A reestruturação produtiva e o festival de teses sobre educação e qualificação profissional

Autores

  • Roberto Leme Batista UNESP
  • Renan Araújo Universidade Estadual do Paraná - Paranavaí

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v9i33e.8639533

Palavras-chave:

Reestruturação produtiva. Educação profissional. Competências

Resumo

Este artigo é resultado das reflexões que realizamos em nossas pesquisas na Rede deEstudos do Trabalho – RET e, em nos Programas de Pós Graduação da UNESP (Marília eAraraquara). Pesquisamos as transformações no mundo do trabalho inerentes ao processode reestruturação produtiva que impôs uma afirmação ideológica, segundo a qual, haveriauma importância da educação básica para a formação profissional dos indivíduos. Nessesentido, ganha posição uma visão segundo a qual haveria uma centralidade da educação,sobretudo porque a esta caberia a formação da força de trabalho, desenvolvendo as"competências" para atender as necessidades do mercado. O debate atual no âmbito dasociologia do trabalho e da educação retoma antigas questões sobre o problema daqualificação, ao mesmo tempo, em que novas questões devem ser investigadas. No Brasil aideologia da nova educação profissional, presente em diversos documentos oficiais queconsolidam a legislação da educação e a nova institucionalidade da educação profissional,apresenta as denominadas competências como requisitos exigidos da força de trabalhocomo uma espécie de "consenso nacional".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Leme Batista, UNESP

Doutorando em Ciências Sociais pela UNESP/Marília. Pesquisador do Grupo de Pesquisa "Estudos da Globalização", cadastrado no CNPq http://globalization.sites.uol.com.br/. Membro da Rede de Estudos do Trabalho – RET www.estudosdotrabalho.org.

Renan Araújo, Universidade Estadual do Paraná - Paranavaí

Doutorando em Sociologia pela UNESP/Araraquara. Pesquisador Colaborador do Projeto OPT – Observatório da Precarização do Trabalho: Unesp/Marília, cadastrado no CNPq. Membro da RET- Rede de Estudos do Trabalho www.estudosdotrabalho.org.

Referências

ALVES, Giovanni. O novo (e precário) mundo do trabalho: Reestruturação produtiva e crise do sindicalismo. São Paulo: Boitempo, 2000.

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho – ensaio sobre afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 1999.

ARAÚJO, Ronaldo Marcos de Lima. As novas “qualidades pessoais” requeridas pelo capital. Trabalho & Educação. Núcleo de Estudos sobre Trabalho e Educação/UFMG, no 5, p. 18-33, 1999.

BRASIL. Educação Profissional: um projeto para o desenvolvimento sustentado.

SEFOR/MTb, FAT/CODEFAT, 1999a, http://mte.gov.br.

BRASIL. Habilidades uma questão de competências? Brasília: MTb/SEFOR, FAT/CODEFAT, 1996.

BRASIL. Plano de Ação – Um Compromisso com a Mudança 1996-1998. Brasília: SEFOR/MTb, 1999b, http://mte.gov.br.

BRASIL. Política para a educação profissional: cooperação MEC/MTb. Brasília: MTb/SEFOR/MEC/SPPE, 1995.

CASTRO, Ramón Peña. A construção social do emprego e da qualificação. Texto apresentado na Reunião da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Caxambu, mimeo, 2001.

CATANI, Afrânio Mendes et al. Mudanças no mundo do trabalho e reforma curricular dos cursos de graduação no Brasil. Caxambu, Anped, 2000, in: http://www.anped.org.br/

CATTANI, Antonio David (org.). Trabalho e Tecnología: Diccionario crítico. Petrópolis: Vozes, 1999.

DIAS, Edmundo Fernandes. A liberdade (im)possível na ordem do capital: reestruturação produtiva e passivização. Campinas-SP: IFCH/Unicamp, 1999. distintas leituras da obra de Marx. São Paulo: PUC, relatório parcial de pesquisa, 2001.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

FERRETTI, Celso João. Formação Profissional e reforma do ensino técnico no Brasil: anos 90. Educação e Sociedade Campinas, no 59, p. 225-269, 1997.

FINKEL, Lucila. La organización social del trabajo. Madrid: Perámide, 1996

FREITAS, Luiz Carlos de. Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática. Campinas, SP: Papirus, 2001.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1989.

GENTILI, Pablo. O conceito de empregabilidade. In: Avaliação do PLANFOR: uma política pública de educação profissional em debate. São Carlos: UNITRABALHO, 1999.

HIRATA, Helena. Da polarização das qualificações ao modelo da competência. In, Ferretti, C. J. et al. Novas Tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. 2a ed, Petrópolis: Vozes, 1994.

LEITE, Elenice Monteiro. Reestruturação industrial, cadeias produtivas e qualificação. In CARLEIAL, Liana & VALLE, Rogério. Reestruturação produtiva e mercado de trabalho no Brasil. São Paulo: Hucitec-Abet, p. 140-166, 1997.

LEITE, Elenice Monteiro. Reestruturação produtiva no Brasil: mudanças no mercado de trabalho e impactos sobre a qualificação profissional. Brasília: Convênio MTb/SEFOR-FLACSO, 1998.

PINTO, Ana Maria Rezende. Pessoas inteligentes trabalhando com máquinas ou máquinas inteligentes substituindo o trabalho humano. Trabalho e Educação, Campinas, Papirus, p. 39-44, 1994. qualificação profissional como construção e relações sociais: as contribuições de RAMOS, Marise Nogueira. A pedagogia das competências: autonomia ou adaptação? São Paulo: Cortez, 2001.

ROPÉ, Françoise & TANGUY, Lucie (Orgs.). Saberes e competências: O uso de tais noções na escola e na empresa. Campinas: Papirus, 1997.

RUMMERT, Sonia Maria. Capital e trabalho convergências e divergências quanto à educação básica. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, NETE/UFMG, no 4, 1999, p. 21-39.

SILVA JÚNIOR, João dos R., FERRETTI, Celso J. e GONZÁLEZ, Jorge L. C. A STROOBANTS, Marcelle. A visibilidade das competências. In ROPÉ, Françoise & TANGUY, Lucie (Orgs.). Saberes e competências: O uso de tais noções na escola e na empresa. Campinas: Papirus, p. 135-166, 1997.

TEIXEIRA, Ana. Trabalho, tecnologia e educação: algumas considerações. Trabalho e Educação, Belo Horizonte, NETE/UFMG, no 4, p. 161-184, 1998.

Downloads

Como Citar

BATISTA, R. L.; ARAÚJO, R. A reestruturação produtiva e o festival de teses sobre educação e qualificação profissional. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 33e, p. 162–180, 2012. DOI: 10.20396/rho.v9i33e.8639533. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639533. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos