A educação em Duque de Caxias sob o olhar da imprensa escrita: discussão em torno da educação primária e da formação de normalistas (anos 1950)

Autores

  • Antoniette Camargo de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia – (UFU)
  • Wenceslau Gonçalves Neto Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Universidade de Uberaba (UNIUBE)

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i46.8640071

Palavras-chave:

História da Educação. Imprensa. Duque de Caxias

Resumo

Buscamos analisar alguns artigos levantados na imprensa escrita da cidade de Duque deCaxias, a respeito da educação. Nessa perspectiva saltaram aos nossos olhos especialmenteaqueles problemas relativos à década de 1950: a força das instituições particulares,subvencionadas pelo município; as dificuldades para a prática de inspeção; o interesse dogoverno em relação ao ensino técnico; e ainda escassez de docentes, falta de água encanada,falta de espaço, de escolas, de transporte público escolar, o analfabetismo, as desistências, adistorção idade/série, e outros. Assim, consideradas a quantidade e a importância dasreportagens, demos destaque à demanda por normalistas de um curso criado em 1954, anexoao atual Colégio Santo Antônio em Duque de Caxias e dirigido pelas Irmãs Franciscanas deDillingen. Destacamos ainda a resistência da Prefeitura em contratá-las, assim como aspressões políticas veiculadas pela imprensa para a realização de concursos em contraponto àsimples contratação das recém-formadas normalistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antoniette Camargo de Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia – (UFU)

Mestre em História e Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia.

Wenceslau Gonçalves Neto, Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Doutor em História pela USP. Professor dos Programas de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia e da Universidade de Uberaba.

Referências

CAPELATO, Maria Helena Rolim. Propaganda política e controle dos meios de comunicação.

PANDOLFI, Dulce. (Org.) Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1999, pp.167-178.

DINIZ, J. Péricles. O Papel do Jornal na construção social de identidades. IV Enecult – Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura. UFBa, Salvador-BA. Maio de 2008. Hht://WWW.cult.ufba.br/enecult2008/14430.pdf.

LUSTOSA, Elcias. O Texto da Notícia. Brasília-DF: Editora Universidade de Brasília, 1996.

SILVA, Vivian Batista da. Uma história das leituras para professores: análise da produção e circulação de saberes especializados nos manuais pedagógicos (1930-1971). Revista Brasileira de História da Educação, Campinas-SP: Editora Autores Associados, SBHE, julho/dezembro 2003, n.6, pp.29-58.

SOBRINHO, Barbosa Lima. O Problema da Imprensa. Prefácio de Alberto Dines. 3a Ed. São Paulo: Edusp: Com-Arte, 1997.

ZICMAN, Renée Barata. História através da Imprensa – algumas considerações metodológicas. Projeto História, n.4, PUC-sp, JUNHO/1985.

Downloads

Como Citar

OLIVEIRA, A. C. de; GONÇALVES NETO, W. A educação em Duque de Caxias sob o olhar da imprensa escrita: discussão em torno da educação primária e da formação de normalistas (anos 1950). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 46, p. 46–73, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i46.8640071. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640071. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos