Uma proposta de descrição do sistema de MENSAGEM na organização funcional discurso

Palavras-chave: Estrutura do discurso, Fluxo discursivo, Metafunção textual, Sistema de mensagem.

Resumo

Este artigo investiga as funções linguísticas responsáveis pela organização textual do discurso. Mais especificamente, descreve o sistema semântico-discursivo de mensagem, o qual responde pelo gerenciamento da produção e acúmulo de significado no texto. Para tanto, explora a estrutura do discurso tendo como ponto de partida a relação entre esse e a gramática oracional que o realiza. Em seguida, descreve cada opção do sistema, bem como a forma como opera ao longo do fluxo textual, e assim assumindo valor nas relações que estabelece frente a outras opções. Para promover a descrição, utilizou-se o português brasileiro como língua de investigação. Um corpus com 100 mil tokens foi compilado com base na tipologia da língua no contexto de cultura. Os textos foram analisados segundo a manifestação estrutural, relações funcionais entre opções sistêmicas, e o significado gerado pela organização discursiva das mensagens. Ao final, o artigo mostra como as diferentes opções de mensagem pré-selecionam funções na gramática, fazendo com que cada mensagem seja contextualizada, incorporando-se ao texto de forma a dar algum direcionamento à fase a qual pertence. O artigo mostra ainda o potencial sistêmico pelo qual diferentes tipos de texto determinam opções distintas na gramática e semântica textuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giacomo Patrocinio Figueredo, Universidade Federal de Ouro Preto

Doutorado em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado em Linguística pela Universidade de Sydney. Professor adjunto da Universidade Federal de Ouro Preto. 

Referências

BARBARA, L.; GOUVEIA, C. It is not there, but [it] is cohesive: the case of pronominal ellipsis of subject in Portuguese. Direct Papers, São Paulo, n. 46, jul. 2001.

CAFFAREL, A. A systemic functional approach to grammar of French: from grammar to discourse. London: Continuum, 2006.

DANEŠ, F. Prague school functionalism as a precursor of text linguistics. Cahiers de l’ILSL, Lausanne, n. 5, p. 117-126, 1994.

van DIJK, T. Connectives in text grammar and text logic. In: van DIJK, T; PETOFI, J. (Ed.). Grammars and Descriptions. Berlin: De Gruyter, 1977.

FIRBAS, J. On defining the theme in english, german and czech. Brno Studies in English , Brno, n. 1, p. 39-63, 1964.

FÁVERO, L. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática, 1991.

FIGUEREDO, G. Introdução ao perfil metafuncional do português brasileiro: contribuições para os estudos multilíngues. 2011. 385 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

FRIES, P. On the status of theme in English: arguments from discourse. Forum Linguisticum, Lake Bluff, v. 1., n. 6, p. 1-38. 1981.

GLEASON, H. Introduction to descriptive linguistics. New York: Holt, 1965.

GLEASON, H. Contrastive analysis in discourse structure. monograph series on languages and linguistics, Washington, n. 21, 1968.

GREGORY, M. Towards communication linguistics: a framework. In: BENSON, J.; GREAVES, W. (Ed.). Systemic Perspectives on Discourse vol. 1. Norwood: Ablex, 1985.

HAIMAN, J.; THOMPSON, S. Clause combining in grammar and discourse. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 1988.

HALLIDAY, M. A. K. Categories of the theory of grammar. Word, v. 17, n. 3, p. 241-292, 1961.

HALLIDAY, M. A. K. Language structure and language function. In: LYONS, J. (Ed.). New horizons in linguistics. Harmondsworth: Penguin Books, 1970.

HALLIDAY , M. A. K. Some lexicogrammatical features of the “Zero Population Growth Text”. In: MANN, W.; THOMPSON, S. Discourse description: diverse linguistic analyses of a fund-raising text. Amsterdam: John Benjamins, 1992.

HALLIDAY, M. A. K. On Grammar and grammatics. In: HASAN, R.; CLORAN, C.; BUTT, D. (Eds.). Functional descriptions: theory in practice. Amsterdam: John Benjamins, 1996.

HALLIDAY, M. A. K.; HASAN, R. Cohesion in English. London & New York: Longman, 1976.

HALLIDAY, M. A. K.; MATTHIESSEN, C. Construing experience as meaning: a language based approach to cognition. London: Cassell, 1999.

HALLIDAY, M. A. K.; MATTHIESSEN, C. An introduction to functional grammar. 4. ed. London: Edward Arnold, 2014.

HALLIDAY, M. A. K.; McDONALD, E. Metafuncional profile of the grammar of chinese. In: CAFFAREL, A.; MARTIN, J.; MATTHIESSEN, C. (Ed.) Language typology: a functional perspective. Amsterdam: John Benjamins Publishing Company, 2004.

HASAN, R. On the notion of text. In: PETOFI, J. (Ed.). Text vs. sentence: basic questions of text linguistics. Hamburg: Helmut Buske, 1979.

ILARI, R. Perspectiva funcional da frase portuguesa. Campinas: Unicamp, 1992.

KOCH, I. Tematização e rematização. In: JUBRAN, C. C. A. S.; KOCH, I. G. V. (Org.). Gramática do português culto falado no Brasil. Campinas: Unicamp, 2006.

KOCH, I. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2011.

KOCH, I.; ELIAS, V. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto. 2006.

KOCH, I.; MARCUSCHI, L. Processos de referenciação na produção discursiva. DELTA, São Paulo, vol. 14, número especial, 1998.

LEMKE, J. Semiotics and education. Toronto semiotic circle monographs: working papers and Prepublications, 1984.

LEMKE, J. Discourse and organizational dynamics: website communication and institutional change. Discourse and Society, v. 1, n. 10, p. 21-48, 1999.

MARCUSCHI, L. Linguística de texto: o que é e como se faz. Recife: Editora da UFPE, 1983.

MARTIN, J. English text: system and structure. Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 1992.

MARTIN, J. Systemic functional grammar: a next step into the theory – axial relations. Beijing: Higher Education Press, 2013.

MARTIN, J.; ROSE, D. Working with discourse: meaning beyond the clause. 2. ed. London: Continuum, 2007.

MATHESIUS, V. Functional linguistics. In: VACHEK, J.; DUŠKOVÁ, L. Praguiana: some basic and less known aspects of the prague linguistic school. Amsterdam: John Benjamins, 1983.

MATTHIESSEN, C. Interpreting the textual metafunction. In: DAVIES, M.; RAVELLI, L. (Ed.). Advances in systemic linguistics. London: Pinter, 1992.

MATTHIESSEN, C. Lexicogrammatical cartography: English systems. Tokyo: International Language Science Publishers, 1995.

NEIS, I. Por uma gramática textual. Letras de Hoje, n. 44, p. 35-52, 1981.

O’DONNELL, M. The UAM CorpusTool: software for corpus annotation and exploration. In: BRETONES CALLEJAS, C. et al (Ed.). Applied linguistics now: understanding language and mind. Almería: Universidad de Almería, 2008.

PIKE, K. Linguistic Concepts: an introduction to tagmemics. Lincoln: University of Nebraska Press, 1982.

PONTES, E. O tópico no português do Brasil. Campinas: Pontes, 1987.

ROSE, D. A systemic functional approach to language evolution. Cambridge Archaeological Journal, v. 16, n. 1, p. 73–96, 2006.

SAUSSURE, F. Curso de linguística geral. São Paulo: Cultrix, 2006.

VILELA, M.; KOCH, I. Gramática da língua portuguesa: gramática da palavra, gramática da frase, gramática do texto/discurso. Coimbra: Almeidina, 2001.

ZAPPAVIGNA, M.; MARTIN, J. R. Discourse and diversionary justice: an analysis of youth justice conferencing. London: Palgrave Macmillan, 2018.

Publicado
2019-02-15
Como Citar
Figueredo, G. P. (2019). Uma proposta de descrição do sistema de MENSAGEM na organização funcional discurso. Cadernos De Estudos Lingüísticos, 61, 1-23. https://doi.org/10.20396/cel.v61i1.8653021