Banner Portal
Entre o ideal e o real: a construção do pensamento empresarial uberlandense e seus projetos educacionais para a formação dos trabalhadores (1940-1960)
PDF

Palavras-chave

Empresariado. Formação dos trabalhadores. Cidade Industrial

Como Citar

SOUZA, L. M. de; LUCENA, C. A. Entre o ideal e o real: a construção do pensamento empresarial uberlandense e seus projetos educacionais para a formação dos trabalhadores (1940-1960). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 47, p. 284–296, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i47.8640052. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640052. Acesso em: 27 fev. 2024.

Resumo

O propósito da pesquisa apresentada foi problematizar a construção do pensamentoempresarial uberlandense representado pela Associação Comercial, Industrial eAgropecuária de Uberlândia e seus projetos educacionais para a formação dostrabalhadores. O estudo foi desenvolvido com uma ampla pesquisa bibliográfica e umlevantamento minucioso de fontes documentais. Através da análise das atas da entidade eartigos de jornais locais foi possível problematizar os projetos políticos, econômicos,sociais e educacionais do empresariado para a cidade de Uberlândia. O acesso às fontesdocumentais nos permitiu resgatar a história econômica do município vinculando o cenáriolocal com o desenvolvimento do capitalismo em nível nacional e internacional.Diferentemente do discurso oficial de cidade ideal, rica, industrializada, a pesquisaconstatou a existência de outra realidade que foi ignorada por contrariar o projeto decidade, idealizado pela elite econômica local. A Escola Vocacional e de AprendizagemIndustrial Américo Renê Giannetti foi selecionada como um dos principais projetoseducacionais liderados pela Associação Comercial, Industrial e Agropecuária deUberlândia. O intuito ao analisar a instituição escolar foi apreender a participação e osreais interesses da entidade junto aos poderes políticos locais e estaduais na criação daescola na cidade. Embora o desejo do empresariado fosse de transformar Uberlândia emCidade Industrial como referência para toda a região mineira e para o país, a tesedemonstrou que a cidade projetada idealizada foi diferente da cidade real.
https://doi.org/10.20396/rho.v12i47.8640052
PDF

Referências

ACIAPU. Ata no 1.431 da reunião extraordinária para mudança de nome da entidade e fundação do Centro Industrial de Uberlândia realizada no dia 15 abr. 1969. Uberlândia, 1969. Livro 20, p. 189.

ACIAPU. Ata no 947 da reunião realizada no dia 25 nov. 1958. Uberlândia, 1958. Livro 16, p. 117.

ACIAPU. Ata no 907 da reunião realizada no dia 12 dez. 1957. Uberlândia, 1957. Livro 15, p. 88.

ACIUB. Portfólio 65 anos. In: ACIUB em Revista. Edição Extra. Uberlândia: Gráfica Sabe, 1998.

ALMEIDA, M. F. R. Uberlândia operária? Uma abordagem sobre as relações sociais em Uberlândia (1950 – 1964). 1992. 149f. Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 1992.

BRASIL. Mensagens presidenciais (1945 – 1964): Eurico Gaspar Dutra, Getúlio Vargas, Café Filho, Juscelino Kubitschek de Oliveira, Jânio da Silva Quadros, João Goulart. Brasília: Câmara dos Deputados, 1978.

CARDOSO, Heloisa Helena P. O ideário do empresariado mineiro nos anos 50: liberdade econômica, propriedade privada e justiça social. In: MACHADO, Maria Clara T.;

PATRIOTA, Rosangela (Orgs). Histórias e Historiografia: perspectivas contemporâneas de investigação. Uberlândia, MG: EDUFU, 2003.

CORREIO DE UBERLÂNDIA Situação nacional é aflitiva: governo culpado., Uberlândia, Correio de Uberlândia 18 dez. 1958, p. 01.

CORREIO DE UBERLÂNDIA A violência, a agitação e a discórdia não constroem, Uberlândia, Correio de Uberlândia 15 fev. 1959, p. 01.

CUNHA, Luiz A. O ensino profissional na irradiação do industrialismo. São Paulo: Editora UNESP, Brasília, DF: FLACSO, 2000.

GUIMARÃES, Eduardo N. Formação e Desenvolvimento Econômico do Triângulo Mineiro: integração nacional e consolidação regional. Uberlândia: EDUFU, 2010.

LUCENA, Carlos. Tempos de Destruição: Educação, Trabalho e Indústria do Petróleo no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados. Uberlândia, MG: EDUFU, 2004.

MUNDIM, Maria O. P. O Ensino Vocacional no Brasil: a experiência da Escola de Aprendizagem Industrial Américo Renê Giannetti (Uberlândia 1962 - 1983). 2005. 173f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.

OLIVEIRA, Selmane F. Crescimento urbano e ideologia burguesa: estudo do desenvolvimento capitalista em cidades de médio porte: Uberlândia (1950 – 1985). Uberlândia: Rápida Editora, 2002.

PEREIRA, Lígia M. L.; FARIA, Maria A. de. Associação Comercial de Minas: uma história de pioneirismo e desenvolvimento 1901 – 2001. Belo Horizonte: Associação Comercial de Minas, 2001.

RODRIGUES, Jane de Fátima S. Trabalho, ordem e progresso: uma discussão sobre a trajetória da classe trabalhadora uberlandense – o setor de serviços (1924 – 1964). 1989. 214f. Dissertação (Mestrado em História). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1989.

SILVA, Idalice R. “Flores do Mal” na Cidade Jardim: comunismo e anticomunismo em Uberlândia. 1945 – 1954. 2000. 444f. Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 2000.

SOARES, B. R. Uberlândia: da Cidade Jardim ao Portal do Cerrado. Imagens e representações no Triângulo Mineiro. 1995. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995.

SOUZA JÚNIOR, Geraldo Veiga de. Polícia/Crime. In: MACHADO, Maria Clara T.; LOPES, Valéria M. Q. C. (Orgs). Caminho das pedras: inventário temático de fontes documentais. Uberlândia - 1900/1980. Uberlândia, MG: EDUFU, 2007.

TREVISAN, Maria José. 50 anos em 5... A FIESP e o Desenvolvimentismo. Rio de Janeiro: Vozes, 1986.

VASCONCELLOS, Maria H. F. Dias de violência – o Quebra de janeiro de 59 em Uberlândia. 1993. 108f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 1993.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.