Xamanismo e performance na criação do espetáculo Ka, de Renato Cohen

Autores

  • Samira Borovik Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v3i2.8647686

Palavras-chave:

Performance (Arte). Renato Cohen. Teatro.

Resumo

Do ponto de vista da atuação, este artigo é sobre a iniciação em performance e xamanismo na criação do espetáculo Ka - Poética Zaum de Velimir Khlébnikov, encenado por Renato Cohen (1956-2003), como conclusão do curso de Artes Cênicas da Unicamp em 1998. Durante o work in progress, o encenador ampliou os recursos de preparação para o ator através do ritual xamânico e das vivências em body art, no contexto da via irracionalista de atuação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samira Borovik, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mestre em Artes, UNICAMP/Campinas. Professora do curso Comunicação das Artes do Corpo PUC/SP.

Referências

CARVALHAES, Ana G. Persona performática: alteridade e experiência na obra de Renato Cohen. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2012.

COHEN, Renato. Performance como Linguagem. São Paulo: Edusp, Ed. Perspectiva, 1989.

COHEN, Renato. Work in Progress na Cena Contemporânea. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1998.

COHEN, Renato. Xamanismo e Teatralização: Ka e as mitopoéticas de Khlébnikov. Cadernos da pós-graduação. Instituto de Artes/UNICAMP, Campinas, SP, 2000, vol. 4 (n.1) p.125-134.

ELIADE, Mircea. O xamanismo e as técnicas arcaicas do êxtase. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1998.

TURNER, Victor. O Processo Ritual: estrutura e anti-estrutura. Petrópolis: Ed. Vozes,1974.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Como Citar

Borovik, S. (2014). Xamanismo e performance na criação do espetáculo Ka, de Renato Cohen. Conceição/Conception, 3(2), 52–62. https://doi.org/10.20396/conce.v3i2.8647686

Edição

Seção

Artigos Temáticos