Concepção de professores de educação física em relação à qualificação e atuação junto de alunos com deficiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2146

Palavras-chave:

Qualificação profissional, Professores, Pessoas com deficiência

Resumo

O presente estudo tem como objetivo averiguar a qualificação e dificuldades dos professores em relação ao trabalho diante de alunos com deficiência no contexto inclusivo ou na Modalidade de Educação Especial. Este estudo caracteriza-se como uma pesquisa de campo e exploratória, de cunho quantitativo. Os participantes do referido estudo foi composta de 30 professores de Educação Física, já formados, atuantes em escolas e colégios da rede pública e privada. Para a coleta de dados utilizou-se de um (1) questionário, composto de questões fechadas, elaborado pelos pesquisadores. Os resultados apresentam que uma pequena parcela considera que a disciplina foi suficiente para atuar com esta população. As principais dificuldades na regência dos professores está em “proporcionar práticas pedagógicas adequadas” e em “conhecer as características da deficiência”. Percebe-se que os professores reconheceram a importância que a atualização para essa área, porém, relatam não se interessar em fazer uma especialização. Contudo, observa-se que os professores não estão aptos para atuar com alunos com deficiência e apontam, principalmente, a falta de atualização nesta área dificulta proporcionar práticas pedagógicas inclusivas que garantam o desenvolvimento das potencialidades dos alunos e inclusive ensino de qualidade à pessoas com deficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jessica Aline Schmitt, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Robson Frank, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Graduado em Educação Física pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Douglas Roberto Borella, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em Educação Especial – UFSCar. Professor do Colegiado do Curso de Educação Física da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Angela Schone, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Acadêmica do curso de Educação Física da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Anne Caroline Duarte, Universidade Federal de São Carlos

Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Mestranda no Programa de Pós-graduação em Educação Especial – Univ. Federal de São Carlos – UFSCar.

Gabriela Simone Harnisch, Universidade Estadual de Campinas

Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação Física. Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas.

Jalusa Andréia Storch, Universidade Estadual de Campinas

Mestre em Educação Especial – Univ. Federal de São Carlos – UFSCar. Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Educação Física. Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

MENDES, E. G. Deficiência mental: a construção científica de um conceito e a realidade educacional, 1995. 387f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995.

MONTEIRO, A. P. H. Há mudanças nas concepções do professor do ensino fundamental em relação à inclusão após a inserção de alunos deficientes? 2006. 140f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2006.

MEDINA, J. P. S. A Educação física cuida do corpo e "mente". São Paulo: Papirus, 1983.

COSTA,V. L. Prática da Educação Física no 1o grau: modelo de reprodução ou perspectiva de transformação? São Paulo: Ibrasa, 1984.

CARMO, A. A. Educação Física: crítica de uma formação acrítica: um estudo das capacidades e habilidades intelectuais solicitadas na formação do profissional de Educação Física. Dissertação de mestrado: Universidade Federal de São Carlos, 1982.

MOREIRA, W. W. Educação Física: uma abordagem fenomenológica. Campinas: Ed. da Unicamp, 1991.

DAÓLIO, J. A representação do trabalho do professor de Educação Física na escola: do corpo matéria-prima ao corpo cidadão. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, p.181-186, 1993.

DARIDO, S. C. Teoria, prática e reflexão na formação profissional em Educação Física. Motriz, Rio Claro, v. 1, n. 2, 1995.

MARQUES, U. M.; CASTRO, J. A. M.; SILVA, M. A. Actividade física adaptada: uma visão crítica. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, v. 1, n.1, 2001.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei no 12.796, de 4 de abril de 2013, que estabelece a alteração das Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12796.htm.

CIDADE, R. E. A; FREITAS, P. S. Noções sobre Educação Física e desportos para portadores de deficiências: uma abordagem para professores de 1o e 2o grau. Uberlândia: INDESP, 1997.

PALLA, A. C.; CASTRO, E. M. Atitude de professores e estudantes de educação física em relação ao ensino de alunos com deficiência em ambientes inclusivos. Revista da Sobama, v. 9, n. 1, p. 25-34, 2004.

MAZZOTTA, M. J. S. Fundamentos de educação especial. São Paulo: Pioneira, 1997.

BORELLA, D. R. Atividade física adaptada no contexto das matrizes curriculares dos cursos de Educação Física. 2010. 166f. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010.

CRUZ, M. S. et al. Prevalência de deficiência auditiva referida e causas atribuídas: um estudo de base populacional. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 25, n. 5, p. 1123-1131, maio 2009.

SILVA, R. F.; SEABRA JÚNIOR, L.; ARAÚJO, P. F. Educação Física adaptada no Brasil: da história a inclusão. São Paulo: Phorte, 2008.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Conselho Federal de Educação. Resolução no 03/87, 1987. Disponível: http://www.ufpb.br/sods/consepe/resolu/1990/Res0387-cfe.htm

SOUZA NETO, S. et al. A formação do profissional de Educação Física no Brasil: uma história sob a perspectiva da legislação federal no século XX. Revista Brasileira Ciências do Esporte, v. 25, n. 2, 2004.

FILUS, J.; MARTINS JUNIOR, J. Reflexões sobre a formação em Educação Física e a sua aplicação no trabalho junto as pessoas com deficiência. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 15, n. 2, p. 79-85, 2004.

MACIEL, M. R. C. Portadores de deficiência: a questão da inclusão social. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 51-56, 2000.

SANT’ANA, I. M. Educação inclusiva: concepções de professores e diretores. Psicologia em Estudo, Maringá, p. 227-234, maio/ago. 2005.

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

Schmitt, J. A., Frank, R., Borella, D. R., Schone, A., Duarte, A. C., Harnisch, G. S., & Storch, J. A. (2015). Concepção de professores de educação física em relação à qualificação e atuação junto de alunos com deficiência. Conexões, 13(1), 1–19. https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2146

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)