A mãe ensina, o filho aprende as lições do ABC pelo jornal

  • Francisco Ari Andrade Universidade Federal do Ceará Faculdade de Educação Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira
  • Ana Maria Leite Lobato Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFPA - Pará
Palavras-chave: Lição. Criança. Alfabetização. Abecedário

Resumo

A origem desse texto está numa pesquisa desenvolvida junto ao setor de hemeroteca da Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel, onde foi possível a localização dos volumes do Jornal do Ceará microfilmados, tendo em vista ser na Coluna Escola onde circularam as aulas de ABC para a infância pobre. A partir de tal levantamento é possível refletir uma experiência pedagógica de alfabetização de crianças à distância, contando com a ajuda das “mães de família”. Nesse apanágio, eis uma reflexão sobre uma iniciativa educacional desenvolvida no início do século XX, na cidade de Fortaleza, tendo como foco o ensino de lições do abecedário às crianças pobres, excluídas da escola, por meio do jornal impresso

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Ari Andrade, Universidade Federal do Ceará Faculdade de Educação Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira
Professor Adjunto - DE do Departamento de Fundamentos da Educação, da Faculdade de Educação - FACED, da Universidade Federal do Ceará - UFC. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira - PPGE (Mestrado e Doutorado), da linha de pesquisa História e Memória da Educação, do eixo História da Educação, Política e Sociedade brasileira do PPGE-FACED-UFC. Doutor em Educação Brasileira pelo PPGE-FACED-UFC. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação do Ceará - GEPHEC. Desenvolve pesquisa sobre História da Educação, Instituição Escolar e Cultura Escolar.
Ana Maria Leite Lobato, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFPA - Pará
Doutoranda em Educação Brasileira pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará-FACED. Rua Waldery Uchou, 1. Benfica, CEP:60020-110. Fortaleza-CE. Professora Permanente do Ensino Básico Técnico eTecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará.

Referências

ANDRADE, F. A. de. Luzes e sombras na educação. O aciolismo e a criação da Faculdade de Direito do Ceará, 1903-1912. Fortaleza: Inesp, 2008.

AZEVEDO, O. de. Fortaleza Descalça: reminiscências. 2a Ed. Fortaleza: UFC/Casa de J. de Alencar, 1992.

BRASIL. Decreto N° 7. 247 de 19 de abril de 1879. In: BARBOSA, Rui. Reforma do Ensino Secundário e Superior. Obras Completas. v. IX, tomo I, Rio de Janeiro, Ministério da Educação e Saúde, 1942, p. 273-303.

CÂMARA, J. Almanache administrativo, estatístico, mercantil, industrial e literário do Estado Ceará. Anno 13. Fortaleza: Typo-litographia a vapor, 1907.

FACÓ, Ana. O ensino intuitivo: O – ABC em seis lições para a infância pobre. Jornal do Ceará. Fortaleza-CE, 16 de mar. 1904. Coluna Escola: Primeira e segunda lição p. 3.

FACÓ, Ana. O ensino intuitivo: O – ABC em seis lições para a infância pobre. Jornal do Ceará. Fortaleza-CE, 30 de mar. 1904. Coluna Escola: terceira lição, p. 3.

FACÓ, Ana. O ensino intuitivo: O – ABC em seis lições para a infância pobre. Jornal do Ceará. Fortaleza-CE, 16 de abr. 1904. Coluna Escola: quarta lição, p. 3.

MARCÍLIO, M. L. História da escola pública em São Paulo e no Brasil. São Paulo: Imp. Oficial do Estado de São Paulo; Inst. Fernand Braudel, 2005.

MOACYR, P. A instrução e o Império. Subsídios para a História da Educação no Brasil. 2a ed. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1937.

SAVIANI, D. História das idéias pedagógicas no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SOUSA, R. F. de. História da organização do trabalho escolar e do currículo no século XX. Ensino primário e secundário no Brasil. São Paulo: Cortez, 2008.

TARDE, G. A opinião e as massas. São Paulo: Marins Fontes, 1992.

TEÓFILO, R. Libertação do Ceará. Fortaleza: Fund. Waldemar Alcântara, 2001.

VALDEMARIN, V. T. Estudando as lições das coisas. Análise dos fundamentos filosóficos do Método de Ensino Intuitivo. Campinas, SP: Associados, 2004.

VEIGA, C. G. História da Educação. São Paulo: Ática, 2007.

VIDAL, D. G; SÁ, E. F. de; SILVA, V. L. G. Obrigatoriedade escolar no Brasil. Cuiabá/MT: EdUFMT, 2013.

VIEIRA, S. L; FARIAS, I. M. S. de. (Orgs.) Documentos de política educacional no Ceará: Império e República Brasília.– (Coleção Documentos da Educação Brasileira. Regulamento da Instrucção Primaria do Estado do Ceará – 1905 – p. 40). Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006. CD-ROM.

Publicado
2014-03-22
Como Citar
Andrade, F. A., & Lobato, A. M. L. (2014). A mãe ensina, o filho aprende as lições do ABC pelo jornal. Revista HISTEDBR On-Line, 13(54), 144-155. https://doi.org/10.20396/rho.v13i54.8640174
Seção
Artigos