Trabalho e educação: a formação do trabalhador no contexto das crises cíclicas do capitalismo monopolista

Autores

  • Robson Luiz de França Universidade Federal de Uberlândia - UFU
  • Fabiane Santana Previtalli Universidade Federal de Uberlândia - UFU
  • Carlos Lucena Universidade Federal de Uberlândia - UFU

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v9i35.8639624

Palavras-chave:

Trabalho e educação. Formação do trabalhador. Educação e formação humana

Resumo

Este artigo discute as mediações existentes entre a educação, o trabalho e a formaçãohumana. Problematizam-se em três partes quais sejam: Parte 1 – Política e Discurso:Educação, trabalho e formação do trabalhador de nível técnico e tecnológico no Estado deMinas Gerais e Parte 2 – Organização e Controle do Trabalho na Agroindústria fumeira apartir da década de 1990 que são resultados de pesquisa desenvolvida no âmbito do Grupode Estudos e Pesquisas em História, Trabalho e Educação de Uberlândia – MG que integrapor sua vez o Grupo homônimo interinstitucional ligado ao HISTEDBR. Buscou-se nessaspesquisas principalmente analisar o avanço na formação do trabalhador e a compreensão eapreensão das contradições, avanços e retrocessos, promessas e possibilidades no que serefere ao trabalho, educação e formação humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Robson Luiz de França, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Doutor em Educação pela Universidade Julio Mesquita Filho – UNESP/Araraquara – SP. Professor Adjunto IV da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Pesquisador do CNPq.

Fabiane Santana Previtalli, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Docente do Departamento de Ciências Sociais - Decis/Fafcs e do Programa de Pós-Graduação em Educação – Faced, da Universidade Federal de Uberlândia. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Sociedade. Pesquisadora Fapemig.

Carlos Lucena, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Cientista Social. Doutor em Filosofia e História da Educação pela Unicamp. Professor Adjunto IV do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Uberlândia. Coordenador do Grupo de Pesquisa História, Trabalho e Educação junto ao CNPQ. Pesquisador da Fapemig.

Referências

ABREU, A et al., Projeto II Reestruturação Produtiva e Qualificação. Subprojeto IV Reestruturação produtiva, trabalho e educação: os efeitos sociais da terceirização Industrial em três regiões do país. CEDES/FINEP/CNPq-PCDT, 1998.

ALVES, G., O Novo (e Precário) Mundo do Trabalho: reestruturação produtiva e crise do sindicalismo. São Paulo, Boitempo, 2000.

ANTUNES, R. (Org), Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil, São Paulo, Boitempo, 2006.

ARANHA, A. V. S. O conhecimento tácito e a qualificação do trabalhador. In Revista Trabalho e Educação. Belo Horizonte-MG: No. 2, 1997. p. 12-30

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é Educação. 15a ed., São Paulo: Brasiliense, 1985. (Coleção Primeiros Passos).

BRASIL, Ministério do Trabalho do. Educação Profissional: um projeto para o desenvolvimento sustentado. Brasília: Ministério do Trabalho, 1999b.

BRASIL, Ministério do Trabalho do. Guia do PLANFOR 1999 - 2002. 1999. Brasília: Ministério do Trabalho, 1999.

BRASIL, Ministério do Trabalho do. Plano Decenal de Educação para Todos em Minas Gerais. Belo Horizonte-MG, 1994.

BRASIL, Ministério do Trabalho do. Questões Críticas da Educação Brasileira. Brasília: Ministério do Trabalho, 1995.

BRASIL, Ministério do Trabalho do. Tendências do Mercado de Trabalho Brasileiro: rumos, desafios e o papel do Ministério do Trabalho. Exposição realizada na câmara dos Deputados em 14/05/98. Homepage: www.mtb.gov.br

BRASIL, Ministério do Trabalho. HABILIDADES, uma questão de competências? Brasília: FAT/CODEFAT, 1996b.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei no 9394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília: Ministério da Educação, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Plano Decenal de Educação para Todos. Brasília, DF, 1993.

BRASIL. Ministério do Trabalho. Educação e Trabalho; um projeto para jovens e adultos de baixa escolaridade. Brasília: Ministério do Trabalho, 1998.

BRASIL. Ministério do Trabalho. Educação Profissional no Brasil: conceitos e Práticas em debate. Brasília: Ministério do Trabalho, 1997. Brasileira, 1997. 225p.

BRASIL. Educação profissional no Brasil: conceitos e práticas em debate. Brasília: Ministério do Trabalho, 1997.

BRAVERMAN, H. Trabalho e Capital Monopolista. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

BUTLER, E. “A contribuição de Hayek às idéias políticas e econômicas de nosso tempo”. Rio de Janeiro: Liberal, 1983.

CASTRO, Claudio M. e CARNOY, Martín (Orgs.) Como anda a reforma da educação na América Latina? Trad. Luiz Alberto Monjardim e Maria Lucia Leão Velloso de Magalhães. – Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1997.

CASTRO, M.H.G.de. O impacto da implementação do Fundef do Estados e municípios: primeiras observações. In. COSTA, V.L.C.(Org.). Descentralização da educação: novas formas de coordenação e financiamento. São Paulo: Fundap, Cortez, 1999.

CORIAT, Benjamin. Pensar pelo Avesso: o modelo japonês de trabalho e organização. Tradução de Emerson S. da Silva. Rio de Janeiro: Revan/UFRJ, 1994.

EVANGELISTA, J.E. “Crise do Marxismo e Irracionalismo Pós Moderno”. São Paulo; Cortez, 1992.

FRANÇA, R. L. Ciência Política, Estado, Poder e autoridade: Representação do conceito de política para o Estado Moderno. Uberlândia: Claranto, 2008.

FRANÇA, R. L., FRANÇA, Polyana Imolesi Silveira de. Clima Organizacional e as relações de trabalho no contexto organizacional: poder, cultura e precarização do trabalho. Uberlândia: Claranto, 2008.

FRANÇA, R. L., BRITO, Lucia Elena Pereira Franco. Reestruturação Capitalista: as indissociáveis e configurações do cenário político e do mundo e do mundo do trabalho. In: Educação e Trabalho – Políticas públicas e a formação para o trabalho. 1a. Ed.Campinas: Editora Átomo & Alínea, 2009, v.1, p. 37-58.

FRANÇA, R. L., SILVA, Maria Vieira, PREVITALI, Fabiane Santana, LUCENA, Carlos Alberto Trabalho, Educação e Sociedade: A formação do trabalhador no âmbito da acumulação do capital. In: Educação e Trabalho – Políticas públicas e a formação para o trabalho. 1 ed.CAMPINAS : Editora Átomo & Alínea Ltda, 2009, v.1, p. 112-138.

FRANÇA, R. L., FRANCA, P. I. S. A dimensão ontológica do trabalho e a relação com o reducionismo ao economicismo do emprego no ensino superior. In: Trabalho, precarização e formação humana.1 ed.São Paulo : Átomo e Alínea, 2008, v.1, p. 143-167.

FRANÇA, R. L. O Trabalho como Princípio da Dignidade da Pessoa Humana: Estado, Educação e Cidadania In: Capitalismo, estado e educação ed.São Paulo : Átomo e Alínea, 2008, v.1, p. 152-176.

FRANÇA, R. L. (Org.) CARVALHO, Brigida Maria Pimenta, FRANCA, P. I. S., LUCENA, Carlos Alberto, PREVITALI, Fabiane Santana, SOUZA, Inayá de, SOUZA, Luciene Maria de, SOUZA, Vilma Aparecida de, LIMA, A. B., SILVA, Maria Vieira. Educação e Trabalho – Políticas públicas e a formação para o trabalho. Campinas: Editora Átomo Ltda, 2009, v.1. p.218.

FERREIRA, Nilda. Cidadania: uma questão para a educação. 2a ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

FREDERICO, C. “Razão e Desrazão: a lógica das coisas e a pós-modernidade”. Revista Quadrimestral de Serviço Social, 1997, n.o 55, p.155-187.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A Produtividade da Escola Improdutiva. São Paulo: Cortez, 1984.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e Crise do Capitalismo Real.. 2a ed. São Paulo: Cortez, 1996.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação, Crise do trabalho assalariado e do desenvolvimento: teorias em conflito. IN: ____ (org.). Educação e Crise do Trabalho: perspectivas de final de século. Petrópolis/RJ: Vozes, 1998.

FRIGOTTO, Gaudêncio. O local face ao Nacional e ao Global - Limites e Possibilidades. IN: Revista da ADUEL - SINDIPROL, no 02, Ano 2, edição 1997.

GANDOLFI, M.R.C. Uma análise sobre o emprego formal no município de Uberlândia, Minas Gerais. Programa de Mestrado em Desenvolvimento Econômico: Instituto de Economia, Universidade Federal de Uberlândia. Dissertação de Mestrado. 2001.

GITAHY, L; BRESCIANI, L. P. “Reestruturação Produtiva e Trabalho na Indústria Automobilística Brasileira. Texto para Discussão N. 24. Campinas: DPCT/IG/UNICAMP. Campinas, 1998.

HARVEY, David. Condição Pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1994.

HIRATA, Helena. Da Polarização das Qualificações ao Modelo da Competência. IN: FERRETI, Celso J. et all (orgs.). Novas tecnologias, trabalho e Educação. 3a ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 1996.

IANNI, Octávio. A Era do Globalismo. 3a ed. Rio de Janeiro: Civilização LUCENA, Carlos. Aprendendo na Luta: A História do Sindicato dos Petroleiros de Campinas e Paulínia. - São Paulo: Ed. Publisher Brasil, 1997. 147p.

IANNI, Octávio. Tempos de destruição: educação, trabalho e indústria de petróleo no Brasil. Campinas: Autores Associados; Uberlândia: EDUFU, 2004.

MARSHALL, T. H.. Cidadania, Classe Social e Status. Rio de Janeiro: Zahar editores, 1967.

MARX, K. Grundisse. In MARX K. Obras Completas: conseqüências sociais do avanço tecnológico. SP: Edições Populares, 1980.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política; Livro 1o, Volume II, tradução Regis Reginaldo Sant’ Anna - 3. ed. - São Paulo: Ed. Nova Cultural, 1984. 305p.

MARX, K. Capítulo VI (inédito) do Livro Primeiro de O Capital. São Paulo: Ciências Humanas, 1985. 169p.

MEHEDFF, Nassim Gabriel. Do "operário padrão" ao cidadão produtivo: o desafio de educar para a empregabilidade. IN: BRASIL, Ministério do Trabalho - SEFOR.

MELLO, A. F. Marx e a globalização. São Paulo: Boitempo Editoria, 1999.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.

PREVITALLI, F. S. Controle e Resistência na Organização do Trabalho: o caso de uma empresa montadora nos anos 90. Tese de doutorado. Campinas, UNICAMP/IFCH, 2002.

PREVITALLI, F. S. Controle e Resistência do Trabalho sob a Égide do Neoliberalismo. Trabalho publicado nos Anais do Terceiro Congresso Latinoamericano de Ciência Política - ALACIP. IFCH/UNICAMP. Capinas, 2006b.

PREVITALLI, F.S. O Caso Mercedez-Benz: ABC e Campinas. IN: ANTUNES, R. (Org). Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil. São Paulo, Boitempo, 2006a, pp: 147-155.

RIFKIN, J. O fim dos empregos. São Paulo: Makron Books, 1996.

SANTOS, E. H. Trabalho Prescrito e Trabalho Real no Atual Mundo do trabalho. Revista Trabalho e Educação. Belo Horizonte-MG: n◦ 1, 1997. p. 13-27.

SEWELL, G. The Discipline of Teams: the control of team-based industrial work through electronic and peer surveillance. IN: Administrative Science Quarterly, 43 (2), June, 1998.

SILVA, T.T. da S. Identidades Terminais: as transformações na política da pedagogia e na pedagogia da política. Petrópolis-RJ: Vozes, 1996.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A "nova" direita e as transformações na pedagogia da política e na política da pedagogia. IN: GENTILI, Pablo A. A. e SILVA, Tadeu da Silva (orgs.). Neoliberalismo, Qualidade Total e Educação. Petrópolis/RJ: Vozes, 1997.

TADDEI, E. H. “Empregabilidade” e Formação Profissional: A “Nova” Face da Política Social da Europa. In SILVA, H. S. A Escola Cidadã no Contexto da Globalização. São Paulo: Vozes, 1999. pp. 340-367.

TEIXEIRA, Francisco José Soares. Economia e Filosofia no Pensamento Político Moderno. Campinas/SP: Pontes, 1995.

Downloads

Como Citar

FRANÇA, R. L. de; PREVITALLI, F. S.; LUCENA, C. Trabalho e educação: a formação do trabalhador no contexto das crises cíclicas do capitalismo monopolista. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 35, p. 201–219, 2012. DOI: 10.20396/rho.v9i35.8639624. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639624. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>