

Como Citar

PRETI, Dino. O diálogo num texto de ficção: contribuição para o estudo da “análise da conversação literária”. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 44, p. 201–210, 2011. DOI: 10.20396/cel.v44i0.8637076. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637076. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

The literary dialogue studies show that sometimes, the characters make use of conversational strategies which are more efficient than those in the spontaneous natural dialogues in certain communicative situations; this can make us think the authors create ideal structures which may often serve as a model. Based on excerpts from one tale by Luiz Vilela, the article shows how the strategies of proximity/distance, power/submission, clarity/concealment/dissimulation are smartly used by both characters in the text, aiming at their objectives in the conversation. This process is named “Literary Conversational Analysis.”
https://doi.org/10.20396/cel.v44i0.8637076
PDF

Referências

BROWN, Penelope & LEVINSON, Stephen. (1978). Politeness: some universals in language usage. Cambridge: Cambridge University Press.

BURKE, Peter. (1999). Escutar o silêncio. Folha de S.Paulo, 19 set. Suplemento Mais, p.4.

KOCH, Ingedore Vilaça. (1992). Inter-ação pela linguagem. São Paulo: Contexto.

KOCH, Ingedore Vilaça. (1997). O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto.

MAINGUENEAU, Dominique. (1996). Pragmática para o discurso literário. São Paulo: Martins Fontes.

MOISÉS, Carlos Felipe. (2001). Luiz Vilela, contista. In: VILELA, Luiz. Contos. São Paulo: Nankin Editorial, p. 7-13.

PRETI, Dino. (2000). Estratégias conversacionais no diálogo construído: em busca de uma teoria da “conversação literária”. Gragoatá, EDUFF, v. 9, 2. sem. p. 205-20

PRETI, Dino. (2001). A língua falada e o diálogo literário. In: PRETI, Dino (org.) Análise de textos orais. ed. São Paulo: Humanitas-FFLC da USP.

PRETI, Dino. (2002a.) Análise da “conversação literária” num texto de Graciliano Ramos. Revista da ANPOLL, (São Paulo), v. 12, jan./jun., p. 89-110.

PRETI, Dino. (2002b) Projeto de análise da “conversação literária”. In: BARROS, Kazuê S.Monteiro. Atividades de interação verbal: estratégias e organização. Natal: Programa de Pós-Grauação em Estudos da Linguagem, UFRPE.

TANNEN, Deborah & LAKOFF, Robin. (1996). Estrategia y metaestrategia conversacional en una teoría pragmática: el exemplo de Secretos de un matrimonio. In: TANNEN, Deborah. Género y discurso. Trad. de Marco A. Galmarini. Barcelona: Buenos Aires: Paidós, p. 137-69

O periódico Cadernos de Estudos Linguísticos utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.