A pedagogia histórico-crítica na trajetória histórica e nos fundamentos teóricos do currículo para a rede pública municipal de ensino de Cascavel/PR

Autores

  • Julia Malanchen Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
  • Neide da S. D. Matos Secretaria Municipal de Educação de Cascavel (SEMED)
  • Claudia Pagnoncelli Secretaria Municipal de Educação de Cascavel (SEMED)

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i46.8640080

Palavras-chave:

Currículo. Pedagogia histórico-crítica. Cascavel. Formação continuada

Resumo

A finalidade deste artigo é a de primeiramente relatar a trajetória histórica do processo deelaboração do Currículo para a Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel, naseqüência, expor os principais pressupostos que fundamentam este documento que seconstitui em três volumes (Educação Infantil, Ensino Fundamental (Anos Iniciais) eEducação de Jovens e Adultos - Fase I) concluído em 2007 e implementado a partir de2008. O documento tem como referencial teórico a epistemologia materialista históricodialética(MARX), a proposições da psicologia histórico-cultural (VIGOTSKY) e apedagogia histórico-crítica (SAVIANI). Intenta-se também apresentar os pressupostossobre a educação das pessoas com deficiências, afirmados nesse Currículo. À vista daimplementação do referido documento, é exposto o processo de formação continuadadesencadeado no município nos anos de 2008 a 2010, que buscou instrumentalizar osprofessores da Rede Municipal de Ensino para a compreensão e aplicação efetiva egradativa do documento, que foi pela primeira vez na história, elaborado pela própria Redee com discussões envolvendo os professores das escolas municipais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Malanchen, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Mestre em Educação, UFSC/SC e doutoranda em Educação Escolar na UNESP/Araraquara. Professora Assistente do Curso de Pedagogia da UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná.

Neide da S. D. Matos, Secretaria Municipal de Educação de Cascavel (SEMED)

Mestre em Educação, UNIOESTE/Cascavel/PR, Coordenadora do Centro de Educação Paulo Freire na Secretaria Municipal de Educação de Cascavel. Integrante do Grupo de Pesquisa Histedopr/Unioeste.

Claudia Pagnoncelli, Secretaria Municipal de Educação de Cascavel (SEMED)

Especialista em Educação. Diretora do Centro Educacional Paulo Freire da Secretaria Municipal de Educação de Cascavel/PR.

Referências

BRASIL, Diretrizes Curriculares do Ensino Fundamental foram instituídas por meio da resolução da CEB no 2 de 07 de abril de 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB no 9.394/96. 20 de dezembro de 1996.

CASCAVEL (PR). Secretaria Municipal de Educação. Currículo para Rede pública municipal de ensino de Cascavel. Cascavel, PR: Ed. Progressiva, 2008.

DUARTE, Newton. Formação do indivíduo, consciência e alienação: o ser humano na psicologia de A. N. Leontiev. Campinas – SP: Caderno Cedes, vol. 24 n. 62, 2004.

DUARTE, Newton. Educação Escolar, Teoria do Cotidiano e a Escola de Vigotsky. Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender” crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. Autores Associados, Campinas SP, 2004.

LEONTIEV. A. N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizontes, 1978.

MALANCHEN, Julia. Alguns elementos para compreender os principais fundamentos do currículo para a Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel e o processo de formação continuada. In.: ORSO, Paulino José; et al (orgs). Educação e Sociedade: Uma relação desafiadora. Cascavel: Edunioste, 2011.

MARKUS, Gyorgy. Teoria do conhecimento do jovem Marx. Coleção pensamento crítico, vol. 1. Tradução de Carlos Nelson Coutinho, RJ – Paz e Terra, 1974.

MARX, Karl ; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã (Feuerbach). 10a Ed. Tradução de José Carlos Bruni e Marco Aurélio Nogueira. São Paulo: HUCITEC, 1996.

MORAES, Maria Célia Marcondes de. Dupla problemática do objeto da história: ontológica e Metodológica. In: MORAES, Maria Célia Marcondes de. Reformas de ensino, modernização administrada. A experiência de Francisco Campos anos vinte e trinta. Florianópolis: UFSC, Centro de Ciências da Educação, Núcleo de publicações. 2000. (teses NUP).

PARANÁ, Currículo Básico para a escola pública do Estado do Paraná. Seed: 1990.

SAVIANI, Dermeval. Desafios para a construção coletiva da ação supervisora: uma abordagem histórica. Revista Idéias, no 24, 1994.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: Primeiras aproximações. São Paulo: Autores Associados, 1995.

SAVIANI, Dermeval. Educação do senso comum a consciência filosófica. Campinas: Autores Associados, 1996.

SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. Campinas: Autores Associados, 1991.

SEED/PR. Avaliação, sociedade e escola. Fundamentos para reflexão. (org. Lízia Helena Nagel) Curitiba, 1986.

VYGOTSKI, L. S. Obras Escolhidas II. Madrid, Centro de publicaciones Del M.E.C. y Visor Distribuciones, 1993.

VYGOTSKY, L.S; LURIA, A.R. Estudos sobre a história do comportamento: o macaco, o primitivo e criança. Trad. Lolio Lourenço de Oliveira. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

VIGOTSKI, Liev Semiónovich. Obras escogidas: fundamentos de defectología. Tomo V. Habana: Editorial Pueblo y Educación, 1997.

ZÓIA, Elvenice Tatiana. Proposta Curricular: o Desafio da Reestruturação Coletiva – Limites e Possibilidades. Anais do Seminário Nacional Interdisciplinar em Experiências Educativas – SENIEE, no ano de 2007 na Unioeste – Campus de Francisco Beltrão.

Downloads

Como Citar

MALANCHEN, J.; MATOS, N. da S. D.; PAGNONCELLI, C. A pedagogia histórico-crítica na trajetória histórica e nos fundamentos teóricos do currículo para a rede pública municipal de ensino de Cascavel/PR. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 46, p. 190–204, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i46.8640080. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640080. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos