A produção do conhecimento em Ginástica para Todos

uma análise em teses e dissertações de 1980 a 2012

Palavras-chave: Produção do conhecimento, Educação física, Ginástica Para Todos

Resumo

Grande parte da produção do conhecimento acadêmico se dá nos cursos de pós-graduação (Mestrado e Doutorado). Portanto, o estado da arte em Ginástica Para Todos é uma construção norteada pelas produções em teses e dissertações. Assim, a presente pesquisa busca analisar o estado da arte da Ginástica Para Todos por meio de teses e dissertações, tendo como recorte o período de 1980 a 2012, com vistas a contribuir com reflexões acerca da produção do conhecimento da área. A amostra foi selecionada em sites de programas de pós-graduação ou no portal de domínio público, trabalhos que apresentam as palavras Ginástica Geral ou Ginástica para Todos, no título, palavras-chaves ou resumo. Para o tratamento dos dados encontrados, tomamos por base o método de análise de conteúdo proposto por Bardin. Os resultados revelaram que as produções científicas em Ginástica Para Todos têm grande influência da Universidade Estadual de Campinas, sendo esta a disseminadora desta modalidade no Brasil. Também destacamos a forte preocupação com a área educacional, com o tratamento desta modalidade nos cursos de graduação em licenciatura e no ambiente escolar. Contudo, espera-se com essa pesquisa contribuir com reflexões acerca da produção do conhecimento da área e facilitar a localização do estado da arte em Ginástica Para Todos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Precinda Kauffman, Universidade Estadual de Maringá

Graduada em Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente é Mestranda em Educação Física- UEM/UEL na linha de pesquisa "Ajustes e respostas metabólicas e fisiológicas ao exercício físico", membro do Grupo de Estudos em Fisiologia do Exercício Aplicada a Humanos (GEFEAH) e professora de educação física da secretaria municipal de educação de Maringá-PR (SEDUC). Tem experiência na área de Educação Física com foco em Produção do Conhecimento, Formação Profissional, Ginástica, Educação Física Escolar, Fisiologia do Exercício e Treinamento Desportivo. 

Caroline Broch, Universidade Estadual de Maringá
Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Educação Física Associado UEM/UEL (2017). Mestre em Educação Física pelo Programa de Pós Graduação Associado UEM/UEL (2012). Graduada em Serviço Social pela Faculdade Metropolitana de Maringá (2014). Graduada em Educação Física pela UEM (2008). Participante de grupos de pesquisas que direcionam seus estudos à formação e à intervenção profissional. Atua, sobretudo, nos seguintes temas: didática; metodologia da pesquisa; formação e intervenção profissional; antropologia e filosofia da educação física; estágio supervisionado; ginástica laboral. Atualmente é professora do curso de Educação Física e do curso de Serviço Social da FAMMA - Faculdade Metropolitana de Maringá-PR. Membra da equipe Pedagógica do Programa Segundo Tempo -PST. 
Juliana Pizani, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui doutorado em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM/UEL (2016), mestrado em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM/UEL (2011) e graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (2007). Atualmente é professora Adjunto A/1 do Departamento de Educação Física da UFSC. É membro do Grupo de Pesquisa Gímnica: formação, intervenção e escola DEF/UEM/CNPq. Suas pesquisas voltam-se para os aspectos pedagógicos em Educação Física a partir do viés das ciências humanas e sociais, tendo como enfoques as temáticas sobre escola, formação profissional, dimensão educacional e fenômenos da cultura de movimento (ginástica, dança, jogos e brincadeiras).

Fabiane Castilho Teixeira

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Educação Física Associado UEM/UEL; Mestre em Educação Física pelo Programa de Pós Graduação Associado UEM/UEL (2012); Especialista em Prescrição Personalizada de Exercícios Físicos- Personal Training pela UEM (2010); Graduada em Educação Física pela UEM (2008). Participante de grupos de pesquisas que direcionam seus estudos à formação e à intervenção profissional. Atua, sobretudo, nos seguintes temas: educação física, corporeidade, dimensão didático-pedagógica, metodologia da pesquisa, educação e escola, formação e intervenção profissional. Atualmente é professora assistente do curso de Educação Física da UNICESUMAR, Maringá-PR.

Ieda Parra Barbosa Rinaldi, Universidade Estadual de Maringá

Possui doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2005), mestrado em Educação Física pela UNICAMP (1999), especialização em Educação Física Infantil pela Universidade Estadual de Maringá - UEM (1990) e graduação em Educação Física pela UEM (1988). Atualmente é professora Associada-tide B do Departamento de Educação Física da UEM, líder do Grupo de Pesquisa Gímnica: formação, intervenção e escola DEF/UEM/CNPq. Suas pesquisas voltam-se para os estudos socioculturais e pedagógicos em Educação Física por meio da investigação de fenômenos da cultura de movimento a partir do viés das ciências humanas e sociais, tendo como enfoques: as manifestações corporais (jogos, brincadeiras, danças e ginásticas) e a educação física (dimensão educacional e formação profissional). É avaliadora do INEP - SESU - MEC para comissões de autorização e reconhecimento de cursos em educação física. É revisora da Revista Movimento, da Revista Brasileira de Ciências do Esporte, da Revista Pro-posições, da Revista Pensar a Prática, da Revista Brasileira de Educação Física e Esporte e da Revista da Educação Física/UEM.

Referências

SOARES, Carmen Lúcia et al. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 2012.

BARBOSA-RINALDI, Ieda Parra. A ginástica como área de conhecimento na formação profissional em educação física: encaminhamentos para uma estruturação curricular. 2004. 232 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

MARCONI, Marina de Andrade de; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2003.

ROSSO, Ademir José; MENDES SOBRINHO, José Augusto de Carvalho. O senso comum, a ciência e o ensino de ciências. Revista Brasileira de Ensino de Física, Florianópolis, v. 19, n. 3, p. 353-358, set. 1997.

CADAMURO, Liz. História da educação no Brasil: um estudo bibliométrico de teses e dissertações. 2011. 119 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011.

OLIVEIRA, Mauricio Santos; NUNOMURA, Myrian. A produção histórica em ginástica e a constituição desse campo de conhecimento na atualidade. Conexões: revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 10, n. esp., p. 80-97, 2012.

OLIVEIRA, Amauri Aparecido Bassoli de. Ensinando e aprendendo esportes no Programa Segundo Tempo. Maringá: EDUEM, 2011.

BEZERRA, Ludmila de Andrade; GENTIL, Raphael do Nascimento; FARIAS, Gelcemar Oliveira. A ginástica para todos na formação inicial: do contexto histórico à produção do conhecimento. Pensar a Prática, Goiânia, v.18, n. 3, p. 739-751, jul./set. 2015.

NUNOMURA, Myrian; TSUKAMOTO, Mariana Harumi Cruz (Org.). Fundamentos das ginásticas. Jundiaí: Fontoura, 2009.

AYOUB, Eliana. A ginástica geral na sociedade contemporânea: perspectivas para a educação física escolar. 1998. 186 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1998.

BEYEA, Suzane C.; NICOLL, Leslie H. Writing an integrative review. AORN Journal, Philadelphia, v. 67, n. 4, p. 877-880, apr. 1998.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRACHT, Valter et al. A educação física escolar como tema da produção do conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte I. Movimento, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 11-34, abr./jun. de 2011.

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DE SÃO PAULO (SESC-SP). Fórum Internacional de Ginástica Geral, 7. Disponível em: http://www.sescsp.org.br/programacao/seminario/3153_VII+FORUM+INTERNACIONAL+DE+GINASTICA+GERAL#/content=apresentacao_mais_mais_mais_mais. Acesso em: 14 jul. 2016.

SILVA, D. O. et al. O estado da arte da ginástica nos Anais do Fórum Internacional de Ginástica Geral de 2001 a 2012. Conexões: revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 13, n., p. 211-229, maio 2015.

BARBOSA, Ieda Parra. A ginástica nos cursos de licenciatura em educação física do estado do Paraná. 1999. 132 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.

CHAPARIM, F. C. A. S. Desvelando os significados da vivência da ginástica geral para adolescentes de uma instituição salesiana de proteção à criança e ao adolescente. 2003. 149 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

SANIOTO, Henrique. Contribuindo para a formação humana dos adolescentes da FEBEM por meio da ginástica geral. 2005. 198 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas,2005.

BERTOLINI, Claudia Mara. Ginástica geral na escola: uma proposta pedagógica desenvolvida na rede estadual de ensino. 2005. 142 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas,2005.

ARTUSI, Maryland Ribeiro da Silva. Diagnóstico dos principais eventos de ginástica geral. 2001. 228 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2001.

DESIDERIO, Andrea. Qualidade de vida e ginástica geral: possíveis aproximações. 2009. 103 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

DIAS, C. Histórias do Instituto de Cultura Física de Porto Alegre (1928-1937). 2011. 135 f. Dissertação (Mestrado) – Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2011.

REIS, Lorena Nabete dos. Esporte educacional: uma proposta gímnica para o Programa Segundo Tempo no estado do Ceará. 2011. 140 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2011.

SOUZA, Elisabeth Paolielo Machado. Ginástica geral: uma área de conhecimento da Educação Física. 1997. 108 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

LINZMAYER GUTIERREZ, Luis Alberto. Formação humana e ginástica geral na educação física. 2008. 151 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

AYOUB, Eliana. A ginástica geral e educação física escolar. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2004.

PIZANI, Juliana; SERON, Vanessa; BARBOSA-RINALDI, Ieda Parra. Formação inicial em educação física na cidade de Maringá: a ginástica geral em questão. Motriz, Rio Claro, v.15, n. 4, p. 900-910, out./dez. 2009.

AYOUB, Eliana. A ginástica geral e educação física escolar. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2003.

AYOUB, Eliana. A ginástica geral e educação física escolar. 2. ed. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2008.

Publicado
2016-12-30
Como Citar
Kauffman, A. P., Broch, C., Pizani, J., Teixeira, F. C., & Barbosa Rinaldi, I. P. (2016). A produção do conhecimento em Ginástica para Todos. Conexões, 14(3), 3-22. https://doi.org/10.20396/conex.v14i3.8648058
Seção
Artigo Original