Banner Portal
Notas sobre a relação entre trabalho, educação profissional e formação em nível médio para a docência
PDF

Palavras-chave

Trabalho. Educação Profissional. Formação Docente

Como Citar

MARTINIAK, V. L.; VIEIRA, R. de A. Notas sobre a relação entre trabalho, educação profissional e formação em nível médio para a docência. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 48, p. 168–183, 2013. DOI: 10.20396/rho.v12i48.8640015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640015. Acesso em: 3 mar. 2024.

Resumo

Este artigo  tem como objeto de estudo a formação de professores oferecida em nível Médio. Procura-se, pautado na categoria trabalho, explicitar o processo de esvaziamento da formação inicial de docentes, o qual colabora para uma acentuada desqualificação intelectual do professor. Aborda-se, para isso, o histórico da Educação Profissional e da Formação de Professores no Brasil. Apresentam-se, ainda, as concepções orientadoras da Educação Profissional no Estado do Paraná, com ênfase na Proposta Pedagógica Curricular do Curso de Formação de Docentes em nível Médio. Nesta Proposta, detecta-se uma fundamentação de tradição marxista baseada no trabalho como princípio educativo, concepção defendida como uma proposta alternativa de educação profissional, o que significa adotar como princípio metodológico a articulação dialética entre teoria e prática na perspectiva da práxis. Observa-se que, embora, no âmbito desta Proposta, tais categorias fazem-se presentes, ao confrontar suas proposições com a realidade vivenciada nos cursos de Formação de Docentes, tem-se como principal resultado a prevalência de uma concepção pragmática de formação. Diante do constatado, conclui-se que a grande distância entre o proposto e o efetivado tem suas raízes plantadas no terreno contraditório e antagônico das determinações do capital, cuja margem para consecução de propostas educativas alternativas que lhe são concorrentes e, até mesmo, negadoras, é, por demais, estreita.

https://doi.org/10.20396/rho.v12i48.8640015
PDF

Referências

CAMPOS, M. C. S. S. Formação do magistério em São Paulo: do império a 1930. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.72, p.5-16, fev. 1990.

CORDÃO, F. A. A educação profissional no Brasil. In: PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM EDUCAÇÃO – PUC/SÃO PAULO (Org.). Ensino Médio e ensino técnico no Brasil e em Portugal: raízes históricas e panorama atual. Campinas, SP; Autores Associados, 2005.

CUNHA, L. A. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. São Paulo: Ed. UNESP; Brasília, DF: FLACSO, 2005.

DUARTE, N. A individualidade para-si: Contribuições a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. Campinas, SP: Autores Associados, 1993.

DUARTE, N. Sociedade do conhecimento ou sociedade das ilusões? Quatro ensaios crítico-dialéticos em filosofia da educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

KUENZER, A. (Org.). Ensino médio: Construindo uma proposta para os que vivem do trabalho. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

KULESZA, W. A. A institucionalização da Escola Normal no Brasil (1870-1910). Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v.79, n.79, p. 63-71, set./dez. 1998.

MANFREDI, S. M. Educação profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2003.

MARKUS, G. A teoria do conhecimento no jovem Marx. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

MARX, K. Trabalho alienado e superação positiva da auto-alienação humana. In: FERNANDES, F. (Org.). Marx e Engels: história. São Paulo: Ática, 1983. p. 146-181.

MIGUEL, M. E. B. A formação do professor e a organização social do trabalho. Curitiba: Ed. UFPR, 1997.

MIRANDA, M. F. de. Num quintal da globalização: reflexo do processo de ocidentalização do mundo na educação brasileira de ensino médio. 2000. 203 f. Tese (Doutorado em Educação)-Unesp, Marília, SP, 2000.

PARANÁ. Proposta pedagógica curricular do curso de formação de docentes para a Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Curitiba: SEED, 2006.

PIASSA, Z. A. C. Como fênix renascida das cinzas: análise do processo histórico do curso de Formação de Docentes em nível Médio no Estado do Paraná. Anais... VII Jornada do Histedbr, Campo Grande, MS, 2007, p. 1-26.

SANTOS, J. A. dos. A trajetória da educação profissional. In: LOPES, E. M. T.; FARIA, L. M. F.;VEIGA, C. G. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 205-224.

SAPELLI, M. L. S. Políticas educacionais do Governo Lerner no Paraná (1995-2002). Cascavel: Igol, 2003.

SAVIANI, D. Escola e Democracia: curvatura da vara, onze teses sobre a educação política. 39. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas/SP: Autores Associados, 2010.

TANURI, L. M. História da formação de professores. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 14, p. 61-88, maio/jun./jul./ago. 2000.

XAVIER, M. E. S. P. Capitalismo e escola no Brasil. Campinas, SP: Papirus, 1990.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.