Educação rural em Minas Gerais: gênese das escolas municipais de Ituiutaba (anos 1940)

Autores

  • Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Leila Aparecida Azevedo Silva Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Armindo Quillici Neto Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i46.8640072

Palavras-chave:

Educação rural. Alfabetização. Minas Gerais

Resumo

A educação da população do campo no Brasil é preocupação secular, mas ainda motivadebate, ainda preocupa. No presente, é vista como condição de cidadania; prova disso éque o debate agrega parcelas da sociedade civil de vinculação recente com a questão; nãose associa mais com o ideal de progresso subjacente às primeiras campanhas maciças dealfabetização; e talvez tenha deixado de ser tão usada como estratégia política como noséculo passado. Este estudo toca no debate do presente, mas seu enfoque é a educaçãoconcebida e praticada no passado, sobretudo nas escolas rurais do município de Ituiutaba(MG). Ao fazê-lo, problematiza a criação dessas escolas e as políticas públicas(municipais) para ampliar a alfabetização, a fim de caracterizar tais políticas e verificar suaconcretização. Fontes diversas subsidiaram a discussão: relatos orais, dados estatísticos,fotografias, jornais, atas oficiais e outros, cujo uso se alinha à leitura de referenciais sólidosda historiografia da educação, em especial sobre as relações desta com a sociedade e apolítica. Os resultados reiteram algumas constatações da pesquisa histórica feita até então— por exemplo, que as escolas rurais dos anos 40 eram precárias (as de Ituiutaba tinham,em geral, uma sala de aula e um professor para cinco séries; não tinham água encanadanem profissionais para cuidar da merenda e limpeza) e que propósitos mais ideológicos(“civilizar” o rurícola incutindo nele o estilo de vida urbano dos conteúdos escolares) emais políticos (angariar votos) motivaram as iniciativas de escolarização rural. Essesresultados sugerem espaços a ser explorados historicamente, tais como os pontos críticosda educação rural e sua atuação no fracasso do ruralismo quanto a impedir o êxodocampo–cidade. Esse conhecimento dos problemas que entravaram a concretização bemsucedidae uniforme da ação escolar do passado pode ser útil à estruturação da educação docampo no presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Professora doutora da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal (FACIP) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), campus de Ituiutaba.

Leila Aparecida Azevedo Silva, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Graduada em Pedagogia pela FACIP. Bolsista de Iniciação Científica vinculada ao projeto Escolarização pública na região de Ituiutaba, Minas Gerais, na década de 1940–1950 — vide nota 1.

Armindo Quillici Neto, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Professor doutor da FACIP e membro da equipe do projeto de pesquisa Escolarização pública na região de Ituiutaba, Minas Gerais, na década de 1940–1950 — vide nota 1.

Referências

ALVES, G. L. Análise de uma proposta de escola específica para o campo. In: ______. (Org.). Educação no campo: recortes no tempo e no espaço. Campinas: Autores Associados, 2004.

ALBERTI, Verena. Histórias dentro das história. In: PINSKY, Carla Bassanezi (Org.). Fontes históricas. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2010, p. 155–202.

BRASIL. Mensagem presidencial do presidente Eurico Gaspar Dutra dirigida ao Plenário em 1947. In: PODER LEGISLATIVO. Congresso Nacional. Mensagem dos Presidentes. Rio de Janeiro: 1947/1950. Disponível em: http://www.crl.edu/brazil/presidential acesso em: 15 nov. 2010.

BRASIL. Mensagem presidencial do presidente Eurico Gaspar Dutra dirigida ao Plenário em 1950. In: PODER LEGISLATIVO. Congresso Nacional. Mensagem dos Presidentes. Rio de Janeiro: 1947/1950. Disponível em: http://www.crl.edu/brazil/presidential acesso em: 15 nov. 2010.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB n. 2, de 28 de abril de 2008. Estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Ministério da Educação. Brasília, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2008/rceb002_08.pdf. Acesso em: jun. 2008.

CARDOSO; C. F; MAUAD, A. M. História e imagem: os exemplos da fotografia e do cinema. In: CARDOSO, C. F.; VAINFAS, Ronaldo (Org.). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997, p. 347–77.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Enciclopédia dos municípios brasileiros. Brasília: IBGE, 1959. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/minasgerais/ituiutaba.pdf. Acesso em: 25 mar. 2007.

LUCA, Tania Regina. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi (Org.). Fontes históricas. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2010, p. 111–54.

MENNUCI, S. Pelo sentido ruralista da civilização. São Paulo: Empreza graphica da Revista dos Tribunaes, 1935.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na Primeira República. São Paulo: EPU; Rio de Janeiro: FNME, 1974.

NÓVOA, António. A imprensa de educação e ensino: concepção e organização do repertório português. In: CATANI, Denice; BASTOS, Maria Helena C. (Org.). Educação em revista: a imprensa periódica e a história da educação. São Paulo: Escrituras, 1997

OLIVEIRA, Letícia Borges. História da educação no campo: as iniciativas do movimento brasileiro de alfabetização no meio rural Uberlândia/MG, 1970–1985. Dissertação (Mestrado em educação) — Faculdade de Educação, Universidade Federal de Uberlândia.

PAIVA, V. História da educação popular no Brasil. 6. ed. revista e ampliada. São Paulo: Loyola, 2003.

ROCHA, M. I. As representações sociais de professores sobre a escola no meio rural. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) — Faculdade de e Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

SILVA, D. M. O. Memória: lembrança e esquecimento trabalhadores nordestinos no Pontal do Triângulo Mineiro (1950–1960). Dissertação (Mestrado em História Social) — Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

SOUZA, R. F.; FARIA FILHO, L. M. A contribuição dos estudos sobre grupos escolares para a renovação da história do ensino primário no Brasil. In: VIDAL, D. G. (Org.). Grupos escolares no Brasil: cultura escolar primária e escolarização da infância. Campinas: Mercado das Letras, 2006.

SOUZA, S. T. O universo escolar nas páginas da imprensa tijucana (Ituiutaba–MG — anos de 1950 e 1960). Cadernos de História da Educação, Uberlândia: ed. da Universidade Federal de Uberlândia, v. 2, 2010.

VIEIRA, S. L. Desejos de reforma: legislação educacional no Brasil — Império e República. Brasília; Líber livro, 2008.

Downloads

Como Citar

RIBEIRO, B. de O. L.; SILVA, L. A. A.; QUILLICI NETO, A. Educação rural em Minas Gerais: gênese das escolas municipais de Ituiutaba (anos 1940). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 46, p. 74–93, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i46.8640072. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640072. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos