O processo de ocupação/recuperação de fábricas ocupadas na América Latina

  • Giane Maria de Souza Universidade da Região de Joinville
  • Teresinha de Fátima Nunes Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: América Latina. Fábricas ocupadas. Movimento operário

Resumo

Este artigo discorre sobre o processo de ocupação e recuperação das fábricas comandadaspor trabalhadores na América Latina – Argentina, Brasil, Bolívia, Uruguai e Venezuela – apartir do Encontro Pan-americano em Defesa do Emprego, dos Direitos, da ReformaAgrária e do Parque Fabril, realizado em Joinville (SC) no ano de 2006. Para tal, tomamoso materialismo histórico como referencial teórico metodológico para compreender osantagonismos atuais da nova configuração do movimento operário latino-americanoperante as novas crises do capitalismo neste início de século. Destarte, foram realizadasentrevistas com diversas lideranças internacionais das fábricas ocupadas e recuperadas.Constatou-se, assim, que há uma similaridade no processo de ocupação em virtude dascondições estruturais pelas quais passa o capitalismo na América Latina. Por sua vez, noque se refere à recuperação há divergências crucias sobre a forma de gestão e ainstitucionalização das fábricas em relação ao Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giane Maria de Souza, Universidade da Região de Joinville

Professora graduada em História pela Universidade da Região de Joinville. Mestre em História, Filosofia e ducação pela Universidade Estadual de Campinas. Especialista Cultural – Educadora de Museus na Estação da Memória. Professora no Curso de Arquitetura e Urbanismo Sociesc – Instituto Superior Tupy.

Teresinha de Fátima Nunes, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora, enfermeira graduada pela Universidade Federal de Santa Catarina, especialista em Saúde Pública e Saúde do Trabalhador, pela Escola Nacional de Saúde Pública (FIOCRUZ). Mestre em Engenharia de Produção – área de concentração em Ergonomia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho. Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 6. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

BRAVERMANN, Harry. Trabalho e capital monopolista: a degradação do trabalho no século XX. Rio de Janeiro. Livros Técnicos e Científicos, 1987.

GOULART, Serge. Entrevista. Concedida a Giane Maria de Souza. Joinville: s.ed., maio 2006.

HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos. O breve século XX (1914-1918). São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HOBSBAWM, Eric. Sobre a história. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

MANSILHA, Próspero Quister. Entrevista. Concedida a Giane Maria de Souza e Teresinha de Fátima Nunes. Joinville: s.ed., dez. 2006.

MARX, Karl. O capital. Crítica da economia política. Livro I, vol. II. São Paulo: Difel, 1985.

MARX, Karl. Capítulo VI inédito.Resultados do Processo de Produção Imediata. In: MARX, Karl. O capital. São Paulo: Moraes, 1985.

MÉSZÁROS, István. Para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.

OLIVIERO, Laurino; PENSAVALLE, Gerardo. Entrevista. Concedida a Giane Maria de Souza e Teresinha de Fátima Nunes. Joinville: s.ed., dez. 2006.

VENTURIM, Juan Carlos. Entrevista. Concedida a Giane Maria de Souza e Teresinha de Fátima Nunes. Joinville: s.ed., dez. 2006.

Como Citar
Souza, G. M. de, & Nunes, T. de F. (1). O processo de ocupação/recuperação de fábricas ocupadas na América Latina. Revista HISTEDBR On-Line, 9(33e), 285-292. https://doi.org/10.20396/rho.v9i33e.8639541
Seção
Artigos