Das novas escritas dramatúrgicas: aspectos rapsódicos da criação do Como se fosse [im]possível ficar aqui

Autores

  • Nayara Macedo Brito Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Diógenes André Vieira Maciel Universidade Estadual da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v2i1.8647713

Palavras-chave:

Dramaturgia contemporânea. Rapsodização. Epicização.

Resumo

A partir da versão final do texto do espetáculo Como se fosse [im]possível ficar aqui, demonstram-se algumas das práticas correntes de composição dramatúrgica, caracterizada, contemporaneamente, por seu hibridismo formal. Situamos nossa discussão a partir da ideia da “restauração da narrativa” defendida por Luís Alberto de Abreu, tocando nas noções de rapsodização conceituadas por Jean-Pierre Sarrazac.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nayara Macedo Brito, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Formada em Jornalismo na UEPB. Mestranda do PPGAC/UFRGS. Atriz.

Diógenes André Vieira Maciel, Universidade Estadual da Paraíba

Professor Doutor do Departamento de Letras e Artes/Universidade Estadual da Paraíba, atuando no Programa de Pós-Graduação em Literatura e Interculturalidade desta instituição.

Referências

ABREU, Luís Alberto de. A restauração da narrativa. In: NICOLETE, Adélia (Org.). Luís Alberto de Abreu: um teatro de pesquisa. São Paulo: Perspectiva, 2011.

BRECHT, Bertolt. Teatro dialético: ensaios. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.

BRITO, Ronaldo Correia de. Faca. São Paulo: Cosac & Naify, 2009, p. 113-124.

DORT, Bernard. O teatro e sua realidade. A encenação, uma nova arte. São Paulo: Perspectiva, 1977, pp. 61-9.

MACIEL, Diógenes. Como se fosse [im]possível ficar aqui. Campina Grande, 2011.

PAVIS, Patrice. Dicionário de Teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

PESSOA, Fernando. Obra poética. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar S.A., 1986.

SARRAZAC, Jean-Pierre. A invenção da teatralidade seguido de Brecht em processo e O jogo dos possíveis. Porto: Deriva, 2009.

SARRAZAC, Jean-Pierre. Léxico do drama moderno e contemporâneo. São Paulo: Cosac & Naify, 2012.

SZONDI, Peter. Teoria do drama moderno [1880 – 1950]. São Paulo: Cosac & Naify, 2001.

VIDAL-NAQUET, Pierre. O mundo de Homero. Tradução de Jônatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

Downloads

Publicado

2013-07-10

Como Citar

Brito, N. M., & Maciel, D. A. V. (2013). Das novas escritas dramatúrgicas: aspectos rapsódicos da criação do Como se fosse [im]possível ficar aqui. Conceição/Conception, 2(1), 64–77. https://doi.org/10.20396/conce.v2i1.8647713

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)