Política de admissão ao ginásio (1931-1945): conteúdos e forma revelam segmentação do primário

Autores

  • Geysa Spitz Alcoforado de Abreu Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC)
  • Maria Angélica Pedra Minhoto Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i46.8640074

Palavras-chave:

Exame de admissão ao ginásio. Ensino secundário. Ensino primário. Era Vargas

Resumo

O objeto de estudo em análise é o exame de admissão ao ginásio, instituído em 1931, porVargas, e utilizado por 40 anos para a seleção de alunos ao ensino secundário. A análisecircunscreve-se aos anos 1931 e 1945, com o objetivo de discutir se os conteúdos e a formado exame exerceram efeitos na conformação curricular do ensino primário paulistano. Paratanto, foram revisados estudos sobre o tema e feito um levantamento de informaçõesacerca da realização do exame, em arquivos de cinco instituições de ensino secundário dacidade de São Paulo. Os dados foram analisados a partir dos conceitos de segmentação ede progressão, elaborados por Fritz Ringer, em obra que descreve e compara as diferentesconfigurações dos sistemas educacionais da Alemanha, França, Inglaterra e EstadosUnidos. Os resultados indicam que o exame foi ineficiente para conter a demanda poreducação secundária, infirmando parte da literatura especializada que via nessa meta afunção manifesta da prova, e que sua função latente, no entanto, foi a de legitimar umpadrão específico de recrutamento e camuflar a existência de barreiras institucionais ecurriculares presentes no ensino elementar da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geysa Spitz Alcoforado de Abreu, Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC)

Professora Adjunta do Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED) da Universidade do Estado de Santa Catarina.

Maria Angélica Pedra Minhoto, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

Professora Adjunta da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH) da Universidade Federal de São Paulo – Campus Guarulhos, Curso de Pedagogia.

Referências

ABREU, Geysa S. A. de. A homogeneização do ensino secundário na década de 1930: estratégias de eficiência, racionalidade e controle. Educar em Revista, Curitiba, n° 2, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602010000500018&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 30 set. 2011.

BRASIL. Decreto-Lei no 5.692, de 11 de Agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o Ensino de 1o e 2o graus e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5692.htm. Acesso em: 30 set. 2011.

BOURDIEU, P. Distinction: a social critique of the judgement of taste. Cambridge: Harvard, 2002.

MACHADO. Rita G. Uma Análise dos Exames de Admissão ao Secundário (1930- 1970): subsídios para a História da Educação Matemática. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2002.

MINHOTO, M. A. P. Da Progressão do Ensino Elementar ao Ensino Secundário (1931-1945): crítica do exame de admissão ao ginásio. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2007.

NUNES, Maria Thetis. Ensino secundário e sociedade brasileira. 2a ed., revisada e ampliada, Sergipe: UFS, 1999.

RINGER, Fritz K. Education and society in modern Europe. Indiana University Press: USA, 1979.

SILVA, Geraldo Bastos. A educação secundária: perspectiva histórica e teoria. São Paulo: Ed. Nacional, 1969.

VALENTE, W. Exames e provas como fontes para História da Educação. In: VALENTE, W. (Coord.). Os exames de admissão ao Ginásio 1931-1969. Arquivos da Escola Estadual de São Paulo. São Paulo. 3 Cd-Rom, 2001.

WARDE, M. J. A produção discente nos programas de pós-graduação em Educação no Brasil (1982-1991): avaliação e perspectivas. In: Avaliação e perspectivas na área da educação (1982-1991). ANPEd/CNPq, Porto Alegre, set., pp. 51-90, 1993.

WARDE, M. J. Americanismo e educação: a fabricação do “homem novo”. Subprojeto: Tecnologias de estado e instauração de sistemas. São Paulo: convênio Capes/Procad, 2001.

WARDE, M. J. Internacionalização-Nacionalização de padrões pedagógicos e escolares do ensino secundário e profissional: projeto de pesquisa. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.

Downloads

Como Citar

ABREU, G. S. A. de; MINHOTO, M. A. P. Política de admissão ao ginásio (1931-1945): conteúdos e forma revelam segmentação do primário. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 46, p. 107–118, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i46.8640074. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640074. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos