Banner Portal
Memória e transmissão das experiências como desafios para os estudiosos da educação
PDF

Palavras-chave

Memória. Experiência. Educação

Como Citar

MAGALHÃES, L. D. R.; SANTOS, P. M. dos; SOUZA, D. M. R. de. Memória e transmissão das experiências como desafios para os estudiosos da educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 36, p. 105–114, 2012. DOI: 10.20396/rho.v9i36.8639643. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639643. Acesso em: 2 mar. 2024.

Resumo

A memória social e coletiva também necessita do processo educativo para a suatransmissão e legitimação, processo que acaba justificando a luta entre o que deve serlembrado e/ou esquecido. É nesse sentido que consideramos imprescindível que ospesquisadores da educação realizem uma reflexão acerca da escola como lugar detransmissão de memórias, bem como sobre a necessidade de nos apropriarmos dasdiscussões teóricas sobre esse campo. Sendo assim, este trabalho objetiva reiterar aimportância dos estudos da memória para o entendimento dos processos que envolvem atransmissão de saberes, através das experiências e conteúdos compartilhados no atoeducativo, além de compreender o modo pelo qual esse processo pode incorrer nacontinuidade ou proteção de uma dada negociação sobre os conflitos presentes nasociedade. No que diz respeito à educação e à transmissão da memória/experiência,indaga-se, por exemplo, o que a escola - e logo o seu entorno social - diante dessa situação,está mantendo sob seu controle.
https://doi.org/10.20396/rho.v9i36.8639643
PDF

Referências

AROSTEGUI, Julio. La Historia vivida: sobre la historia del presente. Madrid: Alianza editorial, 2004.

BERGSON, Henri. Matéria e Memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. São Paulo: Martins Fortes, 1999.

FACHINI, A. In: El pasado eciente en la escuela In:Memoria e Historia del passado reciente. Problemas didáticos y disciplinares. Luciano Alonso- Adriana Falchini (editores), Universidade Nacional del Litoral, 2009.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

MAGALHÃES, Lívia Diana Rocha. A trajetória das gerações brasileiras nascidas entre 1926 e 1975: um perfil sociodemográfico. Tese (doutorado) – Universidade Estadual de Campinas. Campinas/SP: UNICAMP, 1999.

MAGALHÃES, Lívia Diana Rocha. Educação, História e Memória: uma aproximação do estudo geracional. In: Revista HISTEDBR on line. Campinas: UNICAMP, 2007. no 28.

MANHEIM, K. El problema de las generaciones,trad. Ignacio Sanchez de la Yncera.REIS: Revista Española de investigaciones sociológicas. Madrid, 62,p 193-224,abr/jun, 1993. Coordenação de Emilio Lamo de Espinosa.

NORA, Pierre. Entre Memória e História: a problemática dos lugares. In: Projeto História, São Paulo, 1993.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Trad. Alain François (et al). Editora da Unicamp, Campinas: SP, 2007.

ROSA, A et al. Reepresentaciones del pasado,cultura personale idntidad nacional. In: Memória coletiva e identidade nacional. Madrid: biblioteca nova, 2000.

SÁ, Celso Pereira de. Sobre o campo de estudo da memória social: uma perspectiva psicossocial.In: Revista Psicologia Reflexão e Crítica. Rio Grande do Sul: UFRGS, 2007. V. 20. Disponível em www.scielo.br/prc. Acesso em julho de 2008.

TORNAY, María Laura,VEGA, Natalia. Entre la memoria y la historia: deslindes conceptuales y questiones metodológicas. In: Memoria e Historia del passado reciente. Problemas didáticos y disciplinares. Luciano Alonso- Adriana Falchini (editores), Universidade Nacional del Litoral, 2009.

VIÑAO, Antonio. Fracasam las reformas educativas? La respuesta de un Historiador”.In: Educação no Brasil: história e historiografia. Campinas: Autores Associados; São Paulo: Sociedade brasileira de História da Educação- SBHE, 2001.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.