Quais as contribuições do licenciado em dança na iniciação e formação artística de crianças, jovens e adultos nos estúdios, academias e companhias de dança?

Autores

  • Elisabeth Bauch Zimmermann Universidade Estadual de Campinas
  • Ayesha Zangaro Universidade Estadual de Campinas
  • Gisele Bellini Universidade Estadual de Campinas
  • Sabrina Barros Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v7i0.8653864

Palavras-chave:

Ensino de dança, Formação do licenciado, Academias de dança, Sapateado, Jazz dance

Resumo

Este trabalho pretende propor reflexões que ressaltem a importância e as contribuições do bacharel e do licenciado em Dança pela Universidade no ambiente de ensino não formal das academias e companhias de dança. A partir disso, mostramos suas possibilidades de ação, levando em conta a formação que tem (o licenciado) dentro da Universidade como um condutor de metodologia, conteúdo, prioridades e filosofia de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisabeth Bauch Zimmermann, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Saúde Mental pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Docente do Departamento de Artes Corporais da Universidade Estadual de Campinas.

Ayesha Zangaro, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel e Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas

Gisele Bellini, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel e Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas

Sabrina Barros, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel e Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas

Referências

BENVEGNU, Marcela. Reflexões sobre jazz dance: identidade e (trans) formação. Sala Preta, v. 11, n. 1, p. 53-64, 2011.

DE SOUZA, Ana Paula Abrahamian. Formação do professor de dança: como formar "professores profissionais?" GELEWSKI, Rolf; VER, Ouvir. Estruturas Sonoras 1. Salvador: Nós Editora, 1973.

GELEWSKI, Rolf. Rítmica Métrica, um método didático para o ensino de rítmica. Salvador: Edição da UFBA, v. 37, 1967.

GELEWSKI, Rolf. Da unidade do espaço: algumas reflexões. Universitas, n. 5, 2007.

GELEWSKI, Rolf. Estudo básico de formas. Salvador - BA: Universitas - Universidade Federal da Bahia, 1971.

GODARD, Hubert. Gesto e percepção. In Lições de dança 3. Rio de Janeiro: UniverCidade (2001).

GUALDA, Luciana Rosa; DE ARAGÃO SADALLA, Ana Maria Falcão. Formação para o ensino de dança: pensamento de professores. Revista Diálogo Educacional, v. 8, n. 23, p. 207-220, 2008.

HILL, Constance Valis. Tap dancing America: A cultural history. Oxford University Press, 2014.

JONHSON, Don. Corpo. Tradução de Adauri Bastos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

LEITURAS, S. M. E. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. 2000.

MAÇANEIRO, Sheila Mara. A formação do licenciado em dança: saberes multifacetados. Disponível em: https://bit.ly/2Nfril7. Acesso em 29/08/2016.

MARQUES, Isabel A. Dança-educação ou dança e educação? Dos contatos às relações. Algumas perguntas sobre dança e educação. Joinville: Nova Letra, 2010.

ROCHA, Tereza. A dança depois da universidade, e agora?. In: TOMAZZONI, A., WOSNIAK,C., MARINHO,N. Algumas perguntas sobre dança e educação. Joinville: Nova Letra, 2010.

PASSOS, J. C. Rolf Gelewski e as inter-relações entre forma, espaço e tempo: uma proposta pedagógica de improvisação para processos criativos em dança. Anais do I Seminário de Pesquisas do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena. Campinas, Unicamp, 2013. Disponível em:

https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/ppgadc/article/view/491/454

RODRIGUES, Graziela; CONSOLAÇÃO, M.; TAVARES, G. C. F. Mudanças na imagem corporal de bailarinas que vivenciaram o método BPI. Revista Repertório: Teatro e Dança. Ano 13. Número 14. 2010.

SIQUEIRA, D.C.O. Corpo, comunicação e cultura: a dança contemporânea em cena. Campinas: Autores Associados, 2006.

STRAZZACAPPA, Márcia. A tal “Dança Criativa”: afinal, o que dança seria?. Airton Tomazzonni, Cristiane Wosniak, Nirvana Marinho (Org.). Seminários de Dança: algumas perguntas sobre dança e educação. Joinville: Nova Letra, 2010.

STRAZZACAPPA, Márcia. Reflexões sobre a formação profissional do artista da dança. In: Lições da Dança. v. 4. Rio de Janeiro: UniverCidade, 2003.

SOUZA, Maria Inês Galvão. O ensino da dança na escola: técnica ou criatividade? Cadernos de Formação RBCE, v. 2, n. 1, 2011.

SUQUET, Annie. Cenas. O corpo dançante: um laboratório da percepção. In: COURTINE, Jean-Jacques (dir.). História do Corpo vol. 3: As mutações do olhar. O século XX. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2008.

TERRA, Ana. Onde se produz o artista da dança. TOMAZZONI, A., WOSNIAK, C. & MARINHO, N. Algumas perguntas sobre dança e educação. Joinville: Nova Letra, 2010.

TEIXEIRA, A., NAVAS, C. Dança Contemporânea. Disponível em: http://www.sesctv.org.br/revista.cfm?materia_id=53 Acesso em: 01/04/2016.

VIANNA, K. A Dança. 4ed. São Paulo: Summus, 2005.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

Zimmermann, E. B., Zangaro, A., Bellini, G., & Barros, S. (2018). Quais as contribuições do licenciado em dança na iniciação e formação artística de crianças, jovens e adultos nos estúdios, academias e companhias de dança?. Conceição/Conception, 7, 229–257. https://doi.org/10.20396/conce.v7i0.8653864