Educação física e a linguagem do hip hop

um diálogo possível na escola

Autores

  • Ingrid Patrícia Barbosa de Oliveira Instituto Federal de educação, ciência e tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Alison Pereira Batista Instituto Federal de educação, ciência e tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Rosie Marie Nascimento de Medeiros Universidade Federal do Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0003-3984-0720

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v12i2.2175

Palavras-chave:

Educação Física escolar, Conteúdo dança, Break, Hip-hop

Resumo

Este artigo objetiva relatar uma possibilidade de ação pedagógica com a linguagem do Hip-hop como conteúdo de dança nas aulas de Educação Física com a organização do ensino pautada na perspectiva histórico-crítica da Educação Física. Esta intervenção foi realizada na Escola Municipal Prof. Otto de Brito Guerra, localizada no bairro do Planalto, instituída na rede pública de ensino da cidade do Natal. Os personagens deste estudo são 32 alunos de uma turma do 7º ano do Ensino Fundamental, com faixa etária entre 11 e 13 anos de idade e que tinha em seu repertório gestual um interesse pelo universo do Hip-hop. O que determinou a abordagem deste tema foi o estudo da realidade realizado com a turma, no sentido de identificar as características presentes no cotidiano dos alunos. O ponto de partida, então foi saber quais as apropriações que os alunos faziam do Hip-hop no sentido de desmistificar certos preconceitos e ampliar o conhecimento sobre esta manifestação dançante. A experiência da dança Break-Dance, a apreciação de vídeos e o diálogo com o grupo de Hip-hop Conjunção promoveu aos alunos a compreensão dos papéis sociais existente nos diversos contextos em que o Hip-hop se manifesta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ingrid Patrícia Barbosa de Oliveira, Instituto Federal de educação, ciência e tecnologia do Rio Grande do Norte

Especialista em Ensino da Educação Física na Escola - UFRN e Mestranda em Educação Física pela UFRN. Professora do Ensino Técnico e Tecnológico nas disciplinas de Educação Física e Qualidade de Vida e Trabalho. Membro do Grupo de Estudos Estesia - UFRN.

Alison Pereira Batista, Instituto Federal de educação, ciência e tecnologia do Rio Grande do Norte

Especialista em Pedagogia do Movimento pela UFRN e Mestre em Educação pela UFRN. Professor do Ensino Técnico e Tecnológico nas disciplinas de Educação Física e Qualidade de Vida e Trabalho. Membro do Grupo de Estudos Corpo e Cultura de Movimento - UFRN.

Rosie Marie Nascimento de Medeiros, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre e Doutora em Educação pela UFRN. Professora do Departamento de Educação Física e do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UFRN. Membro do grupo de Estudos Estesia - UFRN.

Referências

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Ed. da Unijuí, 1998.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

ARAÚJO, A. Vivenciando a educação física escolar: um relato de experiência. In: NÓBREGA, T. P. (Org.). A Educação Física no ensino fundamental. Natal: Paidéia, 2006.

PERNAMBUCO, M. M. Introdução. In: PERNAMBUCO, M. M.; PAIVA, A. P. (Org.). Livro didático 1: pesquisando as expressões da linguagem corporal. Natal: Ed. da UFRN; PAIDÉIA-MEC, 2005.

TIBURCIO, L. K. O. M; PORPINO, K.O. Atividades rítmicas e expressivas na educação física. In NÓBREGA, T. P. (Org.). Livro didático 3: o ensino de Educação Física de 5ª a 8ª séries. Natal: Ed. da UFRN; PAIDÉIA-MEC, 2005.

COSTA, M. P. A dança do movimento hip-hop e o movimento da dança hip-hop. In: FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA EM ARTES, 3., 2005, Curitiba. Anais... Curitiba: Escola de Música e Belas Artes do Paraná, 2005.

RIBEIRO, W. G. “Nós estamos aqui!”: o hip-hop e a construção de identidades em um espaço de produção de sentidos e leituras de mundo. 2008. 214 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

ARCE, J. M. V. Vida de barro duro: cultura popular juvenil e grafite. Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 1999. 182 p.

MAFFESOLI, M. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massa. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006. 297p.

BARRETO, D. Dança...: ensino, sentidos e possibilidades na escola. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2008.

LABAN, R. Domínio do movimento. 3. ed. São Paulo: Summus, 1978.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais do 3º e 4º ciclos: Educação Física. Brasília, 1998.

FIAMOCINI, L.; SARAIVA, M. C. Dança na escola: a criação e a co-educação em pauta. In: KUNZ, E. (Org.). Didática da Educação Física 1. Ijuí: Ed. da Unijuí, 1998.

ALVES, F. S. A dança do break: uma análise dos fatores componentes do esforço no duplo movimento de ver e sentir. Motriz, Rio Claro, v. 13, n. 1, p. 24-32, jan./mar. 2007.

Downloads

Publicado

2014-07-11

Como Citar

OLIVEIRA, I. P. B. de; BATISTA, A. P.; MEDEIROS, R. M. N. de. Educação física e a linguagem do hip hop: um diálogo possível na escola. Conexões, Campinas, SP, v. 12, n. 2, p. 166–189, 2014. DOI: 10.20396/conex.v12i2.2175. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/2175. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Relato de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)