As relações entre trabalho e educação: análise da constituição das escolas técnicas

Autores

  • Vera Lucia Martiniak UEPG

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i45e.8640110

Palavras-chave:

Ensino Técnico. Trabalho. Educação

Resumo

Este texto apresenta uma análise sobre a constituição das escolas técnicas no Paraná no início do século XX, tendo como eixo central da discussão a relação entre o trabalho e a educação. Primeiramente, a análise centra-se sobre a institucionalização dos abrigos para os menores, como forma de retirar os delinqüentes e desvalidos que perambulavam pelos centros urbanos. Num segundo momento, a análise incide sobre a formação do trabalhador para a agricultura e os interesses do governo em racionalizar e aumentar a lucratividade deste setor. Este texto discute as iniciativas para a organização do ensino agrícola no Brasil e em especial no Paraná, e procura compreender o papel desempenhado pelo ensino destas instituições escolares. Essas escolas eram destinadas aos filhos de agricultores, entretanto, sua gênese reside na criação dos patronatos e dos abrigos para menores, cujo objetivo era atender à infância desvalida do Estado. O ensino agrícola tinha, portanto, um duplo sentido: o primeiro seria a formação da mão de obra para os filhos de agricultores e a consequente melhoria da produção agrícola, em virtude do uso de técnicas e máquinas modernas; e o segundo, sob a égide do assistencialismo, seria a utilização do trabalho agrícola como um instrumento disciplinador do futuro trabalhador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Lucia Martiniak, UEPG

Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da UEPG na linha de História e Políticas Educacionais e pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas História Sociedade e Educação-HISTEDBR da Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP. 

Referências

BOTTOMORE, Tom. Dicionário do Pensamento Marxista. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1988.

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

CUNHA, Luiz Antonio. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. 2. ed. São Paulo: Editora UNESP; Brasília/DF: FLACSO Brasil, 2005a.

CUNHA, Luiz Antonio. O ensino profissional na irradiação do industrialismo. 2.ed. São Paulo: Editora UNESP; Brasília/DF: FLACSO Brasil, 2005b.

HOBSBAWN, Eric J. A Era das Revoluções. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2009.

MANFREDI, Sílvia Maria. Educação profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

MARX, Karl. Para a Crítica da Economia Política. Tradução de Edgar Malagodi... (et al). São Paulo: Abril Cultural, 1982.

MARTINIAK, Vera Lucia. Educação e Trabalho no Ensino Agrícola: História das instituições escolares agrícolas. Curitiba: Editora CRV, 2011.

MENDONÇA. Sonia Regina de. Extensão rural e hegemonia norte-americana no Brasil. História. Unisinos Maio/Agosto 2010. p. 188-196

MIGUEL, Maria Elizabeth Blanck. A formação do professor e a organização social do trabalho. Curitiba: Ed. UFPR, 1997.

PARANÁ. Mensagem dirigida ao Congresso Legislativo pelo Dr. Caetano Munhoz da Rocha, Presidente do Estado, ao instalar-se a 1a. Sessão da 17a. Legislatura 1/02/1924. Curityba: [s.n.], 1924.

PARANÁ. Relatório apresentado ao Interventor Manoel Ribas, pelo Secretário de Estado dos Negócios da Fazenda e Obras Públicas, 1935.

PARANÁ. Mensagem do Governador Manoel Ribas à Assembléia Legislativa. Curitiba: Imprensa Gráfica Paranaense, 1937.

PARANÁ. Decreto no 7.782, de 6 de janeiro de 1939. Aprova o Regulamento das Escolas de Trabalhadores Rurais no Estado. Diário Oficial do Estado do Paraná. Curitiba, 6 jan. 1939.

PARANÁ. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado pelo Sr. Moyses Lupion, governador do Paraná. Paraná: Curitiba, 1950.

SAVIANI, Dermeval. História das Ideias Pedagógicas. São Paulo: Autores Associados, 2007.

SUTIL, Marcelo Saldanha. Beirais e Platibandas: A arquitetura de Curitiba na primeira metade do século 20. Curitiba, 2003. Tese (Doutorado em História).

XAVIER, M. E. S. P. Capitalismo e escola no Brasil. Campinas: Papirus, 1990.

Downloads

Como Citar

MARTINIAK, V. L. As relações entre trabalho e educação: análise da constituição das escolas técnicas. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 45e, p. 88–99, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i45e.8640110. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640110. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos