Banner Portal
Educação do campo ou educação no campo?
PDF

Palavras-chave

Educação do campo. Movimentos sociais. Sem terra

Como Citar

BEZERRA NETO, Luiz. Educação do campo ou educação no campo?. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 10, n. 38, p. 150–168, 2012. DOI: 10.20396/rho.v10i38.8639696. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639696. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

O texto apresentado é parte do relatório de pesquisa preliminar, financiado pela FAPESP eque busca discutir os princípios histórico-filosóficos que fundamentam as propostas deeducação no MST, sua concepção educacional e sua visão de mundo, visto que esseMovimento entende como inexorável a reforma da educação, adaptada e adequada àscondições do meio rural e entendida, a partir desse pressuposto, como instrumento capazde libertar a classe trabalhadora da exploração a que está submetida, provendo assim oacesso ao saber àqueles que foram de alguma forma, excluídos da sociedade capitalista.A necessidade de se aprofundar neste tema surgiu a partir do estudo desenvolvido durantea pesquisa realizada para a obtenção do título de mestre, momento em que me dediquei aanalisar as práticas educativas e formativas do MST e as experiências de formaçãodesenvolvidas no interior desse movimento. Ao ingressar no programa de doutorado daFaculdade de Educação da UNICAMP, procurei verificar o porquê de propostassemelhantes às do MST, apresentadas na primeira metade do século XX, não terem sidoimplementadas, ou pelo menos, não terem atingido os resultados esperados à época,ocasionando o retorno de sua apologia na atualidade.Ao buscar compreender seus pressupostos, pude verificar que este movimento padece dealguns problemas que estão na origem de sua formação, dado que ao aderir aocomunitarismo-cristão e ao pragmatismo, consubstanciado num ecletismo pedagógico ficaimpossibilitado de compreender a realidade a partir da relação dialética propugnada pelomaterialismo histórico, que pretendem aderir.
https://doi.org/10.20396/rho.v10i38.8639696
PDF

Referências

ARROYO, M. G., CALDART, R. S., MOLINA, M. C. (Orgs.). I Conferência Nacional por uma Educação Básica do Campo. Documentos Finais. Luziânia, GO, 27 a 31 jul. 1998.

ARROYO, M. G. A escola do campo e a pesquisa do campo: metas. In: MOLINA, M. (Org.). Educação do campo e pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006.

BRASIL, MDA/SDT. 2006

BRASIL. MDA/INCRA. Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – PRONERA. Manual de Operações. Brasília, 2004.

BRASIL. MDA. Referências para o desenvolvimento territorial sustentável. Brasília: Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável – CONDRAF. Núcleo de Estados Agrários e Desenvolvimento Rural – NEAD, 2003. Disponível em: www.mda.gov.br. Caderno de Formação n. 18: O Que Queremos Com as Escolas dos Assentamentos 2a. ed 1993

CALDART, R. S. O MST e a formação dos sem terra: o movimento social como princípio educativo. São Paulo: Estudos Avançados, 2001.

CALDART, R. S. Pedagogia do movimento Sem Terra. São Paulo: Expressão Popular, 2004.

CALDART, Roseli Salete. Educação em Movimento: Formação de educadoras e educadores no MST. Petrópolis: Editora Vozes, 1997.

KOLLING, E. J. et al. Por uma educação básica do campo. Brasília: MST/Unb/CNBB/UNICEF/UNESCO, 1999.

KOLLING, E. J., CERIOLI, P. R., CALDART, R. S. (Orgs.). Educação do campo: Identidade e Políticas Públicas. Articulação Nacional por uma Educação do Campo, Brasília, v. 4, 2002.

LOWY, M. As esquerdas na ditadura militar: o cristianismo da libertação. In: REIS FILHO, D. A. e FERREIRA, J. (Orgs.). As esquerdas no Brasil. 2. v. Nacionalismo e reformismo radical, 1945-1964. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

MOLINA, M. C. Educação do campo e pesquisa: questões para reflexão. In: MOLINA, M. (Org.). Educação do campo e pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006.

MOLINA, M. C. A constitucionalidade e a justicialidade do direito à educação dos povos do campo. In: SANTOS, C. A. dos. Educação do Campo, Políticas Públicas, Educação. Brasília: INCRA/MDA/NEAD, 2008.

MST. Dossiê MST ESCOLA: documentos e estudos, 1990-2001. São Paulo: Editora Expressão Popular, Setor de Educação do MST/Iterra, 2005.

OLIVEIRA, M. A. de. As bases filosóficas e epistemológicas de alguns projetos de educação do campo: do pretendido marxismo à aproximação ao ecletismo pós-moderno. Curitiba, UFPR, setor de educação, Tese, 2008. Revista Sem Terra, ano 1 n. 2 out./dez. 97

SAVIANI, D. História das idéias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.