Abordagem do tema saúde nas aulas de educação física

a realidade de um município da fronteira oeste do RS

Autores

  • Marielly Silva Fogaça Universidade da Região da Campanha - URCAMP, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil.
  • Rhenan Ferraz de Jesus Instituto Federal Farroupilha Câmpus Alegrete - IFFCA, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-1717-6593
  • Jaqueline Copetti Universidade da Região da Campanha - URCAMP, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4838-1810

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2149

Palavras-chave:

Saúde, Saúde renovada, Educação Física, Professores

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar como o tema saúde vem sido trabalhado pelos professores de Educação Física da rede municipal de ensino de Alegrete/RS frente às suas atividades pedagógicas. Sendo assim, por meio de um estudo descritivo e de cunho transversal, foram investigados dezesseis professores de Educação Física utilizando um questionário composto por questões fechadas e abertas sobre a temática Saúde. Pelos resultados obtidos, um número maximizado desses educadores afirmou ter um conhecimento considerado ‘bom’ sobre o tema saúde, bem como todos consideraram estar aptos para abordar essa temática em suas aulas. Entre os temas mais abordados nas aulas de Educação Física sobre prevenção à saúde, houve destaque para os temas obesidade e higiene pessoal. Também, a maioria desses professores respondeu que participaram de algum curso ou palestras sobre o tema saúde. Entretanto, quando questionados como a temática saúde é abordada nas aulas de Educação Física, os resultados expressam que os docentes trabalham esta temática, predominantemente, na dimensão conceitual. Concluiu-se que a maioria das respostas dos professores faz referência à Saúde como sendo uma mera transmissão de conhecimentos cientificamente estabelecidos – conceituais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marielly Silva Fogaça, Universidade da Região da Campanha - URCAMP, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil.

Licenciada em Educação Física, Universidade da Região da Campanha - URCAMP, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil.

Rhenan Ferraz de Jesus, Instituto Federal Farroupilha Câmpus Alegrete - IFFCA, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil.

Especialista em Educação Física Escolar, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

Jaqueline Copetti, Universidade da Região da Campanha - URCAMP, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil.

Doutora em Educação e Ciências:Química da Vida e Saúde, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. Coordenadora do Curso de Educação Física, Universidade da Região da Campanha - URCAMP, Alegrete, Rio Grande do Sul, Brasil.

Referências

DARIDO, S. C. Educação Física na escola: questões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceito e sugestões para um estilo de vida ativo. 4. ed. Londrina: Midiograf, 2006.

GUEDES, D. P., Educação para saúde mediante programas de educação física escolar. Motriz, Rio Claro, v. 5, n. 1, jun. 1999.

VALENÇA NETO, P. F. et al. Estágio supervisionado I: educando para além do conceito saúde. Lecturas, Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 16, n. 164, 2012. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd164/estagio-supervisionado-educando-conceito-saude.htm. Acesso em: 10 out. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: temas transversais: meio ambiente e saúde. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. 128p. v. 9.

LIBERAL, E. F. et al. Escola segura. Jornal de Pediatria, São Paulo, v. 81, n. 5, supl, 2005.

BUSS, P. M. Promoção da saúde e qualidade de vida. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 163-177, 2000.

HALLAL, P. C. Padrões de atividade física em adolescentes de 10-12 anos de idade: determinantes precoces e contemporâneos. 2005. Tese (Doutorado em Epidemiologia) – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2005.

GORGATTI, M. G.; COSTA, R. F. (Org.). Atividade Física adaptada: qualidade de vida para pessoas com necessidades especiais. Barueri: Manole, 2008.

HALLAL, P. C. et al. Prática de atividade física em adolescentes brasileiros. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 3035-42, 2010.

SILVA, D. A. S. Nível de atividade física e fatores associados em acadêmicos de educação física de uma universidade pública do nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, Londrina, v. 19, n. 3, p. 193-198, 2011.

FIGUEIREDO, T. A. M.; MACHADO, V. L. T.; ABREU, M. M. S. A saúde na escola: um breve resgate histórico. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v15n2/v15n2a15.pdf. Acesso em: 12 nov. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: primeiro e segundo ciclos do ensino fundamental: Tema Transversal Saúde. Brasília, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quatro ciclos do ensino fundamental: temas transversais. Brasília, 1998. 436p.

PITANGA, F. J. G. Epidemiologia, atividade física e saúde. Revista Brasileira Ciência e Movimento, Brasília, v. 10, n. 3, p. 49-54, jul. 2002.

BISCONSINI, C. R.; RINALDI, W.; BARBOSA-RINALDI, I. P. Viabilidade do trabalho com a temática saúde em aulas de Educação Física. Marechal Cândido Rondon, v. 10, n. 18, p. 11-20, 2011.

WEINECK, J. Atividade física e esporte: para quê? Barueri: Manole, 2003.

SILVA, M. A. D. da. Exercício e qualidade de vida. In: GORAYEB, N.; BARROS NETO, T. (Org.). O exercício, preparação fisiológica, avaliação médica, aspectos especiais e preventivos. São Paulo: Atheneu, 2004.

SCLIAR, M. História do conceito de saúde. Revista Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 29-41, 2007.

REIS, D. C. Educação em saúde: aspectos históricos e conceituais. In: GAZZINELLI, M. F.; REIS, D. C.; MARQUES, R. C. Educação em saúde: teoria, método e imaginação. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2006.

DARIDO, S. C. et al. A educação física, a formação do cidadão e os parâmetros curriculares nacionais. Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 15, n. 1, p.17-32, 2001.

DARIDO, S. C.; SOUZA JUNIOR, O. Refletindo sobre a tematização do futebol na Educação Física escolar. Motriz, Rio Claro, v. 16, n. 4, p. 920-930, 2010.

BETTI, M. Educação Física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1991.

FOCESI, E. Educação em Saúde na escola. O papel do professor. Revista Brasileira Saúde do Escolar, v. 1, n. 2, p. 4-8, 1990.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

ZANCHA, D. et al. Conhecimento dos professores de Educação Física escolar sobre a abordagem saúde renovada e a temática saúde. Conexões, Campinas, v. 11, n. 1, p. 204-217, jan./mar. 2013.

OLIVEIRA, M. L. Concepções, dificuldades e desafios nas ações educativas em saúde para escolares no Brasil. Divulgação em Saúde para Debate, v. 18, p. 43-50, 1997.

VILLAÇA, J. S.; ABREU, M. A. F. Temas transversais: o que pensam os professores do ensino fundamental sobre a abordagem interdisciplinar desses temas. Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática - UNESP. 2006. Disponível em: www.nutes.ufrj.br/abrapec/venpec/conteudo/artigos/3/doc/p284.doc. Acesso em: 10 out. 2013.

BRITO BASTOS, N. C. Educação para a saúde na escola. Revista da FSESP, São Paulo, v. 24, n. 2, 1979.

SANTOS, R. M.; DUQUE, L. F. Evasão na aula de Educação Física: fatores que interferem na participação do aluno. Lecturas, Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 15, n. 149, 2010. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd149/evasao-na-aula-de-educacao-fisica.htm. Acesso em: 27 out 2013.

BOUCHARD, C. Atividade física e obesidade. Barueri: Manole, 2003.

CHALITA, M. A; GARCIA, R. P. A temática da obesidade em aulas de educação física: Estudo realizado nas escolas da SEE de Maceió-AL. Revista Eletrônica de Educação de Alagoas, v. 1, n. 2, p. 09-19, 2013.

JESUS, R. F.; SAWITZKI, R. L. Entendimentos de professores unidocentes sobre o tema saúde no contexto escolar: um estudo de caso nos anos inicias de uma escola estadual. 2014. 69f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Educação Física Escolar) – Centro de Educação Física e Desportos, Universidade Federal de Santa Maria, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: meio ambiente e saúde. Brasília, 1997. 128p.

CAREGNATO, F. F. et al. Ações de educação ambiental e mobilização social na região do Arquipélago/RS: uma proposta de vigilância da dengue. In: SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 15., Porto Alegre: 2003. Resumos... Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2003.

MACIEL, I. J.; SIQUEIRA JÚNIOR, J. B.; MARTELLI, C. M. T. Epidemiologia e desafios no controle da dengue. Revista de Patologia Tropical, v. 37, n. 2, p. 111-130, 2008.

LIBÂNEO, J. C. Adeus professor, adeus professora? novas exigências educacionais e profissões docente. São Paulo: Cortez, 1998.

VASCONCELLOS, C. S. Para onde vai o professor? resgate do professor como sujeito de transformação. 10. ed. São Paulo: Libertad, 2003.

NÓVOA, A. Formação de Professores e Profissão Docente. In: NÓVOA, A. (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

MONTEIRO, P. H. N. A saúde nos livros didáticos no Brasil: concepções e tendências nos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2012. 210f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

DARIDO, S. C.; RODRIGUES, A. C. B.; SANCHES NETO, L. Saúde, educação física escolar e a produção de conhecimentos no Brasil. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 15., 2007, Pernambuco/ CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 2., 2007, Pernambuco. Anais... Disponível em: http://www.cbce.org.br/cd/resumos/026.pdf. Acesso em: 19 dez. 2013. p. 1-9.

LOMÔNACO, A. F. S. Concepções de saúde e cotidiano escolar - o viés do saber e da prática. In: REUNIÃO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 27., 2004, Caxambú. Anais... Caxambú: ANPED, 2004. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/27/gt06/t063.pdf. Acesso em: 03 dez. 2013.

LOUREIRO, C. F. A educação em saúde na formação do educador. Revista Brasileira de Saúde Escolar, v. 4, n. 3/4, p. 10-13, 1996.

LOUREIRO, C. F. A problemática de saúde da criança no Brasil: desafios para uma prática educativa. Revista Brasileira de Saúde Escolar, v. 4, n. 1/2, p. 17-20. 1996.

LERVOLINO, S. A. Escola promotora da saúde: um projeto de qualidade de vida. 2000. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

Fogaça, M. S., Jesus, R. F. de, & Copetti, J. (2015). Abordagem do tema saúde nas aulas de educação física: a realidade de um município da fronteira oeste do RS. Conexões, 13(1), 53–78. https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2149

Edição

Seção

Artigo Original