Ginástica para Todos na extensão universitária

o exercício da prática docente

Autores

  • Marilia Teodoro de Leles Universidade Estadual de Goiás
  • Lariza Zanini César Nakatani Universidade Estadual de Goiás
  • Samanta Garcia de Souza https://orcid.org/0000-0001-9636-0227
  • Lara Torres Lopes Universidade Estadual de Goiás
  • Othon Viollati Neto Universidade Estadual de Goiás
  • Thiago Sousa Monteiro Universidade Estadual de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v14i3.8648060

Palavras-chave:

Ginástica para Todos, Extensão, Formação docente

Resumo

Este trabalho consiste no registro e reflexão sobre a prática docente do professor de Educação Física tendo como enfoque a formação deste através da atuação como monitor no projeto de extensão “Ginástica Para Todos (GPT) na Infância”, da Universidade Estadual de Goiás/Campus Goiânia ESEFFEGO. A estratégia metodológica utilizada se deu a partir da pesquisa descritiva, englobando os aspectos de descrição, registro, análise e interpretação da amostra pesquisada, a partir de estudo de caso, que possuiu como campo o projeto de extensão citado e sujeitos envolvidos (professoras, monitores e alunos), além de análise bibliográfica e documental. Teve como instrumentos de coleta de dados os planos de aula construídos, observações e anotações pessoais registradas durante o processo, anotações a respeito das intervenções e apresentações realizadas em diário de bordo, questionário aplicado aos alunos ao fim do projeto, registros fotográficos e audiovisuais. Para tal análise, parte-se de uma conceituação da GPT, contextualização do projeto de extensão pesquisado e descrição dos caminhos e percursos metodológicos deste, realizando, por fim, uma reflexão da atuação docente e as influências desta na formação dos monitores enquanto futuros professores e o trabalho da GPT no contexto da extensão universitária, a partir das experiências vivenciadas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilia Teodoro de Leles, Universidade Estadual de Goiás

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Goiás. Especialista em Saúde Pública pela Faculdade de Tecnologia de Palmas. Mestre em Performances Culturais pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Performances Culturais da Universidade Federal de Goiás, possuindo o circo como campo de pesquisa. Professora temporária da Universidade Estadual de Goiás, UnU ESEFFEGO e professora da Rede Municipal de Educação de Goiânia, com formação em Circo pelo Instituto Tecnológico de Goiás em Artes Basileu França e pelo Circo Laheto.

Lariza Zanini César Nakatani, Universidade Estadual de Goiás

Professora Auxiliar I do Curso de Educação Física - Campus Goiânia ESEFFEGO - Universidade Estadual de Goiás desde 2012/2. Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás - 2008/2. Pós-Graduada (Lato Sensu) em Docência do Ensino Superior, pela Faculdade de Ciências, Educação e Tecnologia Darwin - 2009/1. Pós-Graduada (Lato Sensu) em Design Instrucional para EAD Virtual, pela Universidade Federal de Itajubá - 2013/2.

Samanta Garcia de Souza

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Goiás/Eseffego(2002). Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Goiás (2010). Doutoranda em Ciências da Saúde (UFG). Atualmente é professora efetiva da Universidade Estadual de Goiás (Eseffego) e da Universidade Salgado de Oliveira. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Ginástica e Dança, atuando principalmente nos seguintes temas: ginástica, dança, desenvolvimento motor e síndrome de Down.

Referências

SOARES, Carmen Lúcia et al. Metodologia do ensino da educação física. 2. ed. São Paulo: Autores Associados, 2009.

MIRANDA, Danilo Santos de. Identidades e práticas coletivas. In: FÓRUM INTERNACIONAL DE GINÁSTICA GERAL, 4., 2007, Campinas. Anais... Campinas: FEF-UNICAMP, 2007. p. 33-34.

TOLEDO, Eliana de. Ginástica de Grande Área: Algumas abordagens e reflexões de sua manifestação no Brasil. In: FÓRUM INTERNACIONAL DE GINÁSTICA GERAL, 4., 2007, Campinas. Anais... Campinas: FEF-UNICAMP, 2007. p. 38-43.

MARCONI, Marin de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

SOUZA, Elizabeth Paoliello Machado de. Ginástica geral: uma área do conhecimento da educação física. 1997. Tese (Doutorado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

AYOUB, Eliana. Ginástica geral e educação física escolar. Campinas Ed. da UNICAMP, 2007.

ABIB, Pedro Rodolpho Jungers. Educação física escolar: uma proposta a partir da síntese entre duas abordagens. Movimento, Porto Alegre, v. 5, n.10, p. 29-34, 1999. Disponível em: www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/viewFile/2455/1120. Acesso em: 12 maio 2016.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE GINÁSTICA. Gymnastics for all manual: regulations manual, 2009. Disponível em: http://www.fig-gymnastics.com/publicdir/rules/files/gfa/2009%20GFA%20manual-e.pdf. Acesso em: 10 jul. 2016.

BEZERRA, Liudmila de Andrade; GENTIL, Raphael do Nascimento; FARIAS, Gelcemar Oliveira. A ginástica para todos na formação inicial: do contexto histórico à produção do conhecimento. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n.3, 2015, p.739-751, 2015. Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/32966/19026. Acesso em: 10 jul. 2016.

FERNANDES, Rita de Cássia; EHRENBERG, Mônica Caldas. A ginástica para todos na sua relação com as atividades físicas orientadas para o lazer. EFDeportes.com: revista digital, Buenos Aires, v. 15, n. 166, 2012. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd166/a-ginastica-para-todos-para-o-lazer.htm. Acesso em: 12 maio 2016.

SANTOS, José Carlos Eustáquio dos. Ginástica geral: elaboração de coreografias, organização de festivais. Jundiaí: Fontoura, 2001.

CESAR, Lariza Zanini. O papel do monitor no processo de sociabilização de jovens e adultos praticante de ginástica geral: um estudo de caso. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2009.

MARCASSA, Luciana. Metodologia do ensino da ginástica: novos olhares, novas perspectivas. Pensar a Prática, Goiânia, v. 7, n. 2, p. 171-186, 2004. Disponível em: http://cev.org.br/biblioteca/pensar-pratica-v7-n2-2004/. Acesso em: 14 abr. 2016.

SOUZA, Maria Cecília Braz Ribeiro de. A concepção de criança para o enfoque histórico-cultural. 2007. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2007.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE GINÁSTICA (FIG). About gymnastics for all. Disponível em: < http://www.fig-gymnastics.com/site/page/view?id=236> Acesso em: 13 maio 2016.

GOIÁS. Universidade Estadual de Goiás. Projeto pedagógico do curso de Educação Física. Goiânia: ESEFFEGO, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Planejamento projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. 7. ed. São Paulo: Libertad, 2000.

SILVA, Leonardo Toledo. Jogos, brinquedos e brincadeiras: algumas reflexões. Saber Acadêmico, n. 11, p. 163-171, 2011. Disponível em: https://www.yumpu.com/pt/document/view/12867491/jogos-brinquedos-e-brincadeiras-algumas-reflexoes-uniesp. Acesso em: 14 maio 2016.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

PATRÍCIO, Tamiris Lima; BORTOLETO, Marco Antônio Coelho. Festivais ginásticos: princípios formativos na visão de especialistas. Conexões: revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP. Campinas, v. 13, n. especial, p. 98-114. Disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637578. Acesso em: 20 abr. 2016.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

LELES, M. T. de; NAKATANI, L. Z. C.; SOUZA, S. G. de; LOPES, L. T.; VIOLLATI NETO, O.; MONTEIRO, T. S. Ginástica para Todos na extensão universitária: o exercício da prática docente. Conexões, Campinas, SP, v. 14, n. 3, p. 23–45, 2016. DOI: 10.20396/conex.v14i3.8648060. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8648060. Acesso em: 23 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigo Original