A produção de manuais didáticos e o ensino de sociologia na escola média em dois momentos históricos (1935-1989)

Autores

  • Silvia Helena Andrade de Brito PPGEducação e DCH/CCHS/UFMS

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v10i37e.8639780

Palavras-chave:

Manuais didáticos. Ensino de Sociologia. Fernando de Azevedo. Paulo Meksenas

Resumo

O objeto desse texto são dois manuais dedicados ao ensino de Sociologia na escola média:o primeiro, produzido nos anos 1930, é Princípios de Sociologia, de Fernando de Azevedo;o segundo, dos anos 1980, é o texto Sociologia, de Paulo Meksenas. O objetivo dessetrabalho é desvelar o conteúdo e proposta de utilização dos dois manuais analisados,considerando os distintos momentos da sociedade capitalista em que essas obras foramproduzidas. Para a descrição do conteúdo e das metodologias de ensino optou-se peloexame da apresentação, nos manuais, dos clássicos da Sociologia – Karl Marx, ÉmileDurkheim e Max Weber. Como conclusão, a análise das obras permite perceber como omanual vai se transformando no elemento direcionador do trabalho didático e como seusconteúdos são simplificados. Em função dessa perspectiva, as duas propostas dedicamparte de seus esforços a esclarecer como melhor utilizar o manual didático. Azevedo, aindanum momento de transição, discorre como seu texto poderia servir de guia ao trabalho deum professor cuja erudição seria importante na relação educativa. Já Meksenas, colocadono redemoinho do império do manual didático, não se furta a tratar pormenorizadamentedas tarefas a serem desenvolvidas pelo professor, tendo como guia o manual didático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Helena Andrade de Brito, PPGEducação e DCH/CCHS/UFMS

Professora associada III da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

ALVES, G. L. A produção da escola pública contemporânea. Campo Grande: UFMS; Campinas: Autores Associados, 2001.

ALVES, G. L. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas: Autores Associados, 2005.

ARRUDA, E. E. de.; SILVEIRA, G. S. O impacto da expansão escolar no mercado de material didático-pedagógico. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS “HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL”, 6, 2003, Campinas. Anais... Campinas: Unicamp, 2003.

AZEVEDO, F. de. A renovação educacional e o livro. In: AZEVEDO, F. de. A educação e seus problemas. 4.ed. São Paulo: Melhoramentos, 1948. p. 197-200.

AZEVEDO, F. de. Princípios de sociologia: pequena introdução ao estudo da sociologia geral. 11.ed. São Paulo: Duas Cidades, 1973.

AZEVEDO, F. de. Sociologia educacional. 3.ed. São Paulo: Melhoramentos, 1954.

BITTENCOURT, C. M. F. (Org.). O saber histórico na sala de aula. 3.ed. São Paulo: Contexto, 1997.

BONAZZI, M.; ECO, U. Mentiras que parecem verdades. São Paulo: Summus, 1980. (Novas buscas em educação, 6).

CANDIDO, A. Sociologia: ensino e estudo. Sociologia, São Paulo, v. 11, n. 3, 1949.

CANDIDO, A. A Sociologia no Brasil. Tempo Social, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 271-301, jun. 2006.

CARNEIRO LEÃO, A. Panorama sociológico do Brasil. Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais; Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos, 1958.

CARVALHO, L. M. G. X. de; MATTOS, S. S. Sociólogos e sociologia: breve cronologia da história da ciência, da organização estadual e nacional e da profissionalização no Brasil. São Paulo: 1996. Disponível em:. Acesso em 13 abr. 2009.

CHACON, W. História das idéias sociológicas no Brasil. São Paulo: Grijalbo; Edusp, 1977.

COMÉNIO, J. A. Didáctica Magna: tratado da arte universal de ensinar tudo à todos. 2.ed. Lisboa: Calouste Gulbekian, 1976.

COSTA EDUARDO, O. da. O ensino dos conceitos básicos da Etnologia. Sociologia, São Paulo, v. 11, n. 3, 1949.

COSTA PINTO, L. A. Ensino da Sociologia nas escolas secundárias. Sociologia, São Paulo, v. 11, n. 3, 1949.

DEIRÓ, M. de L. C. As belas mentiras: a ideologia subjacente aos textos didáticos. 10.ed. São Paulo: Moraes, 1981.

DURKHEIM, E. As regras do método sociológico. 9.ed. São Paulo: Melhoramentos, 1978.

ERASMO. De pueris. Revista Intermeio, Campo Grande, v. 2, n. 3, 1996. Encarte especial.

FERNANDES, F. A Sociologia no Brasil: contribuição para o estudo de sua formação e desenvolvimento. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 1980.

FONSECA, S. G. Caminhos da História Ensinada. Campinas: Papirus, 1993.

GATTI JÚNIOR, D. A escrita escolar da História: livro didático e ensino no Brasil (1970-1990). Bauru: EDUSC; Uberlândia: EDUFU, 2004.

MACHADO, C. de S. O Ensino da Sociologia na escola secundária brasileira: levantamento preliminar. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 115-142, 1987.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. 5.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980. Parte 4: a produção da mais valia relativa. p. 359-579.

MEKSENAS, P. Aprendendo Sociologia: a paixão de conhecer a vida. 4.ed. São Paulo: Loyola, 1987.

MEKSENAS, P. Sociologia da Educação: uma introdução ao estudo da escola no processo de transformação social. São Paulo: Loyola, 1988.

MEKSENAS, P. Sociologia. 2.ed.rev.aum. São Paulo: Cortez, 1994. (Coleção Magistério 2° grau. Série Formação Geral).

MEKSENAS, P. Sociologia: subsídios para Sociologia Geral; parte integrante do Projeto Diretrizes Gerais para o Ensino de 2° grau Núcleo Comum (Convênio MEC/PUC-SP-1988). Brasília: MEC, [1988?]. Mimeografado.

MEUCCI, S. A institucionalização da sociologia no Brasil: os primeiros manuais e cursos. Campinas: 2000. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Estadual de Campinas.

MUNAKATA, K. História que os livros didáticos contam, depois que acabou a ditadura no Brasil. IN: FREITAS, Marcos Cezar (org.). Historiografia brasileira em perspectiva. São Paulo; Contexto; Bragança Paulista: USF, 1998. p. 271-296.

PAOLI, N. J. As relações entre Ciências Sociais e educação nos anos 50 e 60 a partir das histórias e produções intelectuais de quatro personagens: Josidelth Gomes Consorte, Aparecida Joly Gouveia, Juarez Brandão Lopes e Oracy Nogueira. São Paulo: 1995. Tese (Doutorado em Educação) – USP.

PEREIRA, L. A escola numa área metropolitana: crise e racionalização de uma empresa pública de serviços. São Paulo: Edusp, 1967.

PIERSON, D. Difusão da ciência sociológica nas escolas. Sociologia, São Paulo, v. 11, n. 3, 1949.

RIOS, J. A. Contribuições para uma Didática da Sociologia. Sociologia, São Paulo, v. 11, n. 3, 1949.

Downloads

Como Citar

BRITO, S. H. A. de. A produção de manuais didáticos e o ensino de sociologia na escola média em dois momentos históricos (1935-1989). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 10, n. 37e, p. 58–75, 2012. DOI: 10.20396/rho.v10i37e.8639780. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639780. Acesso em: 21 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos