Educação histórica: a constituição de um campo de pesquisa

Autores

  • Geyso Dongley Germinari Universidade Tuiuti do Paraná – UTP

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v11i42.8639866

Palavras-chave:

Educação histórica. Aprendizagem histórica. Consciência histórica

Resumo

O artigo trata da constituição da área de pesquisa denominada Educação Histórica. Esse campo de investigação tem se desenvolvido, principalmente, na Inglaterra, Portugal, Estados Unidos, Canadá e Brasil. Inicialmente, são abordados os primeiros estudos realizados na Inglaterra e Portugal. Em seguida, analisa-se a produção brasileira, com destaque para os estudos realizados pelo grupo de Educação Histórica da Universidade Federal do Paraná. E, por último, apresenta-se um quadro das investigações em Educação Histórica que versam sobre a questão da consciência histórica em jovens na Europa e no Brasil. A investigação utilizou como fonte de pesquisa a análise bibliográfica. A apreciação indica elementos para compreensão dos processos de aprendizagem histórica em crianças e jovens. Esse estudo integra as reflexões da tese de doutorado intitulada: A história da cidade, consciência histórica e identidades de jovens escolarizados, defendida no Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Paraná.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geyso Dongley Germinari, Universidade Tuiuti do Paraná – UTP

Professor Adjunto do PPG-ED – Mestrado em Educação da Universidade Tuiuti do Paraná; pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Educação Histórica do PPGE/UFPR.

Referências

SCHMIDT, M. A.

Downloads

Como Citar

GERMINARI, G. D. Educação histórica: a constituição de um campo de pesquisa. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 11, n. 42, p. 54–70, 2012. DOI: 10.20396/rho.v11i42.8639866. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639866. Acesso em: 29 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos