Banner Portal
O Ginásio Cristo Rei de Uberlândia, MG (1944-1956), uma escola profissional
PDF

Palavras-chave

Instituição Escolar. Escola Salesiana. Ginásio. Infância Pobre. Escola Profissional. Uberlândia. Triângulo Mineiro

Como Citar

OLIVEIRA, S. F. de; ARAUJO, J. C. S. O Ginásio Cristo Rei de Uberlândia, MG (1944-1956), uma escola profissional. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 10, n. 37e, p. 266–287, 2012. DOI: 10.20396/rho.v10i37e.8639793. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639793. Acesso em: 1 mar. 2024.

Resumo

O objeto deste é a história da educação do Ginásio Profissional Cristo Rei (1944-1956) deUberlândia, MG, focalizado como espaço de formação dos alunos pobres. Nesse sentido,busca-se resgatar sua história, seu processo de criação e instalação, sua cotidianidadeinstitucional em vista da educação oferecida por essa entidade. Para a estruturação dotrabalho serão privilegiados os documentos da própria instituição, a imprensa local, bemcomo materiais oriundos de acervos de ex-alunos. A metodologia de investigação dosaspectos envolvidos na história do Ginásio Cristo Rei, a movimentação entre oembasamento teórico e as fontes permitiram a (re) construção do período históricopesquisado. Optou-se pela análise documental, bem como da história oral como técnica depesquisa com o objetivo de elucidar questões específicas a respeito da temática do ponto devista local. Diante da perspectiva de modernização da cidade de Uberlândia, essa escolaganhou um espaço primordial nesse processo de desenvolvimento, passando a ser vistacomo uma das vias de acesso para o progresso do mesmo, no intento de criar condições pormeio do estudo para uma nova forma de ascensão social. Nessa configuração contribuiucom o projeto de progresso da cidade, na tentativa de eliminar das áreas públicas os sinaisde desordem, traduzidas pela pobreza infantil.
https://doi.org/10.20396/rho.v10i37e.8639793
PDF

Referências

ALVES, Lidiane Aparecida; RIBEIRO FILHO, Vitor. Reestruturação urbana das atividades de comércio e serviços em Uberlândia_MG. VIII Encontro interno, XII Seminário de Iniciação Científica. Uberlândia. 2008. Disponível: HTTP//www.ic-

ufu.org/anaisufu2008/PDF/IC2008-0058.PDF.

BARRETO, M.A. Dicionário de Ciências Sociais. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas, 1986 (verbete: instituição).

BERMAN. Marshall. Tudo o que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. TRD.Carlos Felipe Moisés & Ane Maria L. IIoriatti. São Paulo: Companhia de Letras, 1986.

BITTAR, Marluce. Política de educação na região sul de Mato Grosso e a influência da congregação salesiana. VI Congresso Internacional of Brazilian Studies Association BRASA, Atlanta, Geórgia/USA, 2002.

CAPRI, Roberto. O Brasil e seus Estados – Minas gerais e seus Municípios: O Triangulo Mineiro. Capri Andrade & C. Editores, São Paulo, 1916.

CARVALHO, Carlos Henrique de. Delinquência e marginalidade: o problema do menor infrator no espaço urbano de Uberlândia MG. In CARVALHO, C. H.; MOURA, Esmeralda Blanco B. de; ARAUJO, José Carlos S. (org.) A infância na modernidade: entre a educação e o trabalho. Uberlândia, EDUFU, 2007.

CUNHA, Monsenhor Antonio Afonso da; SALAZAR Aparecida Portilho. Nossos pais nos contaram: História da igreja em Uberlândia, 1818-1989. Uberlândia, Universidade Federal de Uberlândia. 1989.

GATTI JÚNIOR, Décio. Reflexões teóricas sobre história das instituições educacionais. Revista Ícone, Uberlândia: Centro Universitário do Triângulo, v. 6, n. 2, 2000.

GATTI JÚNIOR, Décio; PESSANHA, Eurize Caldas. História da Educação, Instituições e Cultura Escolar: conceitos, categorias e materiais históricos. In: GATTI JÚNIOR, Décio e INÁCIO FILHO, Geraldo (orgs.). História da Educação em Perspectiva: ensino, pesquisa, produção e novas investigações. Campinas, SP: Autores Associados; Uberlândia, MG: Editora da Universidade Federal de Uberlândia, 2005.

GIACOMETTO, Rosana; MARTINELI, Antonio e RINALDI, Fábio. A Família Salesiana de D. Bosco. Tradução de Fausto Santa Catarina, Roma: Instiuto salesiano Pio XI, 2000.

ISÁU, Manoel. Educação salesiana no Brasil sudeste de 1880 a 1922. Dimensões e atuação em diversos contextos. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.18, jun. 2005.

LEFEBVRE, Henri. A revolução urbana. Tradução de Sérgio Martins, Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

MACHADO, Maria Clara Tomáz. A disciplinarização da pobreza no espaço urbano burguês: assistência social institucionalizada (Uberlândia 1965-1980 USP). São Paulo, 1990.

MAGALHÃES, Justino. Um apontamento metodológico sobre a história das instituições educativas. In: SOUSA, C. P. de & CATANI, D. B. (orgs). Práticas Educativas, Culturas, profissão docente. São Paulo: Escrituras, 1998.

MAGALHÃES, Justino. Contributo para a história das instituições educativas- entre a memória e o arquivo. In FERNANDES, Rogério e MAGALHÃES, Justino (orgs). Para a História do Ensino Liceal em Portugal. Actas dos colóquios do I Centenário da reforma de Jaime Moniz (1894-1895). Universidade do Minho, Braga, 1999.

MANACORDA, M. A. História da educação: da Antigüidade aos nossos dias. 4a. edição. São Paulo: Cortez, 1995.

MÁXIMO, Ciriam Gouveia; COSTA. Márcia Ferreira. GONÇALVES NETO, Wenceslau. Educação, Imprensa e Disciplina. As Escolas Profissionais em Uberlândia, MG (1936-1950). Cadernos de História da Educação, V1, no1, 2002.

RAGAZZANI, Dario. Os estudos históricos- educativos e a história da educação. In: SANFELICE José Luiz; SAVIANI, Dermeval; LOMBARDI, José Claudinei (orgs.). História da educação: Perspectivas para um intercâmbio internacional. Campinas, SP: Autores associados: Histebr, 1999.

SILVA, O M. A epopéia ignorada - a pessoa deficiente na história do mundo de ontem e de hoje. São Paulo: Cedas, 1986.

TEIXEIRA Tito. Bandeirantes e Pioneiros do Brasil Central. Uberlândia, MG: Uberlândia Gráfica Editora, 1970.

TEODORO, Julio César Orias. A educação salesiana em Uberlândia. A Gênese do Instituto Teresa Valsé Pantellini (1959-1970). Universidade Federal de Uberlândia (Dissertação), 2008.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.